PUBLICIDADE
Topo

Nunca Vi 1 Cientista

Fiz o novo teste de covid da USP; entenda por que ele é muito melhor

Ana Bonassa e Laura de Freitas

Nunca Vi 1 Cientista é um grupo de divulgação científica encabeçado pelas jovens cientistas Ana Bonassa e Laura de Freitas para estimular o contato com a ciência.

14/09/2020 04h00

O coronavírus bateu na porta do Nunca Vi 1 Cientista. Depois de três dias com alguns dos sintomas da covid-19, a nossa doutora em Ciências, Ana Bonassa, precisou fazer um teste para saber se pegou ou não o vírus. Mas em vez de desembolsar uns R$ 400 em um teste tradicional para detectar o coronavírus (conhecido como RT-PCR), ela fez o novo teste que está sendo desenvolvido por cientistas da USP (Universidade de São Paulo), o RT-Lamp.

A prata da casa é menos invasiva que o teste comum, aquele que colocam o cotonete lá no fundo da garganta ou nariz adentro. Os pesquisadores do CEGH-CEL (Centro de Estudos sobre o Genoma Humano e Células-Tronco) da USP desenvolveram uma técnica em que você só precisa cuspir dentro de um pote e que custa um quarto do valor do RT-PCR.

Você mesmo pode coletar a amostra de saliva na sua casa, sem precisar da ajuda de um técnico. O resultado fica pronto de 30 a 40 minutos. Dá para saber a olho nu se o seu cuspe tem ou não o vírus. Se o teste der positivo, a amostra fica amarela; se der negativo, rosa. Assista ao nosso vídeo que a gente passa mais detalhes.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL.