PUBLICIDADE

Topo

Legends of Runeterra é divertidíssimo e deve brigar pelo topo do gênero

Jogo de cartas é gratuito e ambientado no universo de League of Legends - Divulgação
Jogo de cartas é gratuito e ambientado no universo de League of Legends
Imagem: Divulgação

Daniel Esdras

Do GameHall

22/05/2020 04h00

É turno do adversário. Tenho apenas um lacaio com 1 de vida e só me restam três de mana. Meu Nexus já está com pouca vida. Se eu colocar meu escudo agora, como faria nos outros jogos mais famosos do gênero, meu rival pode usar algo da mão para quebrá-lo.

A situação parece incontornável, mas como Legends of Runeterra tem um sistema próprio de turnos para ataque e defesa, eu posso esperar até o último segundo para ativar o escudo e evitar ficar sem campo e sem vida no Nexus.

Isso é apenas uma rodada de Legends of Runeterra, cardgame da Riot que foge bastante do padrão do gameplay de Hearthstone, jogo da Blizzard que gerou uma série de clones de menor sucesso.

Com toda a base de fãs de League of Legends e sistemas divertidos e recompensadores para manter os jogadores conectados o tempo todo, você vai ouvir bastante sobre esse jogo nos próximos anos.

Cuidado com novatos

Divulgação/Riot Games
Imagem: Divulgação/Riot Games

Legends of Runeterra ainda está em beta aberto, e pode ser baixado de graça no PC, Android ou iOS. Mesmo em fase inicial, impressiona pela quantidade de conteúdo e, especialmente, com a robustez do tutorial.

Divulgação
Imagem: Divulgação

Seus primeiros passos no jogo te ensinam como invocar personagens e usar magias mais simples. Isso é apenas a ponta do iceberg de um sistema que mostra como a Riot aprendeu a introduzir mecânicas a novos jogadores com seus anos de experiência no LoL.

Na aba Desafios, existem diversos turnos controlados e pensados para ensinar cada uma das palavras-chaves nas diferentes regiões que regem os cards do jogo. Além de ensinar, garantem experiência, o que é um incentivo para completá-los antes de sair enfrentando outras pessoas nos modos de jogo padrão.

Divulgação
Imagem: Divulgação

Já o Modo de Treino contra bots é perfeito para testar e conhecer os pontos fortes de cada deck. Tudo isso é um ponto positivo para o game e ainda adapta novos jogadores de uma forma mais natural e divertida.

Gameplay original e divertido

Divulgação/RiotGames
Imagem: Divulgação/RiotGames

Adoro ver a conversão da lore ou ambientação de um jogo para outro gênero completamente diferente. Ao adaptar elementos famosos no novo ambiente, acabam criando mecânicas originais, como aconteceu recentemente com o ótimo Gears Tactics.

Todo card do tipo Campeão pode executar tarefas no campo e evoluir para uma versão ainda mais potente, que pode desequilibrar a partida

via GIPHY

LoL é famoso por seus campeões e suas habilidades únicas, que decidem uma batalha em instantes. Isso os desenvolvedores adaptaram de maneira primorosa no LoR. Em vez de heróis serem 'mestres dos cards', como em Hearthstone, aqui eles estão dentro do combate, e são cartas do baralho.

Divulgação/Riot Games
Imagem: Divulgação/Riot Games

Poderosos, ainda recebem níveis. Todo card do tipo Campeão pode executar tarefas no campo e evoluir para uma versão ainda mais potente, que pode desequilibrar a partida. O "tank" Braum, por exemplo, sobe de nível depois de sobreviver a 10 pontos de dano ao longo de uma partida.

Além de ser um "fan service" de primeira, por combinar seus heróis favoritos em um único deck, isso deixa o jogo sempre bem tenso devido à chance de um campeão virar a partida que parece ganha ou perdida, como no League of Legends.

Para balancear o jogo, há um limite de Campeões por deck: apenas seis entre quarenta cards possíveis. Cada deck só pode ter cards de, no máximo, duas regiões diferentes, o que ajuda a deixar o jogo equilibrado e sem decks quebrados.

via Gfycat

O mais legal do jogo, que realmente me prendeu, foi seu sistema de turnos. Diferente de Hearthstone, em que você faz o seu turno e apenas assiste ao adversário, aqui dá para interferir na batalha. Um ataca e outro defende ao mesmo tempo. Se você invocar um card no seu turno de ataque, o inimigo terá um mini-turno para invocar um card para ele, por exemplo.

É possível criar uma série de palavras-chaves para os cards. Há regiões focadas em atacar mais de uma vez, outras que puxam os inimigos no ataque, evitando que eles escolham quem vai bloquear. É um grande leque de possibilidades que, junto com os Campeões, gera uma infinidade de decks possíveis e divertidos de jogar.

Reprodução
Imagem: Reprodução

Com centenas de cards já disponíveis e um gameplay tão divertido, Legends of Runeterra deve acumular milhares de jogadores muito rápido e disputar a dianteira do gênero de igual para igual com os gigantes.

Legends of Runeterra é um pacote completo para quem busca um cardgame diferente, é fã de League of Legends e gosta de ser recompensado pela dedicação ao jogo

Um ótimo sistema de recompensas

Artifact, cardgame da Valve baseado no Dota 2, tinha um gameplay bem interessante, mas acabou sucumbindo pois cobrava não só pelo acesso ao jogo, mas também para conseguir cards. Legends of Runeterra é Free to Play, e ainda oferece um dos sistemas de recompensa mais legais que já vi.

Reprodução
Imagem: Reprodução

O jogo é tão recompensador, que parece que eu nunca paro de ganhar algo por continuar jogando. Há missões diárias, que te pedem para jogar cards de algum tipo ou vencer um número de partidas, mas o legal mesmo são as linhas de recompensas por região.

Você escolhe uma região inicial e, a cada partida, ganha uma quantidade de experiência. Se vencer partidas, a experiência é ainda melhor. Esses pontos de XP vão para uma linha (como passes de temporada), com conquistas que liberam diversas recompensas. Após a linha de iniciante, você pode escolher qual a região, o que ajuda a conseguir os cards que procura.

Reprodução
Imagem: Reprodução

São sete regiões no total, cada uma com a sua linha para ser completada. Eu ainda não fiz todas e não sei como o jogo se comporta depois disso, mas até agora tem sido uma experiência recompensadora e prazerosa continuar jogando o Legends of Runeterra.

Para fechar todo o conteúdo e ampliar as recompensas, existe o modo Expedições, parecido com a Arena do Hearthstone. Você monta seu deck no decorrer da jornada com cards que o jogo fornece aleatoriamente e enfrenta outros jogadores para conseguir sete vitórias, quanto mais ganhar, maior a recompensa.

Em resumo, Legends of Runeterra é um pacote completo para quem busca um cardgame diferente, é fã de League of Legends e gosta de ser recompensado pela dedicação ao jogo. Se você se enquadra em algum lugar dessa lista, corra para jogar!

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: http://vm.tiktok.com/Rqwe2g/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol