PUBLICIDADE
Topo

Guilherme Rambo

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Alguém que tinha iPhone morreu? Esta é a solução da Apple para ajudar

Pixabay
Imagem: Pixabay
Conteúdo exclusivo para assinantes
Guilherme Rambo

Guilherme Rambo é programador desde os 12 anos. Especialista em engenharia reversa, é conhecido mundialmente por revelar os segredos da Apple antes mesmo dos anúncios da empresa, além de programar para as plataformas da empresa.

26/11/2021 04h00

Cada vez mais confiamos nossos dados e memórias inteiramente à tecnologia, deixando-os muitas vezes armazenados apenas no smartphone e no serviço de nuvem ou backup do fabricante, como o iCloud da Apple, por exemplo.

Por se tratarem de dados extremamente sensíveis, as empresas se esforçam para garantir a segurança e a privacidade dos usuários.

A Apple sempre ressaltou sua filosofia de fazer o máximo de processamento dos dados possível no dispositivo do usuário e a utilização de criptografia ponta a ponta, de modo que a própria empresa seja impossibilitada de ler os dados que trafegam ou ficam armazenados no iCloud.

Com isso, o usuário tem controle total sobre seus dados e a empresa não consegue acessá-los, o que é excelente do ponto de vista de segurança e privacidade, mas traz algumas desvantagens.

Com o anúncio do iOS 15, a Apple divulgou novos recursos do Apple ID, a conta única utilizada para acessar os serviços online da empresa, que vão ajudar a enfrentar as duas maiores desvantagens dessa forma de lidar com os dados dos usuários.

A primeira delas é o caso no qual o usuário perde o acesso à conta. O usuário pode ter perdido a senha e não ter mais acesso a algum dispositivo autorizado ou número de SMS para recuperação. Nestes casos, a Apple não consegue ajudar o usuário, pois a empresa não tem acesso a senhas ou códigos de desbloqueio dos usuários.

Para resolver esse cenário, no iOS 15 é possível configurar contatos para recuperação de conta.

A Apple sugere que sejam utilizados contatos de pessoas próximas como amigos e familiares nos quais você confia, mas ressalta que os contatos de recuperação não terão acesso aos dados da sua conta, apenas poderão ajudá-lo a recuperar o seu acesso.

Com um contato configurado, caso o usuário se veja numa situação na qual perdeu acesso ao seu Apple ID, haverá uma opção para solicitar um código de desbloqueio ao contato de recuperação.

As instruções para fazê-lo deverão ser compartilhadas pessoalmente ou via telefone. O contato de recuperação receberá um código de seis dígitos que o usuário poderá então digitar em seu aparelho para desbloquear o Apple ID.

Caso você queira configurar contatos de recuperação, é importante saber que existem algumas exigências.

A primeira delas é que todos os dispositivos autorizados na sua conta precisam estar rodando a versão mais recente dos sistemas operacionais.

No caso da pessoa que será seu contato de recuperação, é necessário que ela tenha ao menos um dispositivo rodando iOS 15 ou macOS Monterey. Também é necessário ter a autenticação de dois fatores ativada na sua conta e o seu contato de recuperação precisa ser maior de 16 anos.

Para configurar um contato de recuperação, siga os passos:

contato de recuperação - 1 - apple - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução
  • No iPhone, iPad ou iPod touch, acesse Ajustes e toque no seu nome.
  • Toque em Senha e Segurança e depois em Recuperação de conta.
  • Em Assistência de Recuperação, toque em Adicionar Contato e autentique com o Face ID ou Touch ID.
  • Selecione um dos seus contatos
  • Após o contato aceitar a solicitação, você verá uma mensagem informando que ele foi adicionado como seu contato para recuperação de conta.
contato de recuperação - 2 - apple - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Este recurso resolve o problema do usuário que perdeu o acesso à conta, mas não resolve outro problema mais complicado (e sensível) que é o falecimento do proprietário de uma conta.

Existem inúmeras histórias de familiares desesperados tentando recuperar os dados de conta e dispositivos Apple de entes queridos que faleceram.

Infelizmente, a Apple não é capaz de acessar esses dados por conta da criptografia ponta a ponta, que atualmente só não se aplica aos backups do iCloud, que não contém todos os dados da conta nem tudo o que está nos dispositivos do usuário.

Para resolver este problema, a Apple anunciou juntamente do iOS 15 um recurso chamado "Contato de Legado", uma pessoa de confiança que poderá acessar e baixar os dados da conta do usuário quando este falecer.

O recurso está disponível nos betas do iOS 15.2 e deve ser lançado a todos os usuários em breve.

De forma similar ao contato de recuperação, o usuário pode adicionar contatos de legado nos ajustes do Apple ID, na opção "Contato herdeiro" (detalhes podem mudar até a versão final do iOS 15.2).

O contato adicionado receberá então uma chave de acesso que poderá utilizar no futuro, juntamente da certidão de óbito do usuário, para remover o bloqueio dos dispositivos Apple e baixar todos os dados da conta do usuário incluindo notas, emails, mensagens, contatos, fotos, entre outros.

contato de legado - apple  - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

A criptografia ponta a ponta é sem dúvida uma proteção muito importante nos dias de hoje, mas traz alguns desafios quando acontecimentos normais da vida real vão de encontro à tecnologia.

Resolver estes problemas sem comprometer a segurança e a privacidade faz parte do trabalho das empresas de tecnologia, e a Apple trouxe bons avanços com estes dois recursos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL