PUBLICIDADE

Topo

Nem o novo XCOM tira a confiança dos criadores de Gears Tactics

Gears Tactics e XCOM Chimera Squad serão lançados em abril - Reprodução
Gears Tactics e XCOM Chimera Squad serão lançados em abril Imagem: Reprodução

Bruno Izidro

Do START, em São Paulo

27/04/2020 04h00

Todos nós fomos pegos de surpresa com o recente anúncio de XCOM: Chimera Squad, novo jogo da famosa série de combate tático, que surgiu do nada e já foi lançado em 24 de abril, apenas quatro dias antes de outro grande lançamento no gênero: Gears Tactics.

Será que os responsáveis por essa aposta de Gears ficaram preocupados com a notícia? Pelo jeito, não. Em entrevista ao START, o diretor de design da The Coalition, Tyler Bielman, e o diretor criativo da Splash Damage, Steve Venezia, se mostraram bastante confiantes com o jogo que desenvolveram, e eles têm bons motivos para isso.

O lançamento de XCOM: Enemy Unknown, em 2012, popularizou o gênero de combate tático por turnos, o que influenciou até jogos do Mario. Gears Tactics, no primeiro momento, poderia ser mais um jogo que quer aproveitar a onda dos jogos desse estilo. Se fosse o caso, o anúncio de XCOM Chimera Squad significaria o fim de qualquer chance de sucesso.

Contrariando essa lógica, os desenvolvedores da The Coalition e Splash Damage passam até uma certa animação pelo fato de o jogo que é referência no gênero ser lançado tão perto assim de Gears Tactics, apesar de não citarem diretamente o novo XCOM.

"É um ótimo período para fãs de estratégia e nós somos fãs do gênero, particularmente em como ele continua a evoluir e incentiva a criatividade dos desenvolvedores", disse Steve Venezia, da Splash Damage.

Tática eficaz

Gears Tactics está sendo desenvolvido desde 2016 pela Splash Damage, estúdio que já tem um histórico com a franquia ao ajudar no desenvolvimento do multiplayer de Gears of War 4 e Gears 5, com a The Coalition supervisionando o projeto.

Se pararmos para pensar, um jogo tático no universo de Gears faz sentido, já que certos elementos se encaixam no gênero de XCOM, mais do que Mario + Rabbids, por exemplo. Seja pela série da Microsoft ter soldados como personagens principais, sistema de cobertura ou lutas contra criaturas em arenas.

Foram justamente essas características que fizeram o time da Splash Damage perceber o potencial em Gears Tactics:

"Muito do que faz Gears ser Gears pode ser trazido facilmente para o espaço tático", disse Steve.

Ficamos bem felizes em como conseguimos traduzir as mecânicas de Gears de uma forma que mostra um novo olhar e mais único para o gênero
Steve Venezia, desenvolvedor de Gears Tactics

Gears Tactics Brumak - Divulgação/Microsoft - Divulgação/Microsoft
Imagem: Divulgação/Microsoft

Mas qual abordagem é essa que traz tanta confiança assim? Na nossa prévia de Gears Tactics, já podemos notar como o game possui alguns elementos próprios que o destacam.

Segundo Tyler, da The Coalition, o diferencial de Gears Tactics para um XCOM está em três aspectos: Gameplay aberto, narrativa cinematográfica e profundidade na personalização. Vamos deixar ele mesmo falar dessas características.

1 - Gameplay aberto

Gears Tactics chefe - Divulgação/Microsoft - Divulgação/Microsoft
Lutas contra chefes gigantes são um diferencial de Gears Tactics
Imagem: Divulgação/Microsoft

Tyler: O fato de nosso jogo não operar em um campo de movimentação em grid deixa ele mais fluido, porque cada unidade tem três ações em cada turno, que pode ser usado em qualquer combinação de movimento, atirar ou uso de habilidades. Nosso jogo não é limitado a um movimento e uma ação de tiro por turno, e o sistema de execução cria um grande senso de ímpeto ao jogo, por dar vantagens aos outros membros do grupo quando feito. Tudo isso junto cria uma experiência de ritmo mais rápido e com foco na ofensividade.

Nosso jogo não é limitado a um movimento e uma ação de tiro por turno
Tyler Bielman, diretor de design na The Coalition

2 - Narrativa cinematográfica

Gears Tactics Gabe - Divulgação/Microsoft - Divulgação/Microsoft
Gabe Diaz é pai de Kate Diaz, protagonista de Gears 5
Imagem: Divulgação/Microsoft

Tyler: o jogo vai dar vida à história de Gabriel "Gabe" Diaz e o esquadrão dele na caça por Ukkon. Nós estabelecemos uma história emotiva e pessoal como nenhuma outra vista em um jogo tático. Fizemos isso por meio de cutscenes em tempo real para que todas as escolhas de personalização nos heróis sejam mostradas. Nós também tivemos um trabalho incrível com atores que deram vida aos personagens de Gears Tactics. São aspectos que atendem às expectativas dos jogos anteriores de Gears of War.

3 - Personalização profunda

Tyler: Temos um metagame profundo que permite aos jogadores criar o tipo de unidade que se encaixa no estilo de cada um. Existem cinco classes com mais de 30 habilidades cada. Cada classe também tem uma arma própria, com cinco espaços de modificação que podem ser usados para melhorar os status ou mesmo as habilidades. Cada soldado tem três espaços para modificação (cabeça, torso e pernas), cada uma pode ser equipada com peças de armadura independentes que melhoram as habilidades. Esses equipamentos são adquiridos em missões, concluindo objetivos secundários e pegando caixas de equipamento pelo mapa. É importante notar que não existem microtransações ou custo adicional ao jogador. Tudo é conquistado por jogar. Por último, as opções de aparência permitem pintar cada arma e armadura e ainda adicionar tons cromados.

Gears Tactics personagens - Divulgação/Microsoft - Divulgação/Microsoft
Unidades de heróis são especiais no game
Imagem: Divulgação/Microsoft

Abril tático

Gears Tactics começou com a ideia de expandir a marca e atrair um novo público, e o esforço dos desenvolvedores parece trazer características que realmente o destacam como um bom jogo de estratégia. Além, é claro, de ter a força da franquia Gears of War, que desde 2006 cultiva seus fãs.

Do outro lado desse mapa tático, um novo XCOM sempre deixa os fãs animados, e Chimera Squad também já mostrou jogabilidades diferentes e inovadoras, misturando até RPG, mostrando que vai ser mais que um XCOM 2.5.

O final de abril vai ser bem interessante com esses dois grandes lançamento saindo com menos de uma semana de diferença. Quem ganha? Com certeza somos nós, que curtimos bons jogos de combate por turnos.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: http://vm.tiktok.com/Rqwe2g/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol