PUBLICIDADE

Topo

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Assassin's Creed Valhalla: Dicas e segredos para começar bem

Assassin"s Creed Valhalla - Reprodução
Assassin's Creed Valhalla Imagem: Reprodução

Daniel Esdras

Do GameHall

18/11/2020 04h00

Assassin's Creed: Valhalla nos leva para a época das invasões Vikings na Grã-Bretanha, no controle da (ou do) indomável Eivor e seus comandados. Dessa vez será preciso mais do que apenas assassinar os membros do culto que dá origem aos Templários, já que você terá que expandir uma vila e fazer o seu clã florescer nas terras da Inglaterra.

Como os dois Assassin's Creed antecessores, Valhalla é um RPG denso, com um mapa exageradamente enorme e dezenas de atividades para fazer enquanto seu personagem vai progredindo na campanha. Aqui separamos dicas que você vai gostar de saber antes de começar a jogar e segredos para tornar o seu exército viking no maior da história. Suba no Drakar, pegue um remo e vem invadir com a gente.

1 - Não é possível marcar os inimigos

Assassin's Creed Valhalla Águia - Daniel Esdras/GameHall - Daniel Esdras/GameHall
Assassin's Creed Valhalla
Imagem: Daniel Esdras/GameHall

Desde que Assassin's Creed Origins introduziu a águia Senu, sempre há um companheiro voador para ajudar a coletar informações no mapa. Aqui em Valhalla, Eivor conta com um corvo que serve basicamente para a mesma coisa, mas com algumas limitações por conta de outras novidades.

A principal mudança é que, dessa vez, não é possível marcar os inimigos antes de invadir algum local. O corvo serve para visualizar o terreno e ajudar na tomada de decisão, mas a mamata de ter os adversários sempre marcados acabou.

Para não ficar na mão, você pode utilizar o chamado "Olho de Odin". Ao pressionar o analógico direito por alguns segundos, você emite uma espécie de pulso que marca itens interessantes na área e os próprios inimigos. No entanto, isso só dura um tempinho, então muito cuidado para não ser pego desprevenido.

Fique atento também à árvore de habilidades do Corvo, que traz algumas habilidades que ajudam com essa parte das invasões furtivas.

2 - Habilidades x Equipamentos

Assassin's Creed Valhalla Habilidades - Daniel Esdras/GameHall - Daniel Esdras/GameHall
Assassin's Creed Valhalla
Imagem: Daniel Esdras/GameHall

Entender a relação da nova árvore de habilidade e os seus equipamentos é essencial para se dar bem. De cara você irá perceber que o sistema de progressão mudou. Agora, em vez de um número que indica o seu nível baseado na experiência, você terá um indicador de poder, que faz uma junção entre as habilidades que você liberou e a qualidade dos seus equipamentos.

Na árvore de habilidades, você poderá tomar três caminhos: Corvo, Urso e Lobo. Cada vez que você alcançar uma quantidade de experiência pedida pelo jogo, receberá dois pontos para gastar aqui. Cada região da árvore tem pontos que aumentam atributos e um ponto que garante uma nova habilidade para o personagem. Você pode ir percorrendo as regiões e liberando novas partes da árvore.

A primeira dica aqui é que é possível reaver os seus pontos a qualquer momento e modificar totalmente o seu estilo de jogo. O barato aqui é que isso não esconde novamente as regiões que você já liberou, então dá para ir avançando e voltando para ver tudo que está em volta para fazer a melhor decisão.

A linha do urso possui mais habilidades voltadas para o combate corpo a corpo com armas. A linha do corvo possui mais habilidades furtivas. Já a linha do lobo possui habilidades para combate a distância com alguns arcos e o uso dos animais do mundo.

Repare que cada arma ou armadura que você coleta também tem um desses três símbolos. Isso é importante pois boa parte desses nós que você vai liberando em cada linha dá pontos extras para armaduras de um tipo específico. Combinar as habilidades e os equipamentos é o que vai fazer o seu personagem ficar poderoso no endgame.

3 - Melhore a Bolsa de Rações

Assassin's Creed Valhalla Melhorias - Daniel Esdras/GameHall - Daniel Esdras/GameHall
Assassin's Creed Valhalla
Imagem: Daniel Esdras/GameHall

Em Assassin's Creed Valhalla a cura é feita através do uso de rações e não de habilidades, como era no Odyssey. Para conseguir rações, você precisa coletar comida no mundo, um sistema bem parecido com o que Horizon Zero Dawn utilizou.

O problema é que você vai começar com a capacidade de apenas uma ração na mochila. O lado bom é que é possível melhorá-la. Para isso, junte bastante ferro, que você pode conseguir quebrando pedras, e couro, ao matar animais. Esses dois recursos também podem ser conseguidos em alguns tesouros.

Você vai notar que esses recursos também servem para melhorar as armas e armaduras, então saiba dosar bem. Sempre que sentir que o jogo está ficando mais difícil, melhore a sua bolsa para acomodar mais rações.

4 - Sua vila é muito importante

Assassin's Creed Valhalla Vila - Daniel Esdras/GameHall - Daniel Esdras/GameHall
Assassin's Creed Valhalla
Imagem: Daniel Esdras/GameHall

Assim que chegar na Inglaterra, Eivor e o seu clã vão montar a sua vila, que vai ser expandida com o passar do tempo. Foque bastante em construir muitas coisas aqui, já que elas têm impacto direto em vários aspectos da campanha.

Com o tempo você irá abrir um museu, por exemplo, que cataloga as relíquias romanas que você encontra pelo mapa. Uma das casas permite melhorias no seu Dracar. Outras fornecem melhorias cosméticas. Algumas até mesmo abrem novas linhas de missão.

Embarque em incursões, invada monastérios, faça alianças e com tudo que receber, melhore bastante a sua vila.

5 - Explore muito!

Assassin's Creed Valhalla Missão - Daniel Esdras/GameHall - Daniel Esdras/GameHall
Assassin's Creed Valhalla
Imagem: Daniel Esdras/GameHall

Esse é provavelmente o melhor Assassin's Creed em termos de exploração. Há tanta coisa para descobrir em cada canto, que você deveria dar uma pausa na campanha para simplesmente sair andando por aí.

Há relíquias para encontrar, histórias curiosas (que ficam marcadas com pontinhos azuis) para serem vividas, minigames e puzzles para serem jogados, animais para serem caçados e pescados, e muito, mas muito mais.

Se você saiu de um país, basta clicar na opção de Atlas no mapa mundo e voltar. Há desafios na Noruega, por exemplo, que só podem ser completados após muito tempo de jogo.

6 - Segredos rápidos

Assassin's Creed Valhalla - Reprodução - Reprodução
Assassin's Creed Valhalla
Imagem: Reprodução
  • Os cogumelos espalhados pelo mundo dão efeitos especiais. Alguns deles até fazem Eivor enfrentar inimigos poderosos de outro mundo com seu efeito alucinógeno.
  • Cavalos podem ser treinados para nadar, isso ajuda muito na hora de viajar pelo interior da Inglaterra.
  • Para abrir um tesouro ou porta pesada durante as invasões de monastério, você precisa da ajuda de um aliado. Por conta disso, elimine primeiro os inimigos da área e tente não deixar com que seus amigos morram.
  • As habilidades especiais do Eivor são aprendidas através de livros. Procure pelos pontos amarelos no mundo para encontrá-las.
  • No Codex, que pode ser acessado pelo menu, você encontra a descrição dos inimigos, com seus pontos fracos que podem ser explorados nas batalhas.
  • Ataques normais podem ser aparados com ou sem escudo, basta pressionar o L1/LB no momento certo. Ataques amarelos podem ser aparados, mas não param o inimigo, que vai executar outro em sequência. Ataques vermelhos não podem ser aparados.
  • Se você errar o momento do aparar com o escudo, ainda vai defender o ataque em alguns casos.
  • Se pegar fogo, pressione A (Xbox) / X (PS) duas vezes para rolar e apagar as chamas.
  • O peso do seu equipamento influencia na sua estamina, a barra azul que fica embaixo da de vida. Fique atento.
  • Usar a força bruta, pela porta da frente, não é punido no jogo. Se esse é seu estilo Viking, aproveite e use a opção de invadir direto do Drakar para marchar para os inimigos em grupo, sem medo.
  • Várias casas trancadas podem ser invadidas por entradas secretas. Há algumas que podem ser quebradas com flechas, perto do telhado. Outras só podem ser destruídas com explosivos. Há portas que também só podem ser abertas com chave, que sempre estão por perto.
  • Na roda de ações, você pode chamar o seu Dracar em qualquer rio, facilitando o transporte.
  • Muitos diálogos importantes podem ser resolvidos com a lábia. Para isso o seu personagem precisa de carisma. Vença batalhas de repente, que estão disponíveis em tudo que é cidade, para conseguir aumentar seu nível de carisma.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: https://www.tiktok.com/@start_uol/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL