PUBLICIDADE

Topo

Empresa de Pokémon Go quer criar metaverso da vida real, oposto ao Facebook

Pokémon Go - Getty Images
Pokémon Go Imagem: Getty Images

De START, em São Paulo

24/11/2021 11h54

O recente aporte de US$ 300 milhões feito pela firma de investimento Coatue na desenvolvedora Niantic revelou um novo projeto da empresa: um sistema de realidade aumentada para criar um "metaverso para o mundo real". A Niantic tem experiência no assunto: ela é a responsável por Pokémon Go, um dos jogos de realidade aumentada mais bem-sucedidos da história.

O anúncio foi feito por Matt Mazzeo, sócio geral da Coatue, ao oficializar o investimento, na segunda-feira (22). "A Niantic está construindo uma plataforma para realidade aumentada baseada em um mapa 3D do mundo que acreditamos que terá um papel crítico na próxima transição da computação", afirmou.

Segundo Mazzeo, essa infraestrutura dará suporte a "um metaverso para o mundo real, [...] ajudando a impulsionar a próxima evolução da Internet".

A notícia vem poucas semanas após o Facebook anunciar a mudança do nome da empresa para Meta, reposicionando-a com o intuito de criar seu próprio metaverso - uma nova forma de interação online imersiva, que diluiria as fronteiras entre redes sociais, gamificação e realidade virtual ou aumentada.

Mas, segundo declarações do CEO da Niantic, John Hanke, a Niantic parece ir na direção oposta, mais parecida com a do sucesso Pokémon Go, que fez muito gamer sair de casa para explorar o mundo real.

"Na Niantic, acreditamos que os humanos são mais felizes quando seu mundo virtual os leva a um mundo físico. Ao contrário de um metaverso de ficção científica, um metaverso do mundo real usará a tecnologia para melhorar nossa experiência do mundo como o conhecemos há milhares de anos", afirmou.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: https://www.tiktok.com/@start_uol?
Twitch: https://www.twitch.tv/startuol