PUBLICIDADE

Topo

Jogamos


The Longing: um game que demora 400 dias para acabar

The Longing é um "idle game" que se passa em tempo real e dura até 400 dias - Divulgação
The Longing é um "idle game" que se passa em tempo real e dura até 400 dias Imagem: Divulgação

Makson Lima

Colaboração para o START

20/03/2020 12h00

Como anda sua paciência hoje? E se eu disser que existe um jogo bastante único, que pede 400 dias reais de vida para ser concluído? Essa é a proposta de The Longing, novo projeto do estúdio alemão Seufz, lançado em março para PC (Steam).

Você controla uma sombra e, assim que começa a jornada, o contador se inicia. Não é preciso ter pressa, pois o tempo é uma mecânica de jogo primordial. Os dias, horas, minutos e segundos se passam dentro do jogo independentemente de quanto tempo você joga. Ficar dias sem abrir o game só tornara o protagonista ainda mais sozinho e deprimido.

O servo solitário

"Fundo, fundo, abaixo da terra
Lá existe o reino de um velho rei
..."

The Longing pega emprestado de uma lenda. Na cordilheira alemã de Kyffhäuser (algo como "pico" e "casa", localizada na fronteira entre os estados de Thuringia e Saxony-Anhalt, a sudoeste das montanhas Harz (obrigado, Wikipédia!), existe a lenda do "Rei Adormecido da Montanha".

Cruzadas, afogamento e muitos séculos passados nos distanciam da verdade, mas a crendice popular foi traduzida em The Longing. O jogo dispara com a mensagem do rei a seu fiel servo, uma sombra esquálida. O rei precisa renovar seus poderes e, para isso, precisa descansar por... 400 dias.

O rei da montanha precisa descansar - Divulgação
O rei da montanha precisa descansar
Imagem: Divulgação

The Longing se autoproclama um "idle adventure", ou seja, mistura de "idle" (os famosos "games de esperar"), com "adventura" (os lendários "apontar e clicar"). A Sombra é lenta, quase parando: perambular pelos longos corredores e enorme galerias consome todo o tempo do mundo. Ou você pode passar semanas em seu quarto, lendo (graças ao Project Gutenberg de eBooks grátis).

Existem muitos livros para serem encontrados reino afora, mas o quintessencial romance de Herman Melville, Moby Dick, está na prateleira logo de cara. E na íntegra. E em inglês —The Longing está traduzido para nosso idioma, mas os livros ficaram de fora.

Clássicos da literatura para "passar o tempo": Moby Dick, Assim Falou Zaratustra e outros - Divulgação
Clássicos da literatura para "passar o tempo": Moby Dick, Assim Falou Zaratustra e outros
Imagem: Divulgação

Escadarias sem fim, comentários mórbidos acerca da vida, da morte, do sangue e da existência. Nesses dez dias (de quatrocentos) que passei com a Sombra, acompanhei monólogos profundos. Seriam indiretas? Estaria o ser das trevas falando comigo ou simplesmente pensando alto? Tais dúvidas têm assombrado meus sonhos.

Quanto tempo a aranha demora para tecer sua teia, servindo de plataforma para novas áreas do reino? Em quanto tempo os cogumelos irão crescer? Apesar das recomendações do rei, o que há lá fora? Ou eu simplesmente me encolho num canto e espero o tempo passar, ainda mais em tempos de coronavírus e uma possível quarentena?

Como lidar com a depressão da sombra? - Divulgação
Como lidar com a depressão da sombra?
Imagem: Divulgação

Tipo Tamagotchi?

Uma, duas ou várias pedras de carvão no caminho? Talvez aqueça nosso quarto. Mas uma sombra tem necessidades fisiológicas? Apesar de servir como inspiração, The Longing não precisa necessariamente ser tratado (ou jogado) como um Tamagotchi, apesar de algumas situações.

Experimentei me ausentar do reino sombrio por alguns dias e fui recebido com uma mensagem de partir o coração: "Nunca me senti tão só". A Sombra, portanto, tem sentimentos, é capaz de sentir. Apesar de abrir mão da rotina básica, de se alimentar, se hidratar, dormir, crescer, envelhecer e morrer, há ali um ser pensante.

Decepções são acumuladas no processo e de forma um tanto literal. Colocar a Sombra para ler "Assim Falou Zaratustra" certamente afetará a sua forma de pensar. Nem mesmo tal criatura passa incólume a Nietzsche.

Não estou sabendo lidar com The Longing, que tem me acompanhado, tal qual uma sombra, por onde vou. Outros jogos passaram a projetar tal silhueta sobre mim, a ponto de eu precisar voltar ao reino dentro da montanha dia sim, dia não. Ou então todo dia, ao menos alguns minutos. "Eu realmente gostaria de conversar com alguém. Qualquer pessoa" lê-se na descrição da conquista "Face". Pesado.

Talvez eu volte aqui e compartilhe mais um relato daqui 388 dias?

Lançamento: 05/03/2020
Plataformas: PC
Preço sugerido: R$ 28,99
Classificação indicativa: 14 (Violência, Medo)
Desenvolvimento: Studio Seufz
Publicação: Application Systems Heidelberg
Jogue também: Fran Bow, Gemini Rue, The Last Door, Disco Elysium

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: http://vm.tiktok.com/Rqwe2g/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol

Jogamos