PUBLICIDADE
Topo

Pergunta pro Jokura

Por que o céu é azul e ganha outras cores no nascer e pôr do sol?

Ralph David/ Pexels
Imagem: Ralph David/ Pexels
Tiago Jokura

Tiago Jokura é jornalista e, portanto, curioso profissional. Passou os últimos 15 anos respondendo as dúvidas mais complexas e inusitadas dos leitores na mídia impressa ? na tentativa infinita de explicar como o mundo funciona com clareza e bom humor. Agora, continua essa saga aqui no UOL. Mande sua pergunta cabeluda que ele faz questão de pentear.

23/11/2020 04h00

Por que o céu é azul? - Pergunta de Gabriel Ribeiro, de São Paulo (SP)

Salve, salve, Gabriel. Tudo azul? Essa sua pergunta me faz lembrar do cancioneiro brasileiro Renato Russo fazendo essa mesma pergunta na canção "Pais e Filhos" e com o Djavan, em "Azul", dizendo que não sabe se vem de Deus essa cor que azuleja o dia.

Mais uma vez quem me ajuda a responder essa ensolarada questão é o professor Claudio Furukawa, do Instituto de Física da USP. Mestre Furukawa diz que o azul está no ar. "O céu é azul por causa da atmosfera, cujo ar promove maior espalhamento do espectro azul da luz Sol", explica o físico.

Quando incide na atmosfera da Terra, a luz solar, que é composta por todas as cores do arco-íris, encontra as moléculas da atmosfera. Por causa do seu tamanho muito pequeno, as moléculas de ar espalham a luz para todas as direções. Porém, algumas cores são mais espalhadas do que outras.

O que define qual das cores será mais espalhada é o tamanho das partículas que compõem o ar. Na nossa atmosfera, a cor azul é a mais espalhada porque seu comprimento de onda é um dos menores e acaba sendo compatível com o tamanho diminuto das moléculas do ar. As outras cores do espectro quase não sofrem este efeito quando o Sol está alto no céu.

Mas no nascer e no pôr do sol as cores vão além do azul, né?

Furukawa explica que "os tons avermelhados e alaranjados que surgem na aurora e na alvorada aparecem porque quando o Sol está perto do horizonte, sua luz precisa atravessar uma camada maior de atmosfera do que quando ele está mais alto no céu. Assim, no nascente e no poente, a cor azul é ainda mais espalhada, até quase desaparecer, e apenas as cores próximas do vermelho e do laranja atravessam a atmosfera mais densa".

Furukawa completa dizendo que "se o nosso planeta não tivesse atmosfera, como ocorre na Lua, por exemplo, o céu não seria azul. Aliás, não teria cor nenhuma. Mesmo durante o dia, poderíamos ver o Sol e também as estrelas, já que não haveria espalhamento da luz. O céu seria escuro tanto de dia como de noite".

E já que começamos o post com uma pegada musical, termino com outra canção brasileira que exalta o azul, só que o dos oceanos. Como cantava o saudoso Tim Maia, "tenho muito pra contar, dizer que aprendi"...

Tem alguma pergunta? Deixe nos comentários ou mande para nós pelo WhatsApp.