PUBLICIDADE
Topo

Denise Tremura

ANÁLISE

Texto baseado no relato de acontecimentos, mas contextualizado a partir do conhecimento do jornalista sobre o tema; pode incluir interpretações do jornalista sobre os fatos.

Sósia de Gil do Vigor, político americano conquista o Twitter brasileiro

Denise Tremura

Denise Tremura estudou Letras, é escritora, blogueira, leitora, twitteira, youtuber, palpiteira, web influencer engajada nas redes sociais e sempre atenta ao que vira tendência.

19/05/2021 17h32

Um tuíte do político norte-americano Richie Floyd agitou o Twitter por esses dias. O motivo: tuiteiros viram semelhança entre ele e o brother Gil do Vigor, do BBB21. A brincadeira chegou à timeline do político, que curtiu a comparação e até mudou o seu nome na rede social para Richie do Vigor.

"Ok, então o Twitter brasileiro decidiu que pareço um cara do Big Brother brasileiro, e minhas menções explodiram", escreveu na rede social.

Perfil Richie do Vigor no Twitter - Reprodução/ Twitter - Reprodução/ Twitter
Perfil do político no Twitter com o nome Richie do Vigor
Imagem: Reprodução/ Twitter

Tudo começou quando um perfil sobre política na Flórida postou uma foto de Floyd:

E um perfil sobre política no Brasil enxergou a semelhança com o nosso Gilberto Nogueira, o Gil do Vigor, participante da última edição do Big Brother Brasil:

Nosso brother respondeu ao tuíte dele. "Ei, você não pode simplesmente postar uma foto como eu sem fazer 'uma cachorrada' antes dela", escreveu em inglês.

Os tuiteiros do Brasil se empolgaram e perguntaram ao Richie se ele conhecia a famosa "cachorrada":

Ou se gostava de "cachorrada". Só para saber...

Em seu Instagram Richie chegou a incorporar o sobrenome "do Vigor" por algumas horas (agora já voltou ao seu nome original) e ainda pediu voto para o Lula:

E depois comemorou que o ex-presidente começou a seguir o seu perfil no Twitter:

O fato é que o gringo conheceu todo o engajamento do tuiteiro BR e não vai esquecer tão cedo:

(É uma honra ser comparado ao homem mais famoso do Brasil hoje)

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL