PUBLICIDADE

Topo

Free Fire: 5 times para ficar de olho na Liga Brasileira

Veja quais time subiram para a Série A da Liga Brasileira e merecer atenção para a 3ª Etapa - Reprodução/Instagram@paiN
Veja quais time subiram para a Série A da Liga Brasileira e merecer atenção para a 3ª Etapa Imagem: Reprodução/Instagram@paiN

Thaime Lopes

Colaboração para o START

21/08/2020 04h00

A terceira etapa da Liga Brasileira de Free Fire (LBFF) começa no próximo sábado (22) com as 18 equipes que formam a Série A disputando pelo prêmio de R$ 100 mil e o título de campeões. Além da novidade no formato - agora totalmente online - muita coisa rolou desde a final da primeira etapa, em 15 de março.

Na 1ª Etapa da LBFF, a cavalaria da Team Liquid levou a premiação de R$ 50 mil e o direito de representar o Brasil na Free Fire Champions Cup, que aconteceria em abril na Indonésia, mas foi adiada devido à pandemia do novo coronavírus.

Jogadores trocaram de equipes, dois torneios novos estrearam durante o período de suspensão da LBFF e o competitivo ficou mais agitado do que nunca. Com novos players e promessas para a próxima etapa, vale a pena entender um pouco mais do que rolou nesses cinco meses para assistir o terceiro split bem informado.

Por isso, selecionamos cinco times (e demos menções honrosas a mais dois) que valem a pena serem observados ao longo da LBFF. Levamos em consideração a atuação deles na primeira etapa, na C.O.P.A. e, quando foi o caso, na Gigantes. Confere só:

Team Liquid

Free Fire Team Liquid - Reprodução/Instagram@TeamLiquid - Reprodução/Instagram@TeamLiquid
Imagem: Reprodução/Instagram@TeamLiquid

Os Cavaleiros foram os grandes campeões da primeira fase, que terminou dia 15 de março. Com uma campanha impecável, o time então formado por Pedro "Peuzada" Landim, Jonatha "JAPABKR" Pereira, Lucas "LukasTD" Tavares, Marccello "Raposo" Giannella, Lucas Vinicius "Luuuking" Lemos passou a maior parte do torneio no topo da tabela. JAPA, inclusive, foi eleito MVP do primeiro split e tudo indicava que a Liquid permaneceria no topo das próximas etapas.

PEU Free Fire Team Liquid LBFF - Divulgação/Garena - Divulgação/Garena
Imagem: Divulgação/Garena

Desde então, contanto, a equipe mudou bastante. Peu foi banido de disputar a terceira etapa da LBFF após a Garena concluir uma investigação que indicou que o jogador quebrou as regras do campeonato sobre aliciamento. JAPA, por sua vez, saiu da Liquid e vai disputar a próxima fase representando o Corinthians e Raposo trocou a Cavalaria pela New X Gaming.

Tallyson "Boss" Gadelha e Gabriel "Martins" Lima foram anunciados no último dia 13 de agosto, então agora a equipe conta com: Boss, Martins, LukasTD, Luuking e Erik "Zenac" Filho, que entrou em maio.

Ainda não sabemos como vai ser o desempenho da equipe agora que só dois dos membros que ganharam a LBFF permaneceram. Na C.O.P.A., antes das mudanças, o time não jogou bem e não conseguiu ficar no top 6 para disputar a final. A estreia da nova line-up aconteceu no campeonato do DJ Alok,

Vivo Keyd

Keyd Free Fire - Divulgação/Garena - Divulgação/Garena
Imagem: Divulgação/Garena

Os segundos colocados no primeiro split da LBFF foram os Guerreiros da VK. Da equipe, formada por Samuel "Level Up" Lima, Ariano "Kroonos" Ferreira, Pedro "brabox" Assunção, Gabriel "Martins" Lima e Victor "Vazily", só este último permaneceu carregando a camisa da Vivo Keyd.

Vivo Keyd Free Fire - Cesar Galeão/Garena - Cesar Galeão/Garena
Imagem: Cesar Galeão/Garena

Apesar de ninguém ter comentado os motivos que levaram às suas saídas da equipe, o processo parece ter sido amigável. A Vivo homenageou seus ex-players em um post no instagram no mesmo dia que Martins foi anunciado pela Liquid. Já Brabox e Kronos foram para a LOUD.

As mudanças geraram surpresa na comunidade, que via a Vivo Keyd como uma das favoritas para o título na nova fase da LBFF. Na primeira etapa, disputaram semana a semana a liderança com a Liquid, saindo como vice-campeões com apenas 72 pontos de diferença.

A boa fase, entretanto, não se repetiu durante a C.O.P.A.: a equipe acabou em nono lugar e, assim como a Cavalaria, não teve a oportunidade de disputar a Gigantes.

Como forma de remediar os últimos acontecimentos, no último dia 20 (quinta-feira) foi anunciada a nova line-up, composta por Pedro "KBÇÃO", Ronald "R7", Kayke "TKSHY13" Batista e Victor Gonçalves.

LOUD

LOUD - Divulgação/Garena - Divulgação/Garena
Imagem: Divulgação/Garena

Olha o L aí, gente! A LOUD é a queridinha do público, arrastando fãs por onde passa. A equipe foi representada por Vinícius "ViniZx" Cardoso, William "Will" Moura, Heverton "Shariin" e Samuel "Bradoock" Borges durante a primeira etapa, sendo que Bradoock foi substituído por William "Noda" de Oliveira na estreia da C.O.P.A.

LOUD Shariin Free Fire - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Imagem: Reprodução/Instagram

O time ficou em terceiro lugar no primeiro split e jogou bem o torneio seguinte, mas deu uma escorregada na reta final e não conseguiu se classificar para a Gigantes. Depois do desempenho abaixo do esperado na última fase da C.O.P.A., o CEO da LOUD, Bruno "PlayHard" indicou que mudanças serão feitas antes da LBFF.

A confirmação veio com o anúncio de Ariano "Kronos" Ferreira e Pedro "Brabox" Lima, ex-Vivo Keyd, como os novos reforços da equipe. Com a chegada dos dois jogadores, agora a line da LOUD será composta por seis players e um novo técnico, Alessandro "Cururu" Rabelo.

paiN

paiN Free Fire LBFF - Cesar Galeão/Garena - Cesar Galeão/Garena
Imagem: Cesar Galeão/Garena

Os quartos colocados na LBFF passaram por poucas e boas na fase final da primeira etapa. Poucos dias antes da grande final, o jogador Everton "Ubita" Lima, um dos principais nomes da equipe até então, foi banido de todas as competições oficiais da Garena após xingar e ameaçar outros players durante uma live. Depois da confusão, Ubita acabou saindo da paiN e está atualmente na New X, mas no papel de influenciador.

Já Vagner Alexandre "Vgzinn" sofreu duas punições no campeonato: a primeira foi quando comemorou uma vitória mostrando a camisa de Ubita e, a segunda, veio alguns dias após a final. O jogador havia feito comentários a respeito da competição e sobre a Garena nas redes sociais e a desenvolvedora do Free Fire viu nessas atitudes uma má vontade de participar do ambiente competitivo profissional.

Agora a line-up conta com os jogadores Arthur "D3" Lobo Caldas, Riquelme "RiccK" Lima Santana de Jesus, André Elias "Déco" de Novaes, Matheus "BLACK00" de Sá Souza e Denis Otávio "Geerty" Cardoso Castelo, sendo que Black e Geerty estão na paiN desde a formação anterior.

A atuação na C.O.P.A. mostrou que as mudanças trouxeram resultados, com a equipe pulando várias posições por fim de semana. Do 15º lugar na primeira rodada, acabaram a competição em segundo lugar. A disputa foi tão acirrada que só nas últimas quedas da última rodada que a decisão saiu melhor para a Black Dragons. Depois, na Gigantes, a paiN ficou em terceiro lugar.

Se esses torneios foram um gostinho do que vem pela frente na LBFF, podem esperar que vai ter muito booyah para gritar ainda.

Black Dragons

Black Dragons Free Fire - Arte/UOL - Arte/UOL
Imagem: Arte/UOL

Os campeões da C.O.P.A. Free Fire mostraram no campeonato que estão mais do que prontos para lutar para saírem vitoriosos também da LBFF. A vontade de ser campeão brasileiro duas vezes é grande, e a equipe mostrou que está muito bem entrosada durante o torneio que substituiu o segundo split.

Black Dragons Copa Free Fire - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Luis Fabio "OTREMBB" Junior, Raphael "Phoenix" Ferreira, Pedro "PEDRO.RS" Dias e Jhonatan "Jubinha" Silva formam um time bem equilibrado, cada um com sua função e sempre se ajudando. Em vídeo divulgado no canal oficial da BD no Youtube, pudemos ver um pouco de como funciona a interação dos jogadores durante partidas decisivas.

Na primeira etapa da LBFF, a Black Dragons havia feito uma parceria com a Los Grandes e as organizações jogaram juntas sob o nome de BD Los Grandes. Para a terceira fase, elas se separaram e cada uma representará apenas seu próprio escudo.

Vale a pena mencionar: Corinthians, RED Canids Kalunga e Flamengo

Free Fire Corinthians - Divulgação/Garena - Divulgação/Garena
Imagem: Divulgação/Garena

Não tem jeito: todas as equipes da Série A merecem destaque pelos mais diversos motivos. Seja por seus jogadores habilidosos, jogadas de mestre ou bom desempenho, todas estão na elite por representarem o melhor do Free Fire no Brasil.

LBFF FREE FIRE RED CANIDS - Cesar Galeao/Garenas - Cesar Galeao/Garenas
Imagem: Cesar Galeao/Garenas

Duas equipes que merecem ser lembradas durante o terceiro split são o Corinthians e a RED Canids Kalunga. A Matilha Vermelha foi campeã da Gigantes, se consagrando então como a melhor equipe sul-americana.

Já o Timão é o atual campeão mundial e ganhou um reforço de peso para a próxima etapa da LBFF: JAPABKR, ex-Liquid, agora defenderá o Corinthians ao lado de Bruno "Nobru" Goes, Carlos "Fixa", Douglas "Pires" e Nathan "Nego".

O Flamengo Esports confirmou na última quarta (19) sua chegada ao Free Fire. A equipe rubro-negra, fechou parceria com a B4stardos, organização que já disputava a Liga Brasileira de Free Fire. Para a equipe, estão escalados os jogadores Deadgod, Minuzzi, Reei, Kauelok, Modéstia e Machado.

Flamengo eSports Free Fire  - Reprodução/YouTube - Reprodução/YouTube
Imagem: Reprodução/YouTube

O time, que passará a se chamar B4 Flamengo, disputará a terceira etapa da Liga Brasileira de Free Fire (LBFF) 2020, que retorna neste sábado (22) após ter sido adiada devido à pandemia.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: http://vm.tiktok.com/Rqwe2g/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol