PUBLICIDADE
Topo

Macron inaugura exibição de coleção de arte dos Morozov em Paris

21/09/2021 16h11

PARIS (Reuters) - O presidente francês Emmanuel Macron inaugurou nesta terça-feira na Fundação Louis Vuitton em Paris a exibição de coleção de arte montada pelos irmãos industrialista russos Ivan e Mikhail Morozov na virada do século 20.

Macron estava acompanhado da esposa Brigitte e de Bernard Arnault, magnata de luxo francês e proprietário da fundação que ajudou com os trâmites burocráticos e diplomáticos para a realização da mostra.

A exibição reúne 200 obras-primas de artistas franceses proeminentes como Monet e Renoir, além de Van Gogh e mestres russos como Malevich ou Korovin, todas emprestadas de museus da Rússia.

Ela representa mais um passo do "Diálogo do Trianon", uma iniciativa para fortalecer os laços entre as sociedades civis francesa e russa, sobretudo através da cooperação cultural, que foi lançada em 2017 por Macron e pelo presidente russo, Vladimir Putin, disse o Palácio do Eliseu em um comunicado.

Trata-se da segunda mostra de grandes colecionadores de arte russos da fundação. Em 2016, a exibição da Coleção Sergei Shchukin atraiu 1,3 milhão de visitantes.

É a primeira vez que a coleção viaja para fora da Rússia desde sua criação, graças à parceria entre a fundação e o Museu Estatal Hermitage de São Petersburgo, o Museu Estatal Pushkin de Artes Visuais de Moscou e a Galeria Estatal Tretyakov de Moscou.

Como a Coleção Shchukin, a maioria das obras de arte dos Morozov foi nacionalizada após a Revolução Russa de 1917 e mais tarde absorvida principalmente pelas coleções dos museus russos.

(Por Dominique Vidalon)