PUBLICIDADE
Topo

Felipe Zmoginski

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Tencent mais valiosa que Facebook: ranking mostra avanço rápido de chinesas

Sede da Tencent, em Shenzhen: empresa está à frente do Facebook na lista das empresas e marcas mais valiosas do mundo - Tencent Press Center
Sede da Tencent, em Shenzhen: empresa está à frente do Facebook na lista das empresas e marcas mais valiosas do mundo Imagem: Tencent Press Center
Felipe Zmoginski

Felipe Zmoginski foi editor de tecnologia na revista INFO Exame, da Editora Abril, e passou pelos portais Terra e America Online. Fundou a Associação Brasileira de Online to Offline, foi secretário-executivo da Associação Brasileira de Inteligência Artificial e head de marketing e comunicações do Baidu no Brasil, companhia líder em buscas na web na China e soluções de inteligência artificial em todo o mundo. Há seis anos escreve sobre China e organiza missões de negócios para a Ásia.

23/06/2021 04h00

Um estudo publicado esta semana pelo conglomerado inglês Kantar, que no Brasil controla o grupo Ibope, revelou que as empresas de tecnologia da China são as que mais ganham valor de mercado em todo o mundo. A conclusão faz parte do relatório anual "Brand Z", em que a Kantar elenca as 100 empresas e marcas mais valiosas do mundo.

A lista é liderada por companhias americanas do setor de tecnologia, como Amazon, Apple, Google e Microsoft, respectivamente as quatro primeiras colocadas no ranking, que considera valor total de mercado negociado em bolsa destas empresas.

A Amazon, por exemplo, tem valor estimado em US$ 638 bilhões. O estudo, no entanto, elenca empresas de quaisquer setores, como a rede de fast food McDonald´s e a operadora de cartões de crédito Visa, que são a 9ª e 8ª colocadas na análise.

Em comparação com as medições feitas em anos anteriores, as empresas de tecnologia da China são as que mais ganham valor de mercado.

Atualmente, os grupos Tencent (controlador do WeChat) e Alibaba figuram na 5ª e 7ª posição. O Facebook, sexto colocado, por exemplo, vale menos que a chinesa Tencent.

Novas estrelas da internet chinesa, como o aplicativo TikTok, chamado de Douyin na China e controlado pela empresa ByteDance, entrou na lista de Top 100 apenas ano passado. Este ano, foi a vez do e-commerce Pinduoduo, um fenômeno no país ao explorar características sociais em vendas online entrar no seleto grupo.

No total, 18 companhias chinesas estão na lista, frente a 56 empresas americanas.

Embora sejam as chinesas que apresentem valorização mais rápida, o relatório deixa claro que a distância para os Estados Unidos ainda é grande, muito grande. Quando observado apenas o valor de mercado das empresas que compõem o ranking Top 100, 74% do montante está concentrado em nomes americanos.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL