Topo

eSport


Corinthians é campeão mundial de Free Fire com virada histórica

Bruno Izidro

Do START, no Rio de Janeiro*

16/11/2019 17h26

Foi como um gol de virada aos 49 minutos do segundo tempo. O Corinthians conquistou o Mundial de Free Fire neste sábado (16), no Rio de Janeiro, uma semana depois de levar para casa o título brasileiro.

Com o resultado, o time brasileiro levou US$ 200 mil e marcou seu nome na história mesmo tendo uma curta trajetória. O clube de futebol entrou nessa em 2019 a partir de uma parceria com a Immortals Gaming, contratando os jogadores que atuavam pela Bando de Loucos (BDL).

O Timão começou bem a disputa no dia de hoje, mas depois ficou para trás e viu os europeus da Sbornaya CHR assumirem a liderança. Na última partida, o Corinthians precisava de pontos e muita combinação de resultados. Deu certo: os europeus foram eliminados cedo, o time brasileiro somou eliminações e finalizou com o "Booyah!", assumindo a liderança na soma final.

Time do Corinthians de Free Fire comemora a vitória na rodada decisiva  - Divulgação/Garena
Time do Corinthians de Free Fire comemora a vitória na rodada decisiva
Imagem: Divulgação/Garena

A tabela abaixo mostra como estava a classificação antes da "oitava queda", a rodada decisiva da final.

A Free Fire World Series reuniu no Rio de Janeiro os 12 melhores times do mundo, incluindo representantes da Índia, Tailândia e Oriente Médio, onde o jogo é bastante popular. No total estavam em disputa US$ 400 mil em premiação. A LOUD, vice-campeã brasileira, também estava na final de hoje, mas ficou pelo meio da tabela, sem chances de lutar pelo título.

Mano Brown, Alok e Jottapê

DJ Alok durante abertura do Mundial de Free Fire - Divulgação/Garena
DJ Alok durante abertura do Mundial de Free Fire
Imagem: Divulgação/Garena

A festa na decisão do Mundial de Free Fire foi grande desde o começo. O palco da Arena Carioca teve apresentações do DJ Alok, MC Jottapê e até Mano Brown na cerimônia de abertura. O evento, apesar de não estar lotado, mostrou uma torcida apaixonada.

A cerimônia começou com o DJ Alok, que recentemente virou personagem em Free Fire. No centro do palco, ele fez a trilha sonora para apresentar as 12 equipes. A vibração da torcida, como era de se esperar, foi maior para os times brasileiros, Corinthians e LOUD.

Na sequência MC Jottapê, protagonista da série Sintonia, cantou uma música inspirada no battle-royale da Garena, com uma letra que faz piada com os "Zé Guaritinhas": jogadores que preferem ficar escondidos em torres ou guaritas, uma versão moderna dos "campers".

Ei, camper! Zé Guaritinha, vou lançar uma granada e te explodir nessa casinha
Trecho da música de MC Jottapê com Free Fire

No meio da apresentação, sirenes tocaram, e Mano Brown subiu ao palco, vestido com uma skin do jogo, trazendo um rap mais pesado e falando da união do time.

Mano Brown e MC Jottapê na abertura do mundial de Free Fire - Divulgação/Garena
Mano Brown e MC Jottapê na abertura do mundial de Free Fire
Imagem: Divulgação/Garena

*O jornalista viajou a convite da Garena.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: http://vm.tiktok.com/Rqwe2g/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol

eSport