PUBLICIDADE

Topo

Redução de impostos para videogames não tem sentido, diz economista

Bruno Izidro

Do START, em São Paulo

19/08/2021 04h00

Recentemente o governo reduziu o Imposto sobre Produtos Industrializados, o IPI, sobre videogames e, em um primeiro momento, a notícia pode parecer animadora. Afinal, com menos impostos, consoles como PS5 e Xbox Series X ficariam mais baratos por aqui.

Porém, para a economista (e jogadora) Roseane Silva, mesmo que a redução traga corte nos preços dos videogames, economicamente não faz sentido essa medida do governo.

Roseane explica que o grande problema para os videogames estarem caros, tanto os consoles quanto os jogos, não está tanto nos impostos:

[A redução] não tem nenhum sentido economicamente, porque o maior impacto hoje dos videogames serem tão caros é a alta do dólar.

Há mais de um ano a moeda americana está em torno de R$ 5 e, como tanto PlayStation quanto Xbox e Nintendo Switch são produtos importados, é o dólar que dita o preço desses aparelhos, e também dos jogos de lançamentos, que chegam a custar R$ 350.

Ghost of Tsushima Diretor's Cut vendido a R$ 350 - Reprodução/START - Reprodução/START
Ghost of Tsushima Diretor's Cut vendido a R$ 350
Imagem: Reprodução/START

A economista também fala de outros fatores, como o baixo valor do salário mínimo no país, atualmente em R$ 1,1 mil:

O brasileiro ganha muito mal, o salário mínimo é muito menor do que o necessário pra pessoa pagar o básico, imagina o supérfluo [como videogame], então o a gente tem um poder de compra muito baixo

Então por que o governo insiste em só diminuir os impostos?

Segundo Roseane, o IPI, em particular, sempre foi um instrumento do governo federal para controlar o consumo de alguns setores, como carros, eletrodomésticos e, agora, games.

"Quando o governo quer incentivar a demanda de um determinado setor, ele consegue essa flexibilidade através de uma canetada no IPI".

Videogames Xbox Series X e S - Mariana Pekin/UOL - Mariana Pekin/UOL
Xbox Series X e S soferam cortes nos preços na redução anterior do IPI
Imagem: Mariana Pekin/UOL

Vale lembrar que essa é a terceira vez que Jair Bolsonaro reduz o IPI sobre consoles e acessórios de videogames.

Na redução anterior, em 2020, PlayStation 5 e Xbox Series X e S, que estavam para ser lançados, sofreram cortes nos preços entre R$ 300 e R$ 400.

Na última quarta (18), a Sony reduziu o preço dos dois modelos de PS5 e também do PS4 no Brasil. O PS5 com drive de disco passou de R$ 4.699 para R$ 4.399, mais uma vez um corte de R$ 300, o que já era previsto pela economista.

Já Microsoft e Nintendo ainda não se manifestaram sobre reajustes nos preços de Xbox e Nintendo Switch, respectivamente.

Há muitas outras nuances a serem discutidas sobre o assunto, além de motivos e consequências da redução do IPI, e fizemos tudo isso no episódio dessa semana do Game Trends, com participação da economista Roseane Silva.

Os podcasts do UOL estão disponíveis em uol.com.br/podcasts e em todas as plataformas de distribuição de áudio. Você pode ouvir Game Trends, por exemplo, no Spotify e no Youtube ou assinando o nosso feed.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: https://www.tiktok.com/@start_uol?
Twitch: https://www.twitch.tv/startuol