Topo

Curiosidades


Bonecas, ursinhos e palhaços: os brinquedos "malditos" dos games

Reprodução
Imagem: Reprodução

Makson Lima

Colaboração para o START

23/08/2019 04h00

Aproveitando que a repaginação do brinquedo mais assassino dos cinemas, Chucky, já está entre nós, resolvemos fazer uma visita aos bonecos do mal do universo dos games.

Na nossa lista entram diversos tipos de ameaças traumatizantes: de coelhinho rosa até marionetes amaldiçoadas. Apesar de o eterno Good Guy Chucky nunca ter sido tratado de forma respeitosa nos videogames (com exceção do já clássico "Terrordrome"), temos representações de peso.

Robbie - Silent Hill 3

Reprodução
Imagem: Reprodução

Não bastasse o pesadelo de Heather em si, numa versão já alterada do lúgubre Lakeside Amusement Park e com todo tipo de aberração em seu encalço, ainda surge aquele horroroso coelhinho rosa ensanguentado para abrilhantar o cenário. Robbie não só é a mascote do parque de diversões, como também se tornou um queridinho dos fãs de "Silent Hill". Não à toa, sua presença em "Silent Hill 4: The Room" marca um dos momentos mais "Janela Indiscreta" do jogo.

Akane e Azami - Fatal Frame 2: Crimson Butterfly

Reprodução
Imagem: Reprodução

Nada como a bênção (ou maldição?) trazida pelo nascimento de gêmeos. O "crimson butterfly" do título remete ao infanticídio profano advindo do nascimento. "Fatal Frame" lida com temas pesados e sua iteração mais popular também comporta as entidades sobrenaturais mais amedrontadoras. Vítimas do Crimson Sacrifice Ritual, Akane e Azami Kiryu tornaram-se espíritos vingativos. Azami por ter sido morta e Akane pelo tremendo sentimento de culpa. Numa tentativa de redenção pelo consentimento ao ritual, o pai das meninas, Yoshitatsu, criou uma boneca de Azami. O resto dessa história só a Camera Obscura é capaz de testemunhar.

Killer Doll - Castlevania: Symphony of the Night

Reprodução
Imagem: Reprodução

O Castelo do Drácula em "Castlevania: Symphony of the Night" é palco para uma infinidade de seres abissais, dos mais colossais aos mais aparentemente inofensivos. Mas não subestime os títeres possuídos! Killer Dolls sobrevoavam galerias de arte e atacam ferozmente quem ousasse adentrar seus domínios. Claro, Alucard lida com tal ameaça com a pata de lobo nas costas, mas ainda assim, são inimigos dignos de menção, especialmente por atormentarem diversos outros protagonistas da franquia, como Soma Cruz e Nathan Graves. Vale a menção honrosa para o criador das bonecas malignas, o Puppet Master de "Dawn of Sorrow".

Urso de pelúcia possuído - Splatterhouse 3

Reprodução
Imagem: Reprodução

A franquia "Splatterhouse" é uma das mais antigas quando o assunto é terror trash, B, com muito sangue, tripas e todo tipo de monstro possível e i(ni)maginável. A terceira parte levou a pancadaria de Rick e sua máscara do terror para profundidades de beat'em up clássico, tipo "Final Fight" mesmo. E maldito seja aquele urso de pelúcia, chefão da terceira fase. Como se não bastasse socar o brinquedo possuído, fica ainda pior quando o demônio que o habita resolve dar o ar de sua graça. Numa franquia repleta de momentos marcantes para os fãs de terror (com exceção da reimaginação horrorosa no "Splatterhouse" de 2010), esse confronto segue como um dos nossos preferidos.

Freddy Fazbear - Five Nights at Freddy's

Divulgação
Imagem: Divulgação

Scott Cawthon é um grande sujeito. Criou, sozinho, uma das mais rentáveis e populares franquias do terror dos últimos anos. De 2014 para cá, foram nove lançamentos, e muito, mas muito conteúdo multimídia. A quantidade de produtos existentes no universo de "Five Nights at Freddy's" é algo surreal. E um filme está a caminho, pelas mãos de ninguém menos que Jason Blum. O urso animatrônico Freddy, assim como seus comparsas, Bonnie, Chica e Fox, estão irreversivelmente (pelo bem ou pelo mal) enraizados no imaginário popular. O tamanho de "Five Nights at Freddy's", a dimensão atingida e o alcance, é algo a ser estudado – quem sabe em uma tese de mestrado?

Mr. Tatters - Emily Wants to Play

Divulgação
Imagem: Divulgação

"Emily Wants to Play" é aquele tipo de jogo safado, sacana, feito para arrancar sustos fáceis e baratos de quem resolver jogar. A audiência foi tamanha, que uma continuação foi lançada não faz muito tempo. É a real definição do "hora errada, lugar errado" para nosso entregador de pizza e protagonista, prestes a mergulhar no mundo doentio da garotinha Emily e seus bonecos do mal. Mr. Tatters foi o escolhido porque sua risada ainda é capaz de causar calafrios. E porque não podia faltar um palhaço nesta listinha.

Daniella - Hauntiung Ground

Reprodução
Imagem: Reprodução

"Haunting Ground", um clássico do terror da era de ouro do gênero, nunca recebeu os louros devidos, assim como sua franquia originária, Clock Tower, do mestre Hifumi Kono. É difícil pontuar qual stalker mais maltrata a jovem e incauta Fiona, mas talvez seja a "boneca de massa" Daniella. Trata-se de um homúnculo, uma criação de alquimia, como se fosse um golem, só que da ciência. Daniella mantém uma relação masoquista com um dos habitantes do Castelo Belli, o nojento Riccardo, e, por mais apática e sem emoções que aparente ser, quer tomar para si a fertilidade de Fiona, nem que para isso precise matá-la.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: http://vm.tiktok.com/Rqwe2g/
Twitch: https://www.twitch.tv/start_uol

Mais Curiosidades