PUBLICIDADE
Topo

Denise Tremura

REPORTAGEM

Texto que relata acontecimentos, baseado em fatos e dados observados ou verificados diretamente pelo jornalista ou obtidos pelo acesso a fontes jornalísticas reconhecidas e confiáveis.

Um banquinho com álcool: tuites ironizam protocolos meia-boca contra covid

Reprodução/ Twitter/ @danilopaulodf
Imagem: Reprodução/ Twitter/ @danilopaulodf
Denise Tremura

Denise Tremura estudou Letras, é escritora, blogueira, leitora, twitteira, youtuber, palpiteira, web influencer engajada nas redes sociais e sempre atenta ao que vira tendência.

07/04/2021 12h07

Um tuíte sobre os protocolos de segurança, obrigatórios nesses tempos de pandemia de covid-19, viralizou no Twitter nesse final de semana. O seu autor, Danilo Paulo, teve a ideia por achar muito engraçado os estabelecimentos colocarem um banquinho com álcool em gel e dizerem que estavam seguindo os protocolos contra covid. Afinal, o produto faz parte do procedimento básico de higiene muito antes da pandemia.

A ideia era postar uma foto de um banquinho com álcool em gel que ele tirou em uma padaria de Porto Alegre enquanto visitava a tia. "Não achei a foto na minha galeria, então fiz uma montagem bem simples e aleatória no celular mesmo, usando o aplicativo Snapseed. Peguei a foto de um banco e coloquei o álcool em gel em cima", diz ele à coluna.

Muitas pessoas se identificaram e relataram problemas que também enfrentam em suas cidades no que diz respeito aos tais protocolos de segurança, como o uso obrigatório de máscaras ou o distanciamento social:

(A foto acima é de José Eustáquio Rodrigues Alves, então prefeito de Patos de Minas (MG), dando entrevista em abril do ano passado)

Ou a recomendação de aceitar somente um membro de cada família em um estabelecimento comercial, que quase nunca é cumprida:

É de praxe uma pessoa com termômetro nos esperando na porta de absolutamente qualquer lugar para medir nossa temperatura pelo pulso:

E, às vezes, o resultado dá meio estranho, mas tudo bem!

Danilo Paulo se identifica com alguns dos relatos das respostas ao seu tuíte, principalmente os de medir a temperatura pelo pulso.

"Uma vez o rapaz mediu minha temperatura e falou '34°C'. [A temperatura normal do corpo humano é entre 36°C e 37,5°C.] Foi bem engraçado, apesar de ser preocupante que estejam usando o termômetro de forma errada", diz.

Daí no Twitter teve alguém que fez um resumão:

O jovem tuiteiro de 20 anos disse que não conseguiu ler todas as respostas, porque foram muitas. Ele, que é estudante de jornalismo na UnB, em Brasília, imaginou que bastante gente ia curtir, mas não mais de 100 mil pessoas. Algumas páginas grandes do Facebook e Instagram compartilharam também.

Até o fechamento desta coluna o tuíte de Danilo Paulo já havia alcançado mais de 3 milhões de impressões.