PUBLICIDADE

Topo

GGWP

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Com futebol, eSports e variedades, Casimiro vira a maior revelação do ano

Casimiro em ação na sua live - Reprodução/Twitter
Casimiro em ação na sua live Imagem: Reprodução/Twitter
Conteúdo exclusivo para assinantes
Leo Bianchi

Leo Bianchi é jornalista, já foi repórter e apresentador do Globo Esporte. É apaixonado por competição e já cobriu Copa do Mundo, Fórmula 1, UFC e mundiais de CS:GO, R6, FIFA, Just Dance e Free Fire. Também é youtuber e pro-player frustrado. No GGWP você encontra análise dos cenários competitivos no Brasil e no mundo, além dos bastidores do universo envolvendo times, jogadores e novidades em geral.

Colunista do UOL

03/09/2021 10h36

A maior revelação entre os streamers brasileiros neste ano não vem do Free Fire, do League of Legends ou do GTA - jogos que tradicionalmente bombam na Twitch. É o Casimiro, que mistura suas participações no canal Esporte Interativo com lives sobre futebol e games e vídeos extremamente engraçados reagindo a assuntos aleatórios. É uma verdadeira salada, que atingiu em cheio tanto o público jovem quanto o adulto, ajudando a transofrmá-lo num ícone da comunicação.

Com o bordão "Meteu essa?", Casimiro é exemplo de como é possível criar suas próprias regras, agrupando assuntos que, em teoria, não conversam entre si. A fórmula, porém, é difícil de ser igualada: nem todo mundo tem o carisma que ele tem. Ele se tornou gigantesco simplesmente sendo quem ele é, sabendo dialogar com o público e valorizando ao máximo o bom humor. A stream se torna uma companhia, um momento de descontração e alegria.

Como se não bastasse, Casimiro ainda demonstra consciência da importância do seu papel como comunicador. Recentemente, por exemplo, estimulou seu público a se vacinar contra o COVID-19 - algo que muita gente gigante do meio audiovisual se mostrou incapaz. Quem dera todos os streamers e comunicadores em geral tivessem tamanho engajamento (em vez de só exigir engajamento).

A relação de Casimiro com o futebol tradicional também é bastante emblemática. Ele é mais um indício de que tanto o esporte tradicional quanto os eSports têm muito a aprender um com o outro. Essa relação está ficando mais íntima e estimulando uma nova cultura de produção de conteúdo e comunicação com os fãs.

Vide o Corinthians fazendo sua live de aniversário de 111 anos na Twitch, no YouTube e em diversas outras redes sociais. O evento provou que, cada vez mais, formas tradicionais de fazer anúncios importantes, como em textos ou materiais mais "engessados", estão dando espaço para elementos já consagrados nos eSports.

O próprio Meu Timão, veículo especializado no clube, é um dos poucos meios de comunicação que já entenderam como as lives podem ser eficientes e como as plataformas de streaming são essenciais para a fluidez das notícias esportivas. Fulano tem chance de ser contratado? Basta abrir a stream e conversar com o público. Tudo o que o torcedor mais quer é ter com quem falar sobre o assunto imediatamente. Algo que os games já ensinam na internet há muito tempo.

É necessário quebrar cada vez mais os paradigmas de uma comunicação retrógrada e ter em mente que os esportes eletrônicos têm muito a ensinar às modalidades tradicionais no que diz respeito ao feedback imediato do público. Absorver o que cada lado tem de melhor é o caminho para um produto final cada vez melhor e melhor acabado.

SIGA O START NAS REDES SOCIAIS

Twitter: https://twitter.com/start_uol
Instagram: https://www.instagram.com/start_uol/
Facebook: https://www.facebook.com/startuol/
TikTok: https://www.tiktok.com/@start_uol?
Twitch: https://www.twitch.tv/startuol

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL