PUBLICIDADE

Topo

Fortnite abandona mercado chinês após forte pressão do governo

Divulgação/EpicGames
Imagem: Divulgação/EpicGames

De START, em São Paulo

15/11/2021 11h04

Fortnite não está mais disponível oficialmente na China a partir desta segunda-feira (15). Os servidores do jogo fora desligados, confirmando um prazo que já havia sido estabelecido pela Epic Games.

A decisão da publicadora foi motivada pela crescente intervenção do governo chinês sobre o setor de tecnologia, com imposições cada vez mais rígidas. Nas últimas semanas, empresas como Yahoo e LinkedIn também se retiraram do país.

Em setembro, autoridades chinesas anunciaram publicamente uma "preocupação" com o tempo que os jovens do país gastam online, e determinaram que jogos considerados "violentos" são especialmente nocivos. Para lidar com o problema, uma das novas regras seria que os games exigissem uma carteira de identidade oficial no registro dos novos usuários.

Outras regulamentações também atrapalhavam o modelo de negócio desses games, que envolve compras online. Com sua principal fonte de lucros ameaçada, as ações de empresas no setor despencaram.

Especialistas sugerem que, na verdade, essa guinada ainda mais restritiva do governo chinês é parte de uma estratégia para reservar esse setor econômico às empresas estatais (ou empresas privadas chinesas).

Vale lembrar também que o cenário digital chinês é censurado com "mão de ferro" pelo Estado, com a remoção de qualquer conteúdo que seja considerado "sensível" - o que inclui, frequentemente, discussões políticas ou qualquer forma de crítica e oposição ao governo. Redes sociais como Facebook, Twitter, Instagram e YouTube, a até a Wikipedia, são totalmente bloqueadas.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: https://www.tiktok.com/@start_uol?
Twitch: https://www.twitch.tv/startuol