PUBLICIDADE
Topo

Baldwin pede arquivamento de processo por tiro que matou diretora em set

Alec Baldwin - Reprodução
Alec Baldwin Imagem: Reprodução

Lisa Richwine

Em Los Angeles, EUA

25/01/2022 17h50

Os advogados de Alec Baldwin e de outros produtores do filme "Rust" estão pedindo a um tribunal que arquive uma ação civil movida por uma supervisora de roteiro que estava no set quando o ator acertou um tiro que matou a diretora de fotografia Halyna Hutchins.

Em ação protocolada no Tribunal Superior de Los Angeles na segunda-feira, os advogados disseram que a reivindicação de Mamie Mitchell deveria ser rejeitada porque não havia evidências de que Baldwin ou qualquer um dos produtores tiveram intenção no incidente. Baldwin era o ator principal e produtor do filme independente de faroeste.

"Apesar da tentativa da autora de rotular as reivindicações como intencionais, nada nas alegações da autora sugere que algum dos réus cometeu intencionalmente conduta prejudicial", informa o documento.

Mitchell alegou em um processo aberto em novembro que Baldwin deveria ter verificado o revólver Colt .45 que ele estava segurando para se certificar de que não incluía munição real. Baldwin afirmou que o diretor assistente lhe disse que a arma estava "fria", ou segura de usar, e que ele não puxou o gatilho.

A diretora de fotografia Halyna Hutchins foi morta e o diretor Joel Souza ficou ferido quando a arma disparou enquanto Baldwin estava ensaiando no set de filmagem do Novo México.

Gloria Allred, advogada de Mitchell, disse na terça-feira que a ação deveria prosseguir. Os produtores estão "tentando evitar explicar sua conduta perante um juiz e um júri em um tribunal", afirmou ela em comunicado.

O acidente

A diretora de fotografia Halyna Hutchins morreu no dia 21 de outubro, vítima de um disparo acidental feito por Alec Baldwin que, em tese, deveria ter usado uma arma cenográfica, mas, segundo os investigadores do caso, a munição que estava dentro da pistola era real.

Ela chegou a ser socorrida de avião para o Hospital da Universidade do Novo México, mas não resistiu e morreu em decorrência dos ferimentos. Além de Halyna, o ator também feriu o diretor do filme, Joel Souza, de 48 anos, que logo após o acidente teve alta do hospital.

Até o momento, ninguém foi indiciado, mas a polícia já tem uma suspeita sobre como a munição real foi parar no set do filme.

'Vingadores', 'Deadpool' e outras gravações que já tiveram acidentes fatais