PUBLICIDADE

Topo

Diego 'Hads', a voz de trovão, revela como é narrar um Mundial de Free Fire

Do START,

Em São Paulo

13/09/2021 04h00

Diego "Hads", conhecido no cenário de Free Fire como "A voz de trovão", era o cara certo na hora certa. Começou seu trabalho na área de narração em partidas de DOTA 2, mas em 2018, quase que por acidente, cruzou o caminho de um jogo que estava surgindo: Free Fire. Ele acabou se tornando o caster oficial do battle royale da Garena e, por isso mesmo, testemunha da ascensão meteórica do jogo no Brasil.

Com muito bom humor (e seu vozeirão típico), Hads recontou ao START sua história (e, por tabela, a história do Free Fire no Brasil). Numa série de entrevistas ao quadro Duo Start, do jornalista Leo Bianchi, ele falou sobre seu início de carreira, o convite da Garena, os primeiros cameponatos (chamados de Pro League), a criação da Liga Brasileira de Free Fire, os Mundiais - e, claro, as grandes personalidades do cenário de eSports que ele conheceu nesses quatro anos.

No primeiro vídeo, que você confere no topo da página, ele conta sobre seu início. "Gravei até oração pra Igreja", ele revela. Confira acima.

Sua carreira deslanchou mesmo quando começou a trabalhar com Free Fire - inicialmente, nas eliminatórias da Copa Brasil e, depois, na Pro League Season 1. "Quando eu vi 15 mil espectadores já naquela primeira transmissão, pensei 'que é isso, de onde veio esse jogo?'". Veja mais no vídeo abaixo:

Dois dos momentos mais emocionantes na sua vida foram os Mundiais de Free Fire, primeiro na Tailândia, e depois no Brasil, em 2019. Foi quando o Corinthians Free Fire se sagrou campeão, já trazendo a super estrela Nobru. Ele conta em detalhes pra gente:

Quando surgiu a Liga Brasileira de Free Fire, também em 2019, o cenário já estava se profissionalizando num ritmo alucinante. "O FF mudou a vida de muita gente", avalia o narrador. Veja mais no vídeo abaixo:

Na quinta parte da entrevista, ele relembra dois fenômenos de alto impacto: Nobru, que viria a se tornar um dos pro players mais influentes no mundo... e a pandemia de Covid-19, no ano passado. Confira:

E quanto ao futuro? O que Hads acha dos vários torneios que surgiram nos últimos meses? Em quais novos talentos ele está de olho? Esses foram alguns dos temas do sexto vídeo:

E, para finalizar, Hads explica como surgiu o seu grito de "Booyah!" tão característico - e que os fãs gostam tanto. Ele deu até uma palhinha pra gente!

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: https://www.tiktok.com/@start_uol?
Twitch: https://www.twitch.tv/startuol