Conteúdo de marca

Mauricio, 85: 'Nunca me senti infeliz'

Guilherme Machado

De Splash, em São Paulo

Esqueci de tudo da minha vida.

Mauricio de Sousa se diverte com a passagem do tempo e decidiu, enfim, autorizar um filme sobre sua história, que será dirigido por Pedro Vasconcelos. Ele comemora hoje 85 anos e diz que está pronto para revisitar sua história: "Nunca me senti infeliz na vida".

Continua depois da publicidade

Mas nem tudo foi fácil...

Nos anos 1950, começou a procurar emprego como desenhista e bateu na porta da Folha de S.Paulo.

O diretor de arte me falou: 'Menino, faz outra coisa da vida. Desenho não dá dinheiro, não dá futuro. Tchau e até logo'. Em 15 segundos senti o chão sumir.

Depois de um tempo, surgiu uma vaga de repórter policial. Apesar de não suportar ver sangue, Mauricio foi instigado pela imagem romântica que tinha de jornalistas policiais americanos, que, usando capa e chapéu, protegiam os oprimidos.

Ele levou bem a sério o trabalho...

Mauricio de Sousa quando trabalhava como repórter - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Com o jornalismo, Mauricio aprimorou seu método de contar histórias e foi fazendo contatos com pessoal do jornal —inclusive ilustrando algumas de suas próprias reportagens. Quando chegou a hora, apresentou seus desenhos mais uma vez. E a resposta, desta vez, foi mais animadora: aprovado!

A primeira tirinha foi de um certo cãozinho...

Tirinha do Bidu - Divulgação - Divulgação
Primeira tirinha de Mauricio de Sousa publicada profissionalmente
Imagem: Divulgação

Bidu foi o primeiro personagem que Mauricio publicou em sua vida, mas ele logo ganharia a companhia de uma turma daquelas...

Os personagens da Turma da Mônica - Divulgação - Divulgação
Os personagens da Turma da Mônica
Imagem: Divulgação

Cheia de estilo!

Turma da Mônica e Beatles - Divulgação - Divulgação
Turma da Mônica
Imagem: Divulgação
Continua depois da publicidade

Sempre me preocupei em criar personagens muito humanos. Como conheço as características de quem os inspirou, são muito próximos da realidade. Todo o mundo conhece uma Mônica, ou já foi um Cascão.

Com alguns traços de sua personalidade e de pessoas que conheceu ao longo da vida, o cartunista criou figuras carismáticas e ergueu um verdadeiro império, com direito a bonecos, parque de diversão, desenho animado, filmes e até alfajor!

Ah, e sim, tem memes...

Continua depois da publicidade

Vários memes!

Meme - Turma da Mônica - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Muito raramente eu acho que alguma coisa não está legal [sobre memes]. Só quando sinto que a pessoa é muito amarga, aí pulo e continuo a curtir a internet. É muito divertido isso, é como tirar o pulso do público. Sentir o que estão ou não gostando.

Todo esse interesse na Turma da Mônica gerou curiosidade sobre a vida de Mauricio, sempre muito discreto. Pois agora, com a liberação para esse novo filme, pode ser que uma pequena janela se abra e acabe com tantas dúvidas.

Estou com 85 anos. Tem uma pandemia aí pegando todo o mundo. Eu gosto muito do que eu faço. Com esse estado de coisas, está na hora de fazer um belo filme. Quero ver verdade! Se o filme mostrar tudo o que eu vivi, realmente será uma superprodução.

Continua depois da publicidade

Recentemente, o cartunista foi elogiado por postar uma foto ao lado de seu filho Mauro e do namorado dele, Rafael, derretendo os corações da web. Mauricio diz, entretanto, que não se surpreendeu com a repercussão do post.

O que há de diferente em você curtir uma ação de um filho?

Tive dez filhos e, em alguns casos, principalmente no início da carreira, eu não pude dar tudo a eles. Mas sinto que todos me amam e são respeitosos. Nunca faltou atenção, carinho. Então, sinto muito pelo que não deu para fazer, mas é passado.

Mauricio ao lado das filhas: Mariangela, Mônica e Magali - Arquivo pessoal - Arquivo pessoal
Imagem: Arquivo pessoal

.

Continua depois da publicidade

Ao completar 85 anos, Mauricio está se acostumando aos cabelos brancos. Olha para a própria trajetória com carinho e enfatiza: não pretende parar de trabalhar tão cedo!

Eu não posso! Eu não sei [parar], eu não tenho freio. O que estou querendo fazer agora é escrever mais e desenhar menos. Abrimos uma empresa no Japão e estamos nos preparando para lançar livros. Depois será na China e na Coreia. E por que não lançar produtos? Adoro ficar em ação.

Maurico de Sousa com sua equipe na Mauricio de Sousa Produções - Divulgação - Divulgação
Imagem: Divulgação

Ele conclui:

Eu quero ser lembrado pelo que sou: uma pessoa preocupada com o próximo. O que eu puder fazer vou fazer. Minha avó até brincava que eu tinha que tomar cuidado para não ficar sem nada.

Continua depois da publicidade

Pelo visto, Mauricio ainda tem muito a escrever em sua própria história.

1