PUBLICIDADE

Topo

Acredite: o controle do PS3 quase foi assim

Divulgação
Imagem: Divulgação

Claudio Prandoni

Do UOL, em São Paulo

12/07/2017 04h00

O início de vida do PlayStation 3 foi um período bem complicado para a Sony, cheio de polêmicas e dúvidas existenciais.

Não bastasse a imensa quantidade de dúbias demonstrações de jogos (incluindo o polêmico vídeo falso de "Killzone 2"), chamou a atenção de muita gente também o inusitado controle 'bumerangue' mostrado na E3 2005, quando o videogame foi revelado ao público.

De design pouco convencional, o joystick apresentava os mesmos botões já conhecidos do DualShock, mas pontas alongadas para oferecer uma suposta 'pegada' melhor.

Em 2007, em entrevista ao site GamesRadar, o designer do controle, o japonês Teiyu Goto, explicou o motivo para a mudança radical: "o presidente Kutaragi queria algo diferente para o controle".

"Para ser bem sincero, deixamos de lado a ergonomia em prol da ideia que queríamos passar com a imagem. A gente queria apresentar um modelo meio futurista no show, correndo o risco de receber críticas".

Foi o que acabou acontecendo mesmo: muitas pessoas criticaram o novo modelo, que foi logo apelidado de 'bumerangue', e a Sony pouco explicou sobre o design apresentado. Houve até quem saísse em defesa do 'bumerangue', argumentando que ele era mais ergonômico que o clássico DualShock - há GIFs na internet tentando explicar isso.

Porém, um ano depois, na E3 2006, tudo mudou. O bumerangue saiu de cena e fomos apresentados ao Sixaxis, um controle sem fio no formato do clássico DualShock, mas sem motores de vibração - por conta de disputas legais contra a empresa Immersion, a função só foi acrescentada no final de 2007, quando saiu o DualShock 3.

Veja um resumo de como foi a E3 2005

Start