PUBLICIDADE
Topo

Guilherme Rambo

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Tela de bloqueio do iPhone e mais saúde mental: o que a Apple deve anunciar

Reprodução
Imagem: Reprodução
Guilherme Rambo

Guilherme Rambo é programador desde os 12 anos. Especialista em engenharia reversa, é conhecido mundialmente por revelar os segredos da Apple antes mesmo dos anúncios da empresa, além de programar para as plataformas da empresa.

07/06/2021 04h00

Hoje começa a conferência anual de desenvolvedores da Apple. Embora o foco do evento seja o desenvolvimento para as plataformas de software da empresa, ele não deixa de ser muito interessante para consumidores: é nele que são anunciadas as futuras atualizações do iOS, iPadOS, tvOS, watchOS e macOS.

Usuários de produtos da Apple mais entusiastas costumam acompanhar apenas a keynote de abertura, que será nesta segunda-feira (7), às 14h (horário de Brasília). Para os desenvolvedores —como este que vos escreve— o evento dura a semana inteira, com diversas sessões falando sobre as novas tecnologias e como podemos adotá-las em nossos projetos.

Para este ano, a Apple promete mais de duzentas sessões sobre as mais diversas tecnologias, além das consultorias individuais que são guiadas por engenheiros da empresa.

Diferentemente dos anos anteriores, não tivemos nenhum grande vazamento e nem mesmo muitos rumores sobre o que a Apple deve anunciar no evento. Isso pode significar duas coisas: ou a Apple conseguiu segurar melhor os vazamentos, ou este será um ano de poucas novidades. Pessoalmente, creio que seja o primeiro caso.

Vou comentar então algumas coisas que eu imagino que possam ser anunciadas no evento, bem como alguns dos meus desejos.

Tela de bloqueio do iPhone/iPad

O sistema operacional dos iPhones e iPads sempre tem algumas novidades anunciadas na WWDC. Para este ano, existem rumores de mudanças visuais na tela de bloqueio dos dispositivos.

Detalhes sobre quais mudanças seriam essas são escassos, mas eu concordo que está na hora da Apple revisitar o design da tela de bloqueio, tanto no iPhone quanto no iPad. Essa tela é praticamente a mesma desde o primeiro iPhone lá em 2008, tendo recebido suas mudanças mais significativas em 2017 quando a empresa lançou o iPhone X.

Acredito que o espaço da tela poderia ser melhor aproveitado, já que atualmente grande parte dele é ocupado pelo horário e data. Outro exemplo de desperdício de espaço nessa área é quando a opção "Não Perturbe" está ligada: um banner enorme fica ocupando o centro da tela, que poderia ser aproveitado para informações mais úteis.

Essas mudanças poderiam inclusive indicar uma preparação para um possível iPhone com tela always-on, como já temos no Apple Watch desde a série 5.

Apps poderiam oferecer widgets que ficariam na tela de bloqueio, bastando uma rápida olhada na direção do iPhone para ver as informações contidas neles. Eu adoraria ter um widget de previsão do tempo e outro que mostra as baterias dos meus dispositivos direto na tela de bloqueio, por exemplo.

Outra opção bacana para a tela de bloqueio seria a adição de alguns controles disponíveis hoje na Central de Controle. Quem sabe os botões —atualmente fixos— de lanterna e câmera poderiam ser substituídos por controles customizados pelo usuário?

Notificações sob controle

A tela de bloqueio também é onde ficam as notificações, outra área que receberá mudanças no iOS 15.

Segundo os rumores, a nova versão do sistema tornaria possível customizar o recebimento de notificações dependendo do seu contexto atual, como hora do dia e localização.

Um exemplo de uso seria customizar as notificações de redes sociais para que fiquem silenciadas no horário de trabalho, além de silenciar notificações relacionadas a trabalho nos finais de semana.

Mais saúde

O app Saúde já permite o controle de diversos aspectos da saúde do usuário, desde exercícios físicos até as horas de sono e sua qualidade. Algo que eu gostaria de ver no iOS 15 seria a inclusão de mais recursos relacionados a saúde mental, que atualmente só é contemplada pelo app Respirar do Apple Watch.

Uma indicação de que isso pode acontecer foi um dos recursos de acessibilidade anunciado recentemente pela Apple, que permitirá o uso contínuo de sons de fundo no iOS para ajudar a eliminar distrações. Talvez este seja apenas um dos recursos voltados à saúde mental que a empresa pretende adicionar ao iOS 15 e watchOS 8.

Além disso, existem rumores de que o app Saúde estaria para ganhar recursos de acompanhamento de dieta, para que seja possível registrar os alimentos que o usuário está consumindo e assim acompanhar quantas calorias comeu em determinado período, por exemplo.

Apple em casa

Já comentei sobre meu uso do HomeKit por aqui. Desde então, mudei de apartamento e atualmente tenho toda a iluminação, além de fechadura e motor da piscina, tudo controlado no app Casa.

Uma dúvida existente na comunidade de entusiastas do HomeKit é qual seria a estratégia da Apple para dispositivos de automação residencial, ou dispositivos residenciais como um todo.

A descontinuação do HomePod original deixou a comunidade ainda mais confusa e, como a empresa não costuma anunciar nada até que esteja pronto, fica a dúvida: existe uma estratégia de longo prazo da Apple para automação residencial?

O app Casa não recebe grandes novidades há algum tempo e já está bastante datado. Além disso, faltam mais produtos residenciais como o HomePod mini e a Apple TV para incrementarem a casa do usuário (algum HomePod com tela, por exemplo).

O anúncio de uma vaga de trabalho publicado recentemente no site da Apple chamou atenção por mencionar um sistema operacional nunca antes visto: homeOS.

Este nome poderia ser simplesmente uma nova forma de chamar o sistema operacional do HomePod, mas o fato da Apple ter aparentemente inventado um nome novo para a área me faz acreditar que veremos novos produtos e novidades de software para automação residencial.

Widgets turbinados e mais customização

O iOS 14 finalmente trouxe a opção de colocarmos widgets na tela de início dos iPhones. O recurso foi adotado rapidamente e virou febre entre os usuários, que começaram um movimento intenso de customização da tela de início dos iPhones, principalmente com o uso do app Widgetsmith.

Apesar disso, há espaço para melhorias. Atualmente os widgets não são interativos, tudo o que eles podem fazer é abrir o app ao qual o widget pertence, no máximo com algumas áreas de toque distintas que abrem partes diferentes do app.

Uma novidade que poderia chegar com o iOS 15 seria a possibilidade de interagir com os widgets, para que fosse possível termos widgets para controlar reprodução de mídia, um widget de calculadora, entre outros.

Além disso, os widgets na tela de início chegaram somente para o iPhone. No iPad, eles ficam limitados a uma coluna no lado esquerdo da primeira tela. Me parece óbvio que isso foi uma omissão que será corrigida este ano com o iOS 15.

Como assistir a WWDC ao vivo

Estes foram alguns dos meus desejos e rumores sobre o que deve ser anunciado nesta WWDC.

Para quem quiser acompanhar a abertura do evento ao vivo, pode acessar o site da Apple, o app TV, ou o evento no YouTube.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL