PUBLICIDADE
Topo

Helton Simões Gomes

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Em breve, você pode ter o destino de Jeff Bezos, mas esqueça os bilhões

Jeff Bezos, fundador da Blue Origin (e da Amazon) - Divulgação/Blue Origin
Jeff Bezos, fundador da Blue Origin (e da Amazon) Imagem: Divulgação/Blue Origin
Conteúdo exclusivo para assinantes
Helton Simões Gomes

Jornalista com mais de 10 anos de experiencia na cobertura de ciência e tecnologia, com passagens por Folha, Band e TV Globo. Vencedor do prêmio CNI de Jornalismo de 2013.

Colunista de Tilt

23/05/2021 04h00

O Ministério da Justiça negocia um sistema espião influenciado pelo vereador Carlos Bolsonaro, um dos filhos do presidente da República, Jair Bolsonaro. A movimentação atípica por se tratar de alguém que não compõe o quadro funcional da administração federal foi classificada como "participação não republicana" por especialistas e abriu uma crise com a área militar.

Se você deixou o jogo político ofuscar o detalhe tecnológico da história, confira no replay: o serviço em questão é o Pegasus, desenvolvido pelos israelenses NSO Group. Para quem não conhece, uma dica: ele está no centro do divórcio mais rico de todos os tempos, entre Mackenzie e Jeff Bezos — Sorry, Melinda e Bill Gates.

O Pegasus não é um simples software. Há quem a aponte como uma arma cibernética. Isso porque ela:

  • É capaz de infectar celulares para ouvir ligações, ler mensagens, acionar o microfone para ouvir conversas, tirar fotos com a câmera e roubar senhas de bancos. Tudo isso com...
  • ... "Zero cliques", ou seja, sem que o dono do aparelho precise interagir com o vírus. Aliás...
  • ... É por isso que ele se chama Pegasus, o equino alado da mitologia grega, segundo Shalev Hulio, um dos fundadores da NSO:

"O que nós construímos era, na verdade, um [vírus] Cavalo de Troia que é mandado pelo ar até os aparelhos"

  • ... Entre os clientes da empresa israelense estão governos geralmente autoritários que usaram o vírus para espionar cidadãos, como...
  • ... A gestão de Enrique Peña Nieto, presidente do México, contra ativistas; a Arábia Saudita versus o jornalista Jamal Khashoggi e...
  • ... O príncipe herdeiro árabe, Mohammad bin Salman, contra Jeff Bezos. Foi assim que o multibilionário dono da Amazon teve seus nudes vazados para o tabloide National Enquirer, segundo uma investigação. Acontece que...
  • ... Na época, o jornal Washington Post, outra posse de Bezos, investigava a relação entre o então presidente norte-americano Donald Trump e o monarca árabe. Problema maior...
  • ... Era a destinatária dos nudes: nada de Mackenzie, a esposa; era a apresentadora de TV Lauren Sanchez, a amante. Quando o caso estampou o tabloide, o divórcio já estava em curso.

Segundo fontes ouvidas pelo UOL, a pressão de Carlos Bolsonaro incomodou a ala militar do governo, que manda no GSI (Gabinete de Segurança da Informação) ao qual está subordinada a Abin (Agência Brasileira de Inteligência). Isso porque, em vez de fortalecer os órgãos oficiais de investigação, a licitação do sistema espião irá abastecer o Ministério da Justiça.

Mas isto, novamente, é jogo político. O assustador é que o governo brasileiro está articulando a compra pública de uma plataforma usada para devassar a vida de pessoas comuns.

Okay, há experiências conhecidas em que o Pegasus ajudou a pegar bandido. O mais célebre deles foi Archivaldo Guzmán Loera, o maior traficante de drogas do mundo conhecido como "El Chapo".

Por outro lado, o histórico do vírus não ajuda. Um grupo liderado pela Anistia Internacional reuniu documentos que comprovam como o sistema é usado consistentemente contra a sociedade civil. Ver Carlos Bolsonaro, líder extraoficial do subterrâneo "Gabinete do Ódio", metido no caso acaba por colocar todas as pulgas faltantes atrás na orelha.

Mais provável que brasileiros tenham em um futuro breve o mesmo destino de Bezos. E, obviamente, não estamos falando da fortuna de US$ 188 bilhões que ele tem.

Este texto foi distribuído na newsletter de Tilt. Assine aqui e conheça as outras do UOL

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL