PUBLICIDADE

Topo

Zillion: a pistola que pavimentou o caminho do Master System no Brasil

Reprodução
Imagem: Reprodução

André "Avcf" Franco

Do GameHall

28/09/2020 04h00

Há 30 anos, o marcante Sega Master System era lançado no Brasil pela TecToy. Muito já foi dito sobre o caminho de enorme sucesso do console 8-bits no país, onde inclusive foi muito mais bem sucedido que no mercado americano (o maior e mais influente do mundo), e o japonês, terra natal da Sega.

Mas se a história da caminhada do Master System em solo brasileiro já é bastante difundida, pouca gente conhece o principal fator responsável pela vinda do aparelho pelas mãos da TecToy: um anime chamado Zillion.

Sega contra os Nintenozas

Zillion - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Lançado em 1985, o Mark III da Sega sofreu pesada concorrência do Famicom, console da rival Nintendo, no Japão. Frente a um concorrente já estabelecido (o Famicom foi lançado em 1983) e extremamente popular, a Sega não podia ficar parada e tratou de adotar várias medidas para tentar mostrar ao público nipônico que seu aparelho podia ser tão atraente e "cool" quanto o concorrente. Entre essas ações estava o lançamento de acessórios com pegada futurista, como óculos com 3D estereoscópico e pistola de luz.

No ocidente, o Mark III foi lançado como Master System e incluiu a pistola Light Phaser com jogos genéricos e sem apelo, o que fez com que esse acessório fosse encarado mais como uma curiosidade efêmera do que um item essencial de jogo. Mas no Japão, a Sega adotou uma abordagem distinta, atrelando o lançamento da Light Phaser com um anime, Akai K?dan Jirion, ou simplesmente Zillion, para os iniciados.

Financiado pela Sega, o anime mostrava os protagonistas JJ, Champ e Apple salvando a humanidade de uma invasão do império alienígena Noza com pistolas laser idênticas às do Master System.

A batalha do futuro

Em paralelo ao anime e game Zillion, lançado para Mark III/Master System em 1987, um mês depois da estreia no desenho na televisão japonesa, a Sega lançou um brinquedo tipo Laser Tag, que consistia em uma versão física e com desenho revisado da pistola do desenho ligada a uma bateria e um receptor em forma de triângulo, que podia ser amarrado ao corpo e registrava os tiros com bipes e um pequeno placar numérico.

O relativo sucesso do brinquedo no Japão levou a Sega a licenciá-lo em outros territórios, o que acabou levando a empresa ao encontro da TecToy, na época uma ainda iniciante indústria de brinquedos. Zillion foi a estreia da TecToy no mercado nacional, e de cara a empresa fez um trabalho completo de suporte, distribuição e divulgação, bancando ela própria a dublagem e a exibição do anime Zillion em um acordo com a Rede Globo. A emissora por sua vez sub-licenciou o desenho à TV Gazeta, que o exibiu em horário nobre (20h), algo incomum para desenhos animados exibidos na televisão aberta.

O sucesso do desenho e do Laser Tag Zillion foram fenomenais, catapultando a TecToy para o mesmo nível das empresas tradicionais do ramo no Brasil, atingindo um desempenho comercial que surpreendeu a própria Sega do Japão.

O combate do futuro

Zillion 2 - Reprodução/BlogTectoy - Reprodução/BlogTectoy
Imagem: Reprodução/BlogTectoy

Em 1988, ano que o Laser Tag chegou às lojas e o anime Zillion fazia sucesso nas tevês brasileiras, o Master System vivia uma situação paradoxal. Desprezado em sua terra natal assim como na terra do Tio Sam, o console fez um bem sucedido desembarque no velho mundo, fazendo sucesso em países como Inglaterra, Alemanha e França, o que incentivou a Sega a buscar novos mercados para seus consoles, entre eles o Brasil.

Ciente do potencial do Master System no mercado nacional e já com uma boa relação comercial com a Sega, a TecToy planejava trazer os consoles da gigante japonesa para o Brasil. Entretanto, esse processo foi longe de ser simples ou garantido, uma vez que a TecToy sofreu pesada concorrência da Gradiente, que por pouco não mudou a história dos consoles Sega no Brasil.

No fim das contas, o fiel da balança, o fator decisivo a favor da TecToy foi Zillion. Seu espetacular trabalho com a marca Zillion garantiram um contrato com a Sega, o que levou ao lançamento do Master System no Brasil em 24 de setembro de 1989.

O bem vence no final

O sucesso dos 31 episódios de Zillion que foram exibidos na televisão aberta brasileira levou a dois efeitos distintos: o anime foi um dos grandes responsáveis por criar uma geração de fãs de animação japonesa, que por sua vez criou uma trilha de sucessos nos anos seguintes, sobretudo exibidos na extinta TV Manchete, como Cavaleiros do Zodíaco, Sailor Moon, Yuyu Hakusho e Shurato.

Por outro lado, não fosse por Zillion, a história da Sega no Brasil provavelmente seria muito diferente. Como os fãs dos consoles da gigante japonesa bem sabem, a eficiente e brilhante condução da TecToy contribuiu para sedimentar toda uma geração de jogadores, muitos dos quais hoje jogam videogames com seus filhos. E pensar que tudo começou com três jovens e uma pistola laser.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: http://vm.tiktok.com/Rqwe2g/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol