PUBLICIDADE
Topo

Akin Abaz

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Vantagens do armazenamento na nuvem fazem um pendrive parecer dinossauro

Photo Mix/ Pixabay
Imagem: Photo Mix/ Pixabay
Akin Abaz

Akin Bakari D'Angelo dos Santos é fundador da InfoPreta e homem trans. Um curioso nato e um amante do desconhecido, sempre se interessou por montar, desmontar e entender o funcionamento dos eletrônicos. Fez cursos técnicos na adolescência e, aos 15 anos, já atuava na área da indústria com manutenção eletrônica de maquinário pesado. Em 2011, começou a consertar computadores em seu quarto e dois anos depois fundou a InfoPreta, empresa de serviços de manutenção que tem por objetivo inserir pessoas negras, LGBTQI+ e mulheres no mercado tech, aliando lucros a projetos sociais de grande impacto.

Colunista do UOL

29/04/2021 04h00

É engraçado pensar que mesmo sendo jovem, utilizei muita coisa que hoje pode ser considerada um dinossauro da tecnologia.

Muita gente com certeza se lembra daquele computador branco, que provavelmente em algum momento ficou amarelado, e do barulhinho que ele fazia ao conectar a internet discada. Nessa época a gente gastava horas brincando no Paint ou jogando Paciência ou conversando com os amigos no ICQ.

Você, que também viveu essas experiências, lembra como era o armazenamento e compartilhamento de arquivos?

Um dos primeiros objetos utilizados para essas finalidades foi o disquete. O objeto feito de plástico e metal revolucionou a maneira de armazenar e compartilhar arquivos, permitindo ainda que fizéssemos instalações de programas através dele.

Ao longo dos anos foram surgindo os CDs e DVDs, os cartões de memória e os pendrives, por exemplo. Todos esses objetos nos permitem guardar arquivos e carregá-los até outros equipamentos.

Alguns anos atrás, talvez seria impossível imaginar que nossos arquivos poderiam ser guardados e acessados em um hardware, e essa é uma das características principais do armazenamento na nuvem.

Como funciona?

No armazenamento de arquivos na nuvem os dados são armazenados na Internet e podem ser acessados por meio de sistemas de arquivos compartilhados.

Ao redor do mundo existem vários centros de dados, locais físicos e que contam com um alto nível de segurança tanto física quanto digital. Eles se comunicam com dispositivos pessoais através de um servidor, permitindo que o usuário acesse, inclusive, informações que podem não estar fisicamente no mesmo país que o dele.

Por que usar?

Uma das principais vantagens do armazenamento na nuvem é que não é necessário um objeto físico para armazenar seus arquivos. Isso permite que várias pessoas acessem os mesmos dados remotamente, como por exemplo, quando trabalhamos com o Google Drive.

O armazenamento de arquivos na nuvem reduz custos, possui vários recursos avançados de segurança, mantém os dados disponíveis mesmo que o equipamento seja danificado e permite monitorar e controlar com mais facilidade os arquivos.

Eu poderia me estender em todas essas vantagens, mas vou te mostrar como isso já faz parte da sua vida sem que você perceba: os serviços de streaming funcionam com armazenamento de dados. Afinal, ao cancelar sua conta, todo o conteúdo é retirado do seu aparelho.

Viu como o armazenamento de arquivos na nuvem veio mesmo para ficar?

* Colaborou Rhayssa Souza, jornalista e redatora de conteúdo da InfoPreta

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL