PUBLICIDADE

Topo

Nintendo: presidente descarta metaverso, mas não se posiciona sobre NFTs

Link no metaverso? Não tão cedo, segundo presidente da Nintendo - Divulgação/Nintendo
Link no metaverso? Não tão cedo, segundo presidente da Nintendo Imagem: Divulgação/Nintendo

De START, em São Paulo

14/02/2022 12h11

Na mais recente sessão de perguntas e respostas com os investidores da Nintendo, o presidente Shuntaro Furukawa foi questionado sobre dois temas aparentemente inescapáveis no cenário atual: NFTs e metaverso.

Curiosamente, Furukawa não mencionou nada sobre os tais "tokens não fungíveis", mas foi mais categórico sobre o metaverso: não está nos planos imediatos da empresa.

"O metaverso capturou a atenção de muitas companhias ao redor do mundo e tem grande potencial", avaliou inicialmente em seu discurso.

Mas fez ressalvas: "Nesse momento, não há um jeito fácil de definir especificamente que tipos de surpresas e diversão o metaverso pode levar aos nossos consumidores. Como uma companhia que oferece entretenimento, nossa principal ênfase é em maneiras de entregar surpresas frescas e divertidas aos nossos consumidores".

Para ele, o essencial seria descobrir como levar o DNA da Nintendo a essa nova fronteira digital. "Podemos considerar [fazer algo] se encontrarmos uma maneira de mostrar a 'abordagem da Nintendo' para o metaverso que muitas pessoas pudessem rapidamente compreender, mas não achamos que essa é a situação no atual momento", afirmou.

O resto do mercado, porém, segue em outra direção. A Epic, publicadora de Fortnite, pretende investir US$ 1 bilhão em projetos no metaverso. A Capcom, cerca de US$ 130 milhões. E a Krafton, proprietária de PUBG, está criando seu próprio metaverso com o motor gráfico Unreal, em parceria com diversas outras empresas.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: https://www.tiktok.com/@start_uol?
Twitch: https://www.twitch.tv/startuol