PUBLICIDADE

Topo

Free Fire: veja nossa análise dos nerfs e buffs das armas no Dia de Booyah

Free Fire - Divulgação
Free Fire Imagem: Divulgação

Daniel Esdras

do GameHall

20/10/2021 04h00

Mais uma atualização de Free Fire está no ar, tropa! O Dia do Booyah trouxe uma série de alterações nas armas do jogo e está dando o que falar. A Vector, tadinha, recebeu mais um nerf em seus dois modos. Já o Fuzil de Tratamento chegou com moral e parece ser uma novidade com muito potencial nas partidas de Squad.

Analisamos os detalhes de todas essas mudanças e te contamos abaixo o que indicamos - ou não - utilizar em seu kit durante essa temporada. Chega mais!

(Confira também nossa análise do impacto do Dia do Booyah nos personagens.)

Fuzil de Tratamento

Fuzil - Reprodução/Daniel Esdras - Reprodução/Daniel Esdras
Free Fire: Fuzil de Tratamento
Imagem: Reprodução/Daniel Esdras

O Fuzil de Tratamento é uma novidade interessante. Diferentemente da Pistola de Cura, ele parece bem mais efetivo e abre uma série de possibilidades dentro do meta.

A nova arma tem função ofensiva e defensiva. Quando usada para atacar, tem 70 de dano base. Se analisarmos o dano no pé, corpo e cabeça (este último, acima de 350), vemos que ela consegue alcançar valores próximos à da SKS, o que não pode ser desprezado.

Claro que essa não será a função principal da arma, que é focada em cura, mas ao menos ela não será inútil no segundo espaço de armas - ao menos enquanto os outros membros do grupo estão de pé ou contra inimigos sem coletes e capacetes poderosos.

No modo defensivo, ela cura 50 pontos de vida dos aliados a cada disparo. Esse valor é muito significativo, porque ela tem um bom número de disparo e ainda regenera seu pente automaticamente - tipo a Arma de Plasma. Além disso, o Fuzil de Tratamento também pode elevar a vida de aliados caídos, o que aumenta as chances de alguém levantá-los.

Não podemos cravar se ela será obrigatória em jogos de Squad, mas é impossível negar seu potencial. Indicamos testar no seu time e avaliar os resultados.

Spas 12

Spas - Reprodução/Daniel Esdras - Reprodução/Daniel Esdras
Free Fire: Spas 12
Imagem: Reprodução/Daniel Esdras

Depois de alguns nerfs e da chegada de novas armas na mesma categoria, a Spas 12 perdeu muito espaço. Nessa atualização, a Garena decidiu aumentar em 10% seu alcance, o que incrementa a eficiência em combates mais movimentados.

Se em algum momento você já dominou essa escopeta, essa é uma excelente hora para reavaliá-la.

Faca FF

FACA - Reprodução/Daniel Esdras - Reprodução/Daniel Esdras
Free Fire: Faca FF
Imagem: Reprodução/Daniel Esdras

Ela chegou... e decepcionou. Era difícil de se usar em combate, representando um alto risco para o jogador. Para tentar equilibrá-la (e, quem sabe, trazê-la de volta à relevância), a Garena melhorou seus atributos. Seu dano base aumentou em excelentes 50% e sua cadência, em 20%.

Se você conseguir chegar perto do inimigo com facilidade (o que depende muito da combinação de personagens - alô galera do Wukong!), a Faca FF pode fazer um estrago considerável. Ela continua sendo arriscada, mas agora traz uma certa compensação. E ainda pode funcionar bem como uma estratégia extra em seu arsenal, principalmente para as zonas seguras finais.

Granada

Granada - Reprodução/Daniel Esdras - Reprodução/Daniel Esdras
Free Fire: Granada
Imagem: Reprodução/Daniel Esdras

A Garena finalmente entendeu que as granadas estão resolvendo muitos combates sozinhas e tirando a eficiência de outros equipamentos. Nesta atualização, as redondinhas perderam 25% de seu alcance. Isso significa que o dano ainda continua alto, mas será necessário ser muito bom de arremesso para ser eficiente.

Como achamos que as granadas são essenciais em praticamente todos os embates, é hora de voltar para a sala de treinamento e praticar bastante os arremessos.

P90

p90 - Reprodução/Daniel Esdras - Reprodução/Daniel Esdras
Free Fire: P90
Imagem: Reprodução/Daniel Esdras

Mesmo ganhando uma mira padrão melhor em atualizações passadas, A P90 ficou muito atrás das outras armas da sua categoria, . Os acessórios da MP5 melhoraram bastante; a UMP continua equilibrada; e a MP40 e a Vector (em seu modo Akimbo) causam um dano monstruoso.

Para tentar trazer a arma de volta para o jogo, a Garena aumentou seu alcance em 10%. É um bom upgrade, principalmente porque os nerfs nas outras armas da mesma categoria têm sido em precisão e alcance, deixando a P90 como uma opção mais segura.

Ainda achamos que é preciso mais para torná-la uma das queridinhas da galera, então continue com as armas mais famosas, ao menos por enquanto.

AWM

AWM - Reprodução/Daniel Esdras - Reprodução/Daniel Esdras
Free Fire: AWM
Imagem: Reprodução/Daniel Esdras

A AWM vinha perdendo sua eficiência nas etapas finais, onde os adversários contam com equipamentos melhores. Com a adição de acessórios para coletes, essa deficiência ficou ainda mais evidente. Como essa é a sniper mais aclamada e a mais usada em sua categoria, a Garena resolveu ajustá-la.

Ela ganhou 8% de perfuração extra, o que é bom para lider com coletes poderosos. Continua sendo um canhão de mão e esse buff só equilibra novamente as coisas. Se você curte builds como a de duas AWMs, continue utilizando sem medo.

SKS

SKS - Reprodução/Daniel Esdras - Reprodução/Daniel Esdras
Free Fire: SKS
Imagem: Reprodução/Daniel Esdras

A SKS também vinha perdendo eficiência no final das partidas. Para melhorar sua eficácia contra inimigos bem equipados, a Garena aumentou o dano mínimo quando mirando em 25%, o que a deixa mais confiável.

De qualquer forma, a SKS já não era a melhor pedida para confrontos nas etapas finais. O buff é bem vindo, mas ainda há outras opções melhores nessa categoria e, principalmente, nas outras.

Vector

Vector - Reprodução/Daniel Esdras - Reprodução/Daniel Esdras
Free Fire: Vector
Imagem: Reprodução/Daniel Esdras

Não seria uma atualização de Free Fire se não houvesse mais um ajuste na Vector. A arma recebe buffs e nerfs constantemente, mas parece nunca ficar equilibrada. Ela havia perdido (muito!) sua eficiência no modo Akimbo, mas recuperou em distância e velocidade de movimento na atualização passada. Porém, como ainda é considerada poderosa demais em confrontos a curtas distâncias, a Garena não teve dúvida: mais um nerf!

Dessa vez, a empresa resolveu diminuir sua velocidade de recarga em significativos 20%. Além disso, sua cadência de tiro foi reduzida em 5% e a munição, que já era escassa, diminuiu em cinco unidades. Já no modo Akimbo, a cadência cai mais 20% e a velocidade de movimento perdeu 4%.

Resumindo: é um baita nerf. Fora do modo Akimbo, a Vector agora é uma das piores armas da categoria e não compensa de jeito nenhum. Pouca bala, cadência de tiro baixa e carregamento mais lento... Vencer combates com ela dependerá de muitos capas.

No modo Akimbo, ela perdeu bastante eficiência e exige uma certa adaptação de quem recorria a ela em todos os momentos, mas ainda é efetiva.

Não podemos cravar que ela desaparecerá do meta, mas terá menos sucesso do que antes, principalmente quando somada ao nerf no Chrono, que era o personagem que mais se beneficiava da arma. Teste para ter certeza de que quer continuar usando-a, mas UMP e MP5 estão pedindo passagem.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: https://www.tiktok.com/@start_uol?
Twitch: https://www.twitch.tv/startuol