PUBLICIDADE

Topo

Sem tédio! 12 jogos de tabuleiro para jogar sozinho durante a quarentena

De casuais, intermediários à avançados: confira nossas indicações de jogos de tabuleiro para você curtir com você mesmo - Arte/UOL
De casuais, intermediários à avançados: confira nossas indicações de jogos de tabuleiro para você curtir com você mesmo Imagem: Arte/UOL

Victor Bianchin

Colaboração para o START

23/06/2020 04h00

Tem uma hora em que o videogame cansa, não é mesmo? Afinal ficar derrotando continuamente seus amigos no Call of Duty e no Fifa ou então ficar construindo coisas no Minecraft se torna repetitivo. Em tempos de quarentena, o que fazer?

Uma opção interessante é jogar jogos de tabuleiro. Se você parou no Detetive e no Banco Imobiliário, saiba que o gênero está em franca ascensão no Brasil e no mundo, com ludotecas (casas com cardápio de jogos) surgindo por aí e vários canais especializados pipocando no YouTube. É sério, se você está por fora dessa onda, você precisa entrar.

Para respeitar a quarentena e manter o distanciamento social, escolhemos 12 jogos que você pode jogar sozinho. Eles estão separados em três categorias: casuais/rápidos, intermediários e avançados. Todos estão disponíveis no Brasil para venda, com exceção de Friday e Onirim, que você pode jogar gratuitamente na internet.

E aí, bora expandir seus horizontes como gamer?

CASUAIS / RÁPIDOS

1) Friday

Dificuldade: média
Tempo: 20-30 minutos
Preço: não disponível

Friday Boardgame - Divulgação/BoardGameGeek - Divulgação/BoardGameGeek
Imagem: Divulgação/BoardGameGeek

Este é, talvez, o jogo mais conhecido para jogar sozinho, até porque foi projetado com esse objetivo. Você é Sexta-Feira, o companheiro de Robinson Crusoé no livro de mesmo nome, e seu objetivo é manter o náufrago vivo. Para isso, precisa construir um deck de cartas forte o suficiente para enfrentar os piratas que aparecem no final.

Friday Boardgame 2 - Divulgação/GoFatherhood - Divulgação/GoFatherhood
Imagem: Divulgação/GoFatherhood

A mecânica é simples - puxe dois desafios de um monte, escolha um, compre cartas de outro monte para pagar o desafio e, se conseguir pagar, incorpore as cartas compradas ao seu deck. Mas vencer é difícil, até porque o sucesso da aventura depende muito da sorte.

Friday nunca foi lançado em português, mas está disponível como print and play gratuito, ou seja, você pode baixar os arquivos da internet, imprimir e jogar. Também está disponível em app pago para Android e iOS.

2) Onirim

Dificuldade: fácil
Tempo: 15-20 minutos
Preço: gratuito (em app)

Onirim Boardgame - Divulgação/GameNerdz - Divulgação/GameNerdz
Imagem: Divulgação/GameNerdz

Você está preso num labirinto de sonhos e precisa abrir oito portas para escapar. A mecânica é bem fácil, pois você joga com apenas um baralho e nada mais.

No baralho, as cartas boas têm uma cor e um símbolo. Para abrir uma porta, você precisa baixar três cartas da mesma cor na mesa, mas os símbolos nelas não podem estar lado a lado. Se você baixou uma com o símbolo de Sol, por exemplo, a próxima não pode ter o Sol também.

Onirim Boardgame 2 - Divulgação/BoardgameGeek - Divulgação/BoardgameGeek
Imagem: Divulgação/BoardgameGeek

O desafio é que, no meio do baralho, há cartas de "pesadelo" que obrigam você a descartar cartas, dificultando completar o jogo.

Onirim também não foi lançado no Brasil, mas você pode jogar gratuitamente pelo aplicativo disponível para Android e iOS.

3) Sagrada

Dificuldade: fácil
Tempo: 15-20 minutos
Preço: R$ 249,90 (Galápagos Jogos)

Sagrada Boardgame - Divulgação/PlayEasy - Divulgação/PlayEasy
Imagem: Divulgação/PlayEasy

Você é um artista trabalhando para criar um belo vitral para a catedral da Sagrada Família. A cada rodada, você puxa quatro dados coloridos de um saquinho, escolhe dois para colocar no seu vitral e dois para descartar.

A cartela do vitral tem algumas regras para o posicionamento dos dados - dados com a mesma cor e a mesma numeração não podem ser colocados lado a lado, por exemplo. E os dados descartados vão para uma área própria.

Quando você joga em grupo, vence quem fizer mais pontos. Jogando solo, você vence se sua pontuação superar o valor da soma dos dados descartados. É um jogo facílimo de aprender, mas um pouco difícil de vencer.

4) Cartógrafos

Dificuldade: média
Tempo: 25-40 minutos
Preço: R$ 130 (Ludofy)

Cartógrafos Boardgames - Divulgação/CaixinhaBoardgames - Divulgação/CaixinhaBoardgames
Imagem: Divulgação/CaixinhaBoardgames

Este divertidíssimo jogo lançado em 2019 e criado pelo brasileiro Jordy Adan já é um hit - foi inclusive publicado no exterior e é, neste ano de 2020, finalista do maior prêmio mundial de jogos de tabuleiro, o Spiel des Jahres, dentro da categoria "Kennerspiel des Jahres", que é dedicada a jogos mais complexos do que os para a família.

Cartógrafos Boardgames 2 - Divulgação/Encounter - Divulgação/Encounter
Imagem: Divulgação/Encounter

Você é um cartógrafo a serviço de uma rainha e precisa mapear uma região. No modo de grupos, cada jogador tem uma cartela quadriculada onde precisa desenhar os ícones dos terrenos que vão saindo nas cartas. Quem fizer mais pontos ganha.

O modo solo é parecido, mas, em vez de disputar contra amigos, você busca pontuar bem numa escala de -30 pontos (pior performance) a 30 pontos (melhor performance).

É fácil de aprender e bastante imersivo - algo essencial em um jogo de tabuleiro!

INTERMEDIÁRIOS

5) Zombicide

Dificuldade: média a difícil (depende da missão)
Tempo: 1 a 5 horas (depende da missão)
Preço: R$ 419,90 (Galápagos Jogos)

 Zombicide Boardgame - Divulgação/BoardgameGeek - Divulgação/BoardgameGeek
Imagem: Divulgação/BoardgameGeek

Sim, o famoso jogo de zumbis da Cmon pode ser jogado em modo solo! Funciona da mesma forma que em grupo, só que você controla vários personagens ao mesmo tempo (e fica encarregado de mexer todos os zumbis sozinho? dureza!).

Zombicide 3 - Divulgação/MercadoLivre - Divulgação/MercadoLivre
Imagem: Divulgação/MercadoLivre

Você pode realizar todas as missões pré-determinadas que vêm no livro de regras do jogo e testar variações mudando os sobreviventes escolhidos.

A graça de Zombicide, entretanto, não é apenas realizar as missões prontas, e sim criar suas próprias aventuras, uma vez que o jogo é pensado como um sandbox. Aí vai da sua criatividade e sua capacidade de se divertir sozinho.

Uma dica: levando em conta o preço, só é recomendável comprar Zombicide se, depois da quarentena, você tiver uma turma disposta a jogar com você. Isso vai enriquecer muito a experiência de jogar missões personalizadas e, o principal, vai aumentar bastante a vida útil do jogo.

Agora, se a ideia é só jogar sozinho até mesmo depois da quarentena, você pode procurar os outros jogos desta lista.

6) Wingspan

Dificuldade: média
Tempo: 1 hora
Preço: R$ 349 (Ludofy)

Wingspan Boardgame - Divulgação/StoneMaierGames - Divulgação/StoneMaierGames
Imagem: Divulgação/StoneMaierGames

O aclamado jogo de atrair pássaros para uma reserva natural tem um modo solo caprichado. Você joga contra um jogador automático ("automa" em inglês) que tem seu próprio baralho e regras específicas.

Wingspan Boardgame 3 - Divulgação/StLouisPublicRadio - Divulgação/StLouisPublicRadio
Imagem: Divulgação/StLouisPublicRadio

O seu jogo funciona de forma igual a quando você enfrenta adversários humanos, mas o robô não precisa de tantas minúcias - basicamente, é só puxar as cartas do baralho dele a cada turno e fazer o que elas mandam.

Também dá para ajustar a dificuldade do robô, o que aumenta o fator replay do jogo.

7) Clãs da Caledonia

Dificuldade: Fácil
Tempo: 30 a 40 minutos
Preço: R$ 326 (Meeple BR)

Clãs da Caledonia 1 - Divulgação/Ludopedia - Divulgação/Ludopedia
Imagem: Divulgação/Ludopedia

Assim como em Cartógrafos, o objetivo do modo solo é pontuar o máximo possível para obter o melhor título numa escala que vai de "Novato" a "Gênio". No entanto, além dessa modalidade solo que vem explicada na caixa, existe uma segunda em que você joga contra um oponente virtual cujos movimentos são ditados por um site. Segundo os reviewers, o site funciona direitinho e essa modalidade traz mais desafio ao jogo solo.

Seja em grupo, seja sozinho, a dinâmica do jogo permanece: conquistar terrenos e obter recursos para ganhar dinheiro. Como o jogo, por natureza, tem características que mudam a cada partida (mapa, recursos iniciais, bônus, tabela de pontuação do round), mesmo jogando sozinho você não vai enjoar.

8) Pandemic

Dificuldade: média
Tempo: 30 a 40 minutos
Preço: R$ 243,40 (Galápagos Jogos)

Pandemic Boardgame 1 - Divulgação/Target - Divulgação/Target
Imagem: Divulgação/Target

Um jogo adequado para jogar durante a quarentena, certo? O tabuleiro é um mapa mundi com várias cidades importantes do mundo destacadas. A cada rodada, você puxa cartas do barulho para determinar quais cidades serão infectadas pelos vírus (são quatro!). E aí cabe ao seu personagem ir viajando de cidade em cidade eliminando os focos da epidemia antes que as doenças saiam do controle.

Pandemic Boardgame 2 - Divulgação/MercadoLivre - Divulgação/MercadoLivre
Imagem: Divulgação/MercadoLivre

Como este é um jogo co-op, ou seja, em que todos os jogadores estão unidos contra o jogo, o modo solo altera pouca coisa. Você controla dois personagens em vez de um só, cada um com seu deck separado.

De resto, é só obedecer as regras da versão tradicional.

AVANÇADOS

9) Terraforming Mars

Dificuldade: difícil
Tempo: 1h15 a 1h45
Preço: R$ 599,90 (Meeple BR)

Terraforming Mars 1 - Divulgação/MercadoLivre - Divulgação/MercadoLivre
Imagem: Divulgação/MercadoLivre

Quem já jogou Terraforming Mars sabe que o maior problema não é jogar, e sim aprender o jogo: são muitas regras e muita coisa para acompanhar. E mesmo para quem já está familiarizado com o título, o modo solo é bem desafiador.

Terraforming Mars 2 - Divulgação/MercadoLivre - Divulgação/MercadoLivre
Imagem: Divulgação/MercadoLivre

Em Terraforming Mars, você assume o papel de uma empresa trabalhando para tornar o planeta Marte habitável. Para isso, você precisa melhorar três aspectos dele: o nível de oxigênio, a temperatura e a quantidade de água na superfície.

No modo competitivo, quando as condições ideais de cada aspecto são atingidas, o jogo acaba e ganha quem fez mais pontos. No modo solo, seu objetivo é atingir as condições ideais de cada aspecto o quanto antes e fazer a maior pontuação possível. O desafio é pontuar cada vez melhor, o que é bem difícil.

O modo de jogar continua igual, com a diferença de que você tem um limite de 14 rodadas (ou "gerações", como o jogo chama) para atingir os parâmetros de vitória. Caso não consiga, é derrotado pelo tabuleiro.

10) Mansions of Madness

Dificuldade: difícil
Tempo: 1h15 a 3 horas (depende da missão)
Preço: R$ 499 (Galápagos Jogos)

Mansions of Madness 2 - Divulgação/Estante42 - Divulgação/Estante42
Imagem: Divulgação/Estante42

A versão multiplayer de Mansions, mesmo sendo colaborativa, já é dificílima. Já imaginou jogar sozinho?

Neste jogo, que se passa dentro da mitologia lovecraftiana, você controla um grupo de investigadores que entra numa mansão macabra para resolver um mistério. Há várias missões disponíveis, cada uma com mais de um desfecho diferente.

Mansions of Madness 2 - Divulgação/MercadoLivre - Divulgação/MercadoLivre
Imagem: Divulgação/MercadoLivre

O modo solo é igual ao modo com vários jogadores, com a diferença de que você controla mais de um personagem (pelo menos dois, idealmente três). A dinâmica é idêntica: você explora a mansão, abre portas, investiga armários, luta contra monstros e resolve quebra-cabeças.

Vale dizer que Mansions of Madness, além do tabuleiro, também necessita de um app para ser jogado (gratuito na Steam). Você precisa colocar o app rodando em um laptop, pois é ele quem irá contar a história conforme você avança e guiar você para resolver os conflitos. Basicamente, o app funciona como o mestre num jogo de RPG de mesa.

11) Eldritch Horror

Dificuldade: difícil
Tempo: 1 hora a 1h30
Preço: R$ 329,90 (Galápagos Jogos)

Eldritch Horror - Divulgação/Amazon - Divulgação/Amazon
Imagem: Divulgação/Amazon

Outro jogo dentro do universo de Lovecraft. Você assume o papel de um investigador que tem que viajar por várias cidades resolvendo mistérios e enfrentando monstros, inclusive o temido Chtulhu. Seu objetivo é fechar portais para que um monstro ancião não desperte.

O jogo não é difícil de aprender, mas é bastante duro de vencer. Jogando solo, você pode escolher quantos investigadores quer controlar, de um a quatro. Com um, a vitória é praticamente impossível e, com quatro, até que fácil.

Além da dificuldade, outro fator a levar em conta é que este é um jogo que prioriza a imersão e, portanto, tem bastante texto para ler nas cartas.

12) Projeto Gaia

Dificuldade: média
Tempo: 1 a 2 horas
Preço: R$ 399 (Mandala Jogos)

Projeto Gaia 1 - Divulgação/Caixinhaboardgames - Divulgação/Caixinhaboardgames
Imagem: Divulgação/Caixinhaboardgames

O problema de Projeto Gaia não é nem a dificuldade, e sim a quantidade de regras que você precisa aprender antes de começar a jogar. Se você nunca jogou, pode ser meio exaustivo aprender tudo para encarar sozinho.

Projeto Gaia 2 - Divulgação/Ludopedia - Divulgação/Ludopedia
Imagem: Divulgação/Ludopedia

No entanto, a diversão compensa: Projeto Gaia tem milhões de fãs mundo afora.

No jogo, você incorpora uma das 14 facções disponíveis e tem a missão de terraformar planetas vizinhos para sobreviver. Jogando com várias pessoas, vocês competem entre si para ver quem faz mais pontos. Jogando sozinho, você enfrenta um robô com regras próprias, assim como em Wingspan.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: http://vm.tiktok.com/Rqwe2g/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol