PUBLICIDADE

Topo

Curiosidades


10 games indies que você não pode perder em 2020

Makson Lima

20/12/2019 04h00

Enquanto muita gente debate os melhores e mais importantes jogos de videogame da década (e deixam de fora o ano de 2020 - calma lá, não existe ano zero!), resolvemos olhar para os próximos doze meses e selecionar dez dos indies mais promissores.

E é tanta coisa maravilhosa a caminho, que foi complicado escolher apenas dez. A história nos conta como fim de geração costuma ser rico em lançamentos grandes, mas há tempos que os indies despontam em originalidade e significado, sem qualquer relação com os consoles em voga e com quanto tempo falta para a próxima geração chegar. Trate de colocar esses aqui na sua lista de desejos!

SPIRITFARER

Desenvolvedora: Thunder Lotus Games
Plataformas: PC, Switch, PS4, Xbox One

A desenvolvedora de Montreal, Thunder Lotus Games, criou uma fama para si: arte desenhada a mão, remetendo as animações do começo do século passado. Além de combate frenético, como visto em "Jotun" e (especialmente) "Sundered". A nova obra dos caras, "Spiritfares", vai seguir outros caminhos: nosso papel é guiar espíritos para o além. Vai rolar uma espécie de gerenciamento de almas nessa embarcação do pós-vida, mas com clima leve e amigável. Parece ótimo e novo - aprender a dizer adeus é sempre difícil.

UNSIGHTED

Desenvolvedora: Studio Pixel Punk
Plataformas: PC

Durante o Firmeza Fest, tivemos a oportunidade de conversar com as criadoras do cyberpunk em pixel art "Unsighted", além de jogá-lo também, claro. O combate rápido e a ambientação no melhor estilo "high tech, low life", repleto de elementos de RPG e construção minuciosa de mapas, vai pegar pesado quem curtiu "Hyper Light Drifter". Nesse mundo futurista, androides lutam desesperadamente por anima, sua energia vital, inclusive você.

SONG OF HORROR

Desenvolvedora: Protocol Games
Plataformas: PC, Xbox One e PS4

O formato episódico segue firme em algumas produções indies e o terror conversa bem com a ideia. "Song of Horror" foi uma das maiores surpresas do ano passado, por reformular a maneira que assusta o jogador e incorpora suas ameaças, com gráficos impressionantes, uma história instigante e vários personagens controláveis. Os dois últimos episódios, de um total de 5, serão lançados em janeiro e março, daí sim receberemos o jogo completo também nos consoles. Quem é fã do gênero, precisa jogar esse aqui.

ORI AND THE WILL OF THE WISPS

Desenvolvedora: Moon Studios
Plataformas: Xbox One, PC

A antecipação pelo novo Ori vem de longa data e "Will of the Wisps" promete ser ainda mais desafiador que seu antecessor. Anunciado na E3 de 2017, o jogo está prometido para 11 de março e com muitas novidades, como as capacidades de luta do animalzinho Ori, portando agora uma espada de luz, além de arco, flecha e lanças de arremesso, além de diversas outras habilidades, tipo cavar túneis no solo. Sem dúvida, um dos grandes lançamentos de 2020.

CARRION

Desenvolvedora: Phobia Game Studios
Plataformas: Xbox One, PC

Horror reverso é a melhor forma de descrever o grotesco e purulento "Carrion". Como um experimento em fuga, é preciso assimilar (e por isso entenda, devorar) tudo aquilo que encontrarmos pelo caminho - de equipamentos de laboratório a cientistas desesperados. "Carrion" nos será agraciado pela sempre pontual e horrenda Devolver Digital, e é cria de um único desenvolvedor, o polonês Sebastian Kroskiewicz, o mesmo de "Butcher".

HAVEN

Desenvolvedora: The Game Bakers
Plataformas: PC, Switch, Xbox One, PS4

"Furi" foi inesquecível. Tanto que quando a desenvolvedora francesa The Game Bakers anunciou seu novo projeto, "Haven", já entrou na lista de mais esperados por consequência. Um RPG (que pode ser jogado cooperativamente) sobre amor, liberdade e um planeta perdido. Se for tão único quanto foi "Furi", é fácil antecipar "Haven" como um dos mais promissores de 2020.

SABLE

Desenvolvedora: Shedworks
Plataformas: Xbox One, PC, PS4

O deserto aberto de "Sable" remete imediatamente a arte vanguardista de Moebius - é um mundo tão alienígena para quem joga, quanto para nosso protagonista. Arquiteturas ancestrais, naves caídas da galáxia e ruínas estão esperando para serem exploradas, numa aventura pessoa e mística. Aprender sobre novas culturas e civilizações (ainda mais de outros planetas), nunca é demais.

AREIA: PATHWAY TO DAWN

Desenvolvedora: Gilp
Plataformas: PC

Bastam alguns minutos em "Areia: Pathway to Dawn", para sermos teleportados para um deserto lindo e misterioso. Pensar em "Journey" não é à toa, mas quando começamos a construir nossos próprios caminhos de grãos de areia, algo novo surge, fora toda inspiração hindu. O jogo vem diretamente de Minas Gerais e mostra como o desenvolvimento de jogos em nosso país é bastante promissor.

THE PATHLESS

Desenvolvedora: Giant Squid
Plataformas: PS4, PC

Hunter é uma mestre em arquearia, ou seja, suas habilidades com o arco e flecha são ímpares. Além disso, ela contará com a ajuda de sua fiel águia para combater uma maldição que assola seu mundo. "The Pathless" é o novo jogo dos criadores de Abzû e a calmaria daqueles mares foi substituída por uma jornada muito mais perigosa, cheia de batalhas e até quebra-cabeças.

WEIRD WEST

Desenvolvedora: WolfEye Studios
Plataformas: PC

O recém-anunciado estúdio WolfEye é composto por veteranos da indústria, mais precisamente das franquias "Dishonored" e "Prey", e seu título de estreia (com selo Devolver Digital de qualidade) é um bangue-bangue tão bizarro quanto o nome sugere. "Weird West" não vai deixar de lado as raízes de "immersive sim" pelas quais seus criadores são conhecidos, mas agora num mundo de foras da lei, numa terra de ninguém.

Curiosidades