Shows de Taylor Swift em Edimburgo voltam a provocar terremotos

LONDRES (Reuters) - Milhares de fãs dos shows de Taylor Swift na Escócia causaram leituras de terremotos a quilômetros de distância do local do show em Edimburgo, informou o Serviço Geológico Britânico nesta quinta-feira.

Vestidos com roupas coloridas e brilhantes, representando diferentes épocas musicais da discografia da popstar norte-americana, mais de 70.000 fãs, ou "Swifties", se reuniram para ver a cantora e compositora em seus shows da Eras Tour no estádio Murrayfield no último fim de semana.

A dança deles fez com que atividade sísmica fosse registrada nas estações de monitoramento de terremotos a 6 km de distância do local do show, informou o Serviço Geológico Britânico (BGS) em um comunicado.

Cada uma das três noites seguiu um padrão semelhante, com as músicas "Ready For It?", "Cruel Summer" e "Champagne Problems" resultando na atividade sísmica mais significativa de cada noite, disse o BGS.

Apresentações anteriores em Seattle e Los Angeles registraram atividade sísmica semelhante, com o show de Seattle gerando atividade equivalente a um terremoto de magnitude 2,3.

A turnê mundial de Taylor Swift é a turnê de shows de maior bilheteria do mundo.

(Reportagem de Muvija M)

Deixe seu comentário

Só para assinantes