Topo

Radar


Medo e delírio em "Control", o novo sci-fi da Remedy

Jesse Faden é a protagonista de "Control", jogo de ficção-científica e ação sobrenatural da Remedy - Divulgação
Jesse Faden é a protagonista de "Control", jogo de ficção-científica e ação sobrenatural da Remedy Imagem: Divulgação

Makson Lima

Colaboração para o START

11/08/2019 04h00

"Control" foi anunciado na E3 2018 de forma bem mais contida que outros jogos da Remedy, como "Quantum Break" e "Alan Wake". A qualidade, no entanto, parece estar toda lá: trama pesada e com personagens marcantes, um third person shooter de alto nível e elementos próprios, como as capacidades sobrenaturais da protagonista, Jesse Faden.

Continuamos aguardando ansiosamente pela chegada do jogo no Xbox One, PS4 e PC, com lançamento em 27 de agosto (cópias físicas a partir de 30 de agosto no Brasil) e textos totalmente localizados para nosso idioma. Para apaziguar um pouco os ânimos, separamos os principais destaques do jogo.

Eu quero acreditar

A verdade está aí dentro - Divulgação
A verdade está aí dentro
Imagem: Divulgação

Apesar de se passar nos dias atuais, muito de "Control" está fortemente ligado a algo sobrenatural, bizarro. O "Federal Bureau of Control", cuja missão é "expandir os limites das capacidades humanas", parece ser alguma espécie de Arquivo X, só que levado muitíssimo a sério pelo governo. O centro de operações da agência fica no coração de Nova York, é conhecido como "The Oldest House" e parece que alguma espécie de força insólita acomete o lugar. O que, diabos, acontece ali?!

Jesse Faden

A sua realidade é apenas uma versão da verdade - Divulgação
A sua realidade é apenas uma versão da verdade
Imagem: Divulgação

O quanto de Dana Scully, de Arquivo X, existe em Jesse Faden? Não sei quanto a vocês, mas eu preciso tirar minhas próprias conclusões com relação a isso. Nossa protagonista, e que assume grandes responsabilidades de forma um tanto quanto precoce dentro da agência (ela se torna diretora diante das atrocidades que dão início aos eventos do jogo), parece bastante confiante de si e de seus poderes recém-adquiridos, apesar de não saber muito de seu passado. A agência pode mesmo ajudá-la?

Atividade paranormal

A força é poderosa em Jesse Faden - Divulgação
A força é poderosa em Jesse Faden
Imagem: Divulgação

Para uma agência direcionada a entender e explicar fenômenos paranormais, há muito de inexplicável dentro dos domínios do Federal Bureau of Control. As próprias capacidades sobre-humanas de Jesse - a mulher pode, literalmente, arrancar nacos de concreto do chão e arremessar contra seus inimigos - são misteriosas o suficiente. Aliás, muitos objetos dos cenários são passivos da "força" de Jesse, o que expande suas capacidades durante os embates.

Northlight

Os cenários são cheios de detalhes, o que fica ainda mais claro nas cenas de destruição - Divulgação
Os cenários são cheios de detalhes, o que fica ainda mais claro nas cenas de destruição
Imagem: Divulgação

A Remedy tem sua própria engine, Northlight, criada internamente e que foi utilizada de forma plena em "Control". Quem jogou "Quantum Break" sabe bem o que essa belezinha é capaz de fazer. A interação constante com os objetos do cenário e a realidade sci-fi absurda inserida, cheia de arestas perfeitas e ângulos de 90 graus, tornam-se ainda mais especiais por conta das capacidades da Northlight.

The Hiss

Mexer com o sobrenatural traz consequências - Divulgação
Mexer com o sobrenatural traz consequências
Imagem: Divulgação

Uma força hostil e súbita, "Hiss", parece ser o grande antagonista em "Control". Capaz de controlar formas orgânicas e inanimadas, suas origens e intenções são um completo enigma. Tudo que sabemos, de pronto, é o seguinte: Hiss invadiu a agência com força total e não é algo deste plano terrestre. Assumir o controle do caos imposto por Hiss está entre os objetivos de Jesse.

Plano astral

Será que ninguém vem trabalhar hoje? - Divulgação
Será que ninguém vem trabalhar hoje?
Imagem: Divulgação

Há mundos paralelos, outras realidades além da nossa. Em "Control", Jesse precisará explorar tais realidades paranormais para evitar que estas entrem em colapso. Visitar esses mundos tão absurdos quanto fantásticos será o grande momento do jogo, incluindo até elementos de plataforma, com pulos e investidas no ar. Há uma super-heroína adormecida dentro de Jesse?

Para ficar por dentro de mais notícias, gameplays insanos e também trocar uma ideia com o START, é só seguir a gente no Twitter e no Instagram!

Radar