PUBLICIDADE

Topo

Após vendas decepcionantes, "Call of Duty" deve "voltar às raízes"

Do UOL, em São Paulo

10/02/2017 09h04

Após vendas decepcionantes de "Call of Duty: Infinite Warfare", a Activision revelou que a franquia promete "voltar às raízes" em seu próximo jogo, que será lançado neste ano.

A empresa revelou seus planos por meio de uma conferência com investidores, com o COO Thomas Tippl declarando que "Infinite Warfare" vendeu "abaixo do esperado" e que a ambientação espacial do jogo não teve um bom apelo com o público.

Por isso, o próximo jogo da série, desenvolvido pela Sledgehammer Games (responsável por "Call of Duty: Advanced Warfare", que trazia o ator Kevin Spacey como vilão) terá um combate tradicional.

No fim do ano passado, a produtora publicou um Cartão de Natal temático de "Call of Duty" com uma Colt M1911, pistola usada pelas forças armadas americanas desde os tempos da Primeira Guerra Mundial, o que já indicava que a série deveria voltar a uma temática de guerras do passado.

A número de vendas abaixo do esperado de "Infinite Warfare" condiz com a declaração da EA de que "FIFA 17" foi o jogo para consoles mais vendido de 2016, superando o shooter. No Brasil, o jogo nem apareceu na lista dos 20 jogos mais vendidos do ano - ao contrário de seu predecessor, "Black Ops III".

Por enquanto, não há maiores detalhes sobre o próximo "Call of Duty"

Start