PUBLICIDADE

Topo

Review: 21 lições que aprendemos jogando FIFA 21

FIFA 21 ganhou roupa e cara nova, com ajustes importantes de gameplay, mas sem mudanças radicais  - Divulgação/EA
FIFA 21 ganhou roupa e cara nova, com ajustes importantes de gameplay, mas sem mudanças radicais
Imagem: Divulgação/EA

Tiago Alcantara

Colaboração para o START

06/10/2020 16h01

Depois de meses esperando por novidades e acompanhando cada revelação da EA em redes sociais, finalmente jogamos FIFA 21 por um fim de semana inteiro. Mais do que fazer inveja aos fifeiros, o START resolveu trazer uma lista de 21 tópicos relevantes da nova versão.

Falamos a seguir sobre os aspectos mais surpreendentes da nova versão, mas também sobre o que não empolgou tanto em FIFA 21, passando por gameplay, modos de jogo e a apresentação em geral.

1 - Marketing: os verdadeiros craques de FIFA 21

Sejamos honestos, nos últimos anos, a EA vem dando goleada em licenciamentos e na apresentação do título no mercado —coisa que o PES não conseguiu em 2020. O marketing do jogo é fantástico. É só iniciar o aplicativo, acessar a interface, pegar o controle e sentir como se você realmente estivesse jogando algo novíssimo. A realidade é um pouco diferente: a EA é aquele técnico que conseguiu um jeito de jogar que dá resultados, aí só contrata uma ou outra peça para resolver carências do elenco e segue com a mesma proposta. Provavelmente não vai mudar até tomar um nó tático.

Sim, tem pouca coisa nova ou perceptível em FIFA 21. Por outro lado, se tomarmos o cenário competitivo, qualquer alteração reflete na forma como as partidas serão disputadas e nas estratégias do game. Para o jogador casual, dá para dizer de peito aberto: o simulador desse ano tem melhorias, mas é muito mais uma versão FIFA 20 "S" do que qualquer coisa. Ok, vocês não vieram até aqui só para ler reclamações sobre a ganância do mercado, não é mesmo?

A EA é aquele técnico que conseguiu um jeito de jogar que dá resultados, aí só contrata uma ou outra peça para resolver carências do elenco e segue com a mesma proposta

FIFA 21 - Reprodução/START - Reprodução/START
Uma nova identidade visual é fundamental para dar aquele clima de novidade
Imagem: Reprodução/START

2 - Só tapa monstro

Uma impressão que você vai pegar desde cedo jogando FIFA 21: erros de passe e interceptações acontecem de forma muito mais comum. Isso tem a ver com a nova forma de controlar esse tipo de ação no campo. De certa forma, dá para dizer que o sistema é uma faca de dois gumes. De um lado, te ajuda a fazer enfiadas mais complexas, já que é possível definir novas trajetórias e alvos para os seus passes. Por outro lado, se você só sair apertando o botão de passe sem se importar muito em definir as trajetórias, vai perder a bola com facilidade. Isso também tem relação com...

3 - ... uma interceptação no meio do caminho

Outra mudança fundamental trazida por FIFA 21 é uma espécie de consciência tática da inteligência artificial do game. Ou seja, tanto na defesa quanto no ataque os jogadores com melhores atributos saem na frente. Os desenvolvedores até aumentaram a lista dos pontos consultados em cada ação. Isso cria uma movimentação mais natural e próxima da realidade, segundo os devs da EA. Na prática, ainda é possível deixar uma avenida meio bizarra na defesa do seu time se você der um bote com o jogador errado no meio de campo.

via GIPHY

4 - Segue o jogo, sem enrolação

FIFA 21 privilegiou a ação entre as quatro linhas no lugar de animações extracampo. Isso significa que o time da EA fez uma limpa em algumas cenas desnecessárias. A nova edição do game cortou o tempo de comemorações de gols e das animações de jogador indo buscar a bola durante lateral, escanteios e por aí vai. Esse foco no que realmente importa deve agradar bastante a comunidade e dá a sensação de que você está aproveitando melhor o tempo reservado para suas partidas.

via GIPHY

5 - Jogo cadenciado, de pé em pé

Se a EA deixou o jogo mais "leve" no quesito de firulas extracampo, dá para dizer também que FIFA 21 se mostra um pouco mais lento e cadenciado que FIFA 20. A impressão que tivemos durante a jogatina é que a velocidade dos atletas foi nivelada. Assim, quando você toca naquele atacante que confia um pouco mais no jogo rápido (Mbappé e Mané, por exemplo) parece que você está colocando o Bolt para correr contra um redator do START.

6 - Academia de futebol

Se os novos recursos fazem o game parecer ainda mais complexo, é preciso dizer que FIFA 21 se ajusta bem em todos os níveis de habilidade. Em questão de poucas horas você já está testando os dribles mais ágeis e as corridas criativas. Ou seja, se você está voltando para o game e na sua época usar o botão de passe depois do chute para dar um corte no goleiro era a última novidade, não se preocupe. Os comandos ainda vão funcionar e devem render até mesmo alguns gols. Mas, não espere que a inteligência artificial do game não tenha aprendido um ou outro truque novo.

FIFA 21 - Divulgação/EA - Divulgação/EA
Imagem: Divulgação/EA

7 - Todo dia um 7 a 1

Por falar em truques novos, FIFA 21 tem uma função que provavelmente vai testar a humildade dos jogadores. No modo Lendário, é possível habilitar a opção "Modo Competitivo". Basicamente, isso permite que a inteligência artificial capriche um pouco mais e torne as disputas mais desafiadoras. E, por desafiadoras, estamos falando de a máquina copiar o estilo de jogo dos melhores atletas de eSports da modalidade. Sim, esteja pronto para tomar chocolates com certos requintes de crueldade. Até agora, não consegui vencer uma partida nesse modo e não tenho orgulho algum de dizer isso.

8 - A polêmica da paradinha

Imagine que você o jogo está empatado. Aos 90 minutos, um pênalti para o seu time. O atacante ajeita a bola na marca e se concentra. Vai lá e bate um verdadeiro tiro de meta, isolando a pelota. Bom, você pode reescrever a história apertando os dois gatilhos do controle para voltar no tempo e "refazer o passado". A opção inspirada em Forza e outros games de corrida é bem útil para quem não quer ver escorrer pelos dedos uma temporada inteira. Mas, ainda assim, soa estranha em um simulador de futebol.

FIFA 21 - Reprodução/START - Reprodução/START
É hoje que ele se consagra?
Imagem: Reprodução/START

9 - Que tal mais uma Volta?

Em FIFA 21 a EA voltou a apresentar o modo Volta, que relembra a época de FIFA Street. Continua sendo uma das opções mais divertidas, e ajuda a aprimorar passes ágeis e dribles freestyle. Como as partidas de 3 contra 3 incentivam esse tipo de jogo, jogar o Volta é uma ótima opção de entender os novos recursos do game. A história desse modo de jogo também deve manter os fifeiros entretidos por poucas horas.

via GIPHY

10 - Em FUT que está ganhando...

Não se brinca ou se muda muito pouco. É inegável que a EA chegou numa fórmula que é tão divertida quanto lucrativa com Ultimate Team. Esse é um dos modos mais difícil de se avaliar, já que ele vai crescendo ao longo da temporada e conforme você vai ajustando time, tática e realizando os desafios. De cara, dá para dizer que FUT entrega tudo que já havia nas edições anteriores e ressalta uma nova forma de jogar: cooperativamente. Traduzindo: você vai poder jogar online com outros amigos em Squad Battles, Division Rivals e FUT Friendlies.

FIFA 21 - Reprodução/START - Reprodução/START
Imagem: Reprodução/START

11 - Online é igual goleiro: não pode elogiar

Elogiar o modo online de jogo tendo tão pouco tempo de testes e sem que os servidores da EA sejam realmente postos à prova é temerário. Quase a mesma coisa que falar bem de árbitro e goleiro antes de o jogo acabar. Por isso, posso jogar seguro e dizer que as partidas online estão fluidas e a pelota rolou sem dificuldade. Encontrar rivais levou poucos segundos e não rolaram engasgos ou coisa assim nas partidas.

12 - Um (ótimo) salto na carreira

Correndo o risco de causar uma overdose de bordões, digo com tranquilidade que o "pojeto vai bater campeão" no modo carreira de FIFA 21. Além das melhorias nos aspectos de gerenciamento do clube, o modo traz a opção de alternar entre jogar as partidas/simular as disputas (falo mais disso já), possibilidade de desenvolver diferentes habilidades para os jogadores e um sistema de transferências mais realista. Por falar em transferências, confesso que ri ao ver o Pep Guardiola abandonar um jantar bem bravo depois de uma proposta pouco tentadora pelo Gabriel Jesus.

FIFA 21 - Reprodução/START - Reprodução/START
Será que tem lugar no time do Guardiola?
Imagem: Reprodução/START

13 - Vai ficar pequeno para os Football Manager?

De cara, a resposta é não. Por outro lado, as novidades atendem aos fãs que sempre viram o modo carreira ser preterido pelos devs. Quem sabe, no futuro isso não seja o suficiente para atrair os olhares dos fãs de games de gerenciamento de clubes? Por ora, digo que a ideia de disputar ou simular partidas a qualquer momento é sensacional. Situação hipotética: você treina o time certinho, fala bonito na coletiva, chega numa quartas de final da Copa da Liga e toma pau. Aquela coisa, três gols de um time de segunda divisão no primeiro tempo. No modo simulação, você só poderia mudar algumas peças e esperar pelo melhor. Agora, é possível reverter o resultado na base da habilidade a qualquer momento. Ou seja, já no primeiro gol daria para "assumir o controle". O inverso também é verdadeiro, você pode simular o fim de um jogo que já está garantido e poupar os jogadores essenciais. Qualidade de vida que chama?

FIFA 21 - Reprodução/START - Reprodução/START
Hora de justificar a derrota ou elogiar o grupo pela vitória
Imagem: Reprodução/START

14 - A boleirada tá com a "lata" bonita

Mais um dos quesitos nos quais o marketing da EA é sensacional, mas a entrega do jogo não causa tanto espanto. Jogadores e uniformes têm um visual bonito, mas nada tão diferente do que se viu em FIFA 20. E tá tudo bem. Na verdade, "realismo demais" até faz mal, né? Em alguns momentos, o suor faz os jogadores brilharem parecendo bonecos de cera. Claro, tenho que levar em consideração que rodamos o FIFA 21 em um PlayStation 4 do modelo normal. Por outro lado, essa é a versão usada pela maioria da base instalado deste console e, muito provavelmente, do Xbox também. Ou seja, o que a gente viu, muita gente também deve ver.

FIFA 21 - Reprodução/START - Reprodução/START
Por quanto tempo Messi ainda vai vestir essa camisa?
Imagem: Reprodução/START

15 - Camisa que entorta varal

Se o time de marketing da EA é craque, dá para dizer que a equipe responsável pelo licenciamento do game ajuda a "carregar o piano" com maestria. Quando falamos dos grandes clubes do futebol internacional são raras as ausências notáveis em FIFA 21. Claro, uma delas é a Juventus de ninguém menos que Cristiano Ronaldo. Por outro lado, o jogo licenciou todos os atletas, o que reduz o impacto de não ter o uniforme oficial da velha senhora. Agora, quando falamos sobre o futebol no nosso continente, a coisa muda um pouco de figura. No campeonato nacional, apenas 13 dos 20 times que disputam a série A estão na lista da EA por motivos que a gente já comentou por aqui.

FIFA 21 - Jogadores

16 - Libertadores, obsessão?

Imagina só, o torcedor do Palmeiras derrota um time grande sul-americano e se consagra campeão da Libertadores. O jogador coloca o controle de lado e aprecia jogadores genéricos correndo com a taça, se abraçando e já planeja o mundial. Nada de errado nisso, mas dá uma impressão de "falta de realismo" para o simulador, né? No caso do time da Barra Funda, uniformes e escudos foram licenciados, mas não os atletas. O caso se repete com outros times que entraram no acordo feito para licenciar a Libertadores, como: São Paulo, Vasco e Flamengo . É legal porque é Libertadores, mas dá uma sensação confusa e corta um pouco a empolgação. Ah, por falar nesse "clima de jogo" e o quanto ela influencia a experiência?

FIFA 21 - Reprodução/START - Reprodução/START
Libertadores é recriada em detalhes, incluindo os patrocinadores durante a "transmissão"
Imagem: Reprodução/START

17 - Clima dos estádios

Uma das coisas mais legais que FIFA 21 faz é criar um clima com o pacote visual usado nas transmissões de campeonatos como a Champions League, Libertadores e campeonatos nacionais - principalmente da Europa. Apesar de não ser uma novidade, a imersão causada por esses pequenos detalhes faz o jogo ter "cara" de transmissão ao vivo. A EA também incluiu mais animações de torcedores, com gestos diferentes e reações ao longo do jogo. Claro que isso não é o principal - e às vezes você pega um braço faltando ou algo assim entre os fãs virtuais - mas dá um toque especial no simulador.

Retrato do narrador Gustavo Villani - Ricardo Borges/UOL - Ricardo Borges/UOL
A narração de Gustavo Villani deu mais realismo às partidas de FIFA 21
Imagem: Ricardo Borges/UOL

18 - Gol de... ãhn... videogame!?

Você pode até não gostar tanto da narração do Gustavo Villani. Mas, a verdade é que ter um profissional fazendo o trabalho é uma baita diferença por dois motivos. A mais óbvia é que quando você marca um golaço quer que ele seja narrado com emoção. Já a segunda tem a ver com a naturalidade com que as falas do narrador foram roteirizadas. Quando ele fala que estamos em uma transmissão ao vivo da EA Live parece mesmo que estamos em uma partida sendo transmitida.

FIFA 21 - Reprodução/START - Reprodução/START
Mbappé faz a comemoração "relax", uma das novidades em FIFA 21
Imagem: Reprodução/START

19 - Até quando, Caio Ribeiro?

Por outro lado... Ah, Caioba? Os comentários sem sal do ex-jogador seguem do mesmo jeito. Sem sal e não acrescentam muito. Isso não é culpa do comentarista, mas algumas vezes as interações forçadas com Villani fazem com que um gol não seja narrado no tempo certo, o que atrapalha um pouco a experiência de jogo. Ainda sonhamos com o dia que o craque Neto vai pistolar com um chute errado em FIFA 22 ou dizer que o zagueiro "tá de brincadeira" por perder uma bola.

20 - "Falso 9" nas reportagens

Parece besteira, mas há um repórter de campo em FIFA 21 que ajuda nas transmissões. Essa terceira voz, que ajuda com informações durante a partida, é do ator e dublador André Sauer. O resultado foi bem legal. Só não é legal que o pobre repórter de campo não seja creditado ou apresentado. Aí ele fica ali, meio de "falso 9", flutuando na transmissão.

21 - Vale a pena?

Bem, amigos. Provavelmente, se você veio até aqui, está realmente interessado no game e quer justificar sua opção pela compra. Nesse caso, FIFA 21 entrega tudo o que um aficionado pela franquia e por simuladores de futebol espera. E traz melhorias consistentes para deixar as partidas mais divertidas e um modo de carreira que acrescenta boas horas a mais ao gameplay. É um pacote completo para o amigo fifeiro e até parece como um jogo totalmente novo, como já citamos lá no primeiro item.

Agora, se você é um fã casual da série e pretende gastar seu tempo mais offline do que no modo Ultimate Team —e não se atrai pelo papel de técnico— a boa notícia é que seu FIFA 20 ou FIFA 19 serão um companheiro tão bom quanto a mais nova edição do simulador de futebol.

Prorrogação: empolgou?

No fim das contas, essa questão de "preciso comprar" nem vale um milhão de dólares. Na verdade, o valor dessa resposta vai de R$ 299 até R$ 499, independente da plataforma (PC, Xbox One e PlayStation 4). Talvez exista um grande salto visual na versão do game lançada para os consoles das próximas gerações, por enquanto, a grande mudança não veio.

Vale lembrar que os gamers que comprarem o game no PlayStation ou Xbox da geração atual terão direito à versão do game para as plataformas que chegam no fim do ano. Ou seja, comprou no PlayStation 4, vai poder jogar no PlayStation 5. A mesma coisa com Xbox One e Xbox Series S ou X. Com os preços atuais, resta saber quem vai conseguir ter os novos consoles antes de FIFA 22 para ter sucesso nessa tabelinha.

FIFA 21 - Estádios

Lançamento: 09/10/2020
Plataforma: PC, Xbox One e PS4 (e futuramente para a nova geração de consoles)
Preço sugerido: De R$ 299 a R$ 499
Classificação indicativa: Livre
Desenvolvimento: EA Vancouver, EA Romênia
Publicação: Electronic Arts
Jogue também: PES 2021, Football Manager

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: http://vm.tiktok.com/Rqwe2g/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol