Conteúdo de Marca

produzido por

Mastercard Legends Showdown

Em ação global com a Riot Games, marca incentivou arrecadação de fundos para o combate à fome e ao coronavírus

oferecido por Selo Publieditorial

Mastercard, patrocinadora do CBLoL - Campeonato Brasileiro de League of Legends -, em parceria com a Riot Games, desenvolvedora do jogo, transmitiu para o público brasileiro, no último sábado (30), três horas de streaming da batalha entre os jogadores profissionais Gabriel "Kami" Bohm e Felipe "YoDa" Noronha, dois dos principais jogadores de LoL e rivais históricos no campeonato. O objetivo da transmissão foi arrecadar fundos para combater os efeitos da crise do novo coronavírus.

A faixa, que levou o nome de Mastercard Legends Showdown: Team Kami x Team YoDa, foi idealizada em parceria com a Riot Games, patrocinada pela marca, e única etapa veiculada em língua portuguesa ao longo das 48 horas do evento global Mid-Season Streamathon, ação solidária promovida pela Riot.

Na ação, a Mastercard expandiu sua conexão com o universo gamer em mais esta iniciativa da marca em nome do compromisso de colaborar com uma causa de grande importância social. Durante toda a transmissão, que começou às 21h de sexta-feira (29) e foi até meia-noite do domingo (31), os espectadores puderam fazer doações para o Fundo de Impacto Social da Riot Games. As doações serão repassadas para instituições comprometidas no combate à Covid-19. A transmissão brasileira integra uma iniciativa maior da Mastercard que, nesse momento, convida as pessoas a fazer parte e se juntar à marca. Entre outras coisas, Mastercard está doando 2 milhões de refeições para os afetados pela crise da Covid-19.

Por dentro de League of Legends

Lançado em outubro de 2009, League of Legends é um jogo de estratégia em que duas equipes de cinco poderosos Campeões se enfrentam para destruir a base uma da outra. É possível escolher entre mais de 140 Campeões para realizar jogadas épicas, assegurar abates e destruir torres conforme a luta progride rumo à vitória. O Nexus é o coração da base de uma equipe. É preciso destruir o Nexus inimigo primeiro para vencer a partida.

As equipes precisam avançar por pelo menos uma rota para chegar ao Nexus inimigo, encontrando em seu caminho estruturas defensivas chamadas de torres e inibidores. Cada rota tem três torres e um inibidor, e cada Nexus é protegido por duas torres. Entre as rotas, está a selva, onde ficam monstros neutros e plantas.

Os dois tipos de monstros mais importantes são o Barão Na'Shor e os dragões. Abater essas unidades concede efeitos exclusivos para uma equipe e pode mudar o destino da partida. Existem cinco posições que integram a composição de equipe recomendada para o jogo. Cada rota combina melhor com certos tipos de Campeões e funções.

A batalha

As expectativas eram elevadas para a showmatch entre Kami x YoDa. Kami, tido por muitos aficionados por LoL o melhor jogador brasileiro, duas vezes campeão do CBLoL - 2013 e 2015 - e integrante da equipe da paiN Gaming desde 2011 na posição do meio, estava há três anos fora do cenário competitivo.

YoDa também andava de fora das competições e voltou especialmente para a partida beneficente. Hoje, ele é um streamer na Twitch e empresário brasileiro. Como streamer, atualmente é o líder brasileiro de audiência e um dos cinco maiores do mundo, com uma média de 30 mil espectadores.

Kami e YoDa escalaram seus times de pro players e disputaram uma série melhor de três com direito a blind pick na partida final e escolha dupla de Katarina na última partida. O time de Kami contou com outros jogadores profissionais que atuam no campeonato brasileiro de LoL e streamers da comunidade de League of Legends: Leonardo "Robô" Souza, Thúlio "SirT" Carlos, Igor "DudsTheBoy" Lima e Gustavo "Baiano" Gomes. Mas YoDa não deixou por menos e convocou Matheus "Mylon" Borges, João Victor "Jovirone" Rodrigues, Luis Felipe "Absolut" Carvalho e Matheus "Professor" Leirião.

O Time Kami saiu na frente e venceu a primeira rodada. Já no segundo enfrentamento, deu empate. YoDa foi inicialmente campado, mas sua equipe salvou o jogo. Jovirone, com seu Lee Sin, travou lutas e pegou oponentes de surpresa, enquanto Absolut e Professor cresceram em aceleração ao late game, com Senna e Maokai.

Na decisão em blind pick, vieram fortes emoções. É que a escolha dupla de Katarina por Kami e YoDa remeteu à provocação feita por YoDa nas semifinais do primeiro split do CBLoL 2017 entre Red Canids x paiN, em que Kami aceitou escolher a Campeã e terminou sendo derrotado. Dessa vez, o duelo acabou por decidir, ao menos até uma próxima oportunidade, quem é a melhor Katarina do Brasil. Kami começou bem, mas YoDa abateu o adversário, para finalizar a partida e sagrar-se vencedor da showmatch histórica.

Após o jogo, ambos trocaram elogios. "Kami melhor mid. Boa sorte no competitivo irmão, é bem fácil ver a diferença na torcida da comunidade quando rolam uns duelos nostálgicos assim", tuitou YoDa. Kami respondeu cordialmente: "É... Só um de nós sabe jogar de Katarina, e não sou eu. Como faço pra contratar aulas?".

Priceless Masks: o desafio

Durante os breaks do Mastercard Legends Showdown, com o objetivo de estimular e conscientizar o público, foi lançado o desafio a três dos mais criativos cosplayers da comunidade LoL: "Se o seu campeão usasse máscara, como ela seria?". Lu Himura (@luhimura) ensinou a fazer a máscara ideal para Kai'Sa, Mauricio "Slovakia" (@houseofslovakia) mostrou sua versão da nova arma protetiva da Campeã Lissandra, e Leon Martins (@leonmarttins) inovou com seu acessório criado para Draven.

Neste link, é possível baixar os moldes com o passo a passo que ensina a fazer máscaras para você se proteger, proteger sua família e toda a sociedade.

Como marca, Mastercard tem o propósito de impactar a sociedade de maneira positiva, além de ajudar o consumidor a lidar com este período de isolamento da melhor forma, oferecendo possibilidades para que o tempo em casa seja significativo. A parceria com a Riot foi capaz de unir os nossos objetivos em prol da comunidade, além de somar esforços na luta contra a Covid-19.

Sarah Buchwitz, Vice-presidente de marketing e comunicação da Mastercard Brasil e Cone Sul

Combatendo a Covid-19

Em tempos de pandemia, Mastercard vem atuando de modo efetivo para minimizar os impactos negativos da Covid-19 nos âmbitos social e da saúde, buscando despertar a consciência coletiva por meio de uma série de iniciativas.

Um dos desdobramentos foi a decisão de promover a transmissão da showmatch de LoL.

Acreditamos no poder e na solidariedade da comunidade de League of Legends e, durante o streaming, espectadores de todo o mundo se mobilizaram e puderam fazer parte das doações e contribuir com quem mais precisa nesse momento para começar o que não tem preço.

Sarah Buchwitz, Vice-presidente de marketing e comunicação da Mastercard Brasil e Cone Sul

Mastercard já está fazendo sua parte e doará 2 milhões de refeições a pessoas impactadas pela crise em razão da pandemia com o objetivo de combater a fome. E convida a todos a fazerem o mesmo: os clientes Mastercard podem realizar doações em dinheiro por meio da plataforma lançada pela marca, em parceria com a Ação da Cidadania.

Topo