PUBLICIDADE
Topo

Ricardo Feltrin

Após demissão "intempestiva", Evaristo Costa processa CNN

Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

15/11/2021 11h07Atualizada em 16/11/2021 15h50

Revoltado com a forma como foi dispensado da CNN Brasil após quase 1 ano e meio de serviços prestados, o jornalista e apresentador Evaristo Costa decidiu mover uma ação na Justiça Cível com a pretensão de indenização. Tanto a emissora como o apresentador negam a ação.

Segundo informações exclusivas obtidas pela coluna, Evaristo acusa a CNN de desrespeito profissional e danos morais e materiais.

Em suas redes sociais, no entanto, ontem à noite (15) o jornalista negou que vá processar sua ex-casa. Evaristo foi um dos primeiros nomes contratados pela CNN Brasil.;

Segundo o jornalista, ele ficou sabendo da demissão assistindo ao noticiário da emissora.

O correto, diz, teria sido o primeiro a ser informado. A forma como o corte foi tomado pela direção foi considerada por ele humilhante.

Jornalistas que cobrem TV (como este que vos escreve) ficaram sabendo da demissão de Evaristo antes mesmo dele.

Segundo a CNN, foram feitas todas as tentativas possíveis e imagináveis para que ele permanecesse na casa, mas, segundo a emissora, ele recusou todas as propostas feitas.

"Me chutaram pelas portas dos fundos", desabafou à época.

R$ 300 mil

Para um jornalista com sua história e gabarito, até que Evaristo não está sendo ganancioso, caso leve o processo adiante. A coluna apurou que o valor que ele pede de indenização e de R$ 300 mil.

O processo ainda está em estágio inicial e não tem data prevista para um desfecho. Também pode ocorrer um acordo antes disso.

Outro lado

A CNN Brasil enviou a seguinte nota sobre o assunto: "Vimos que publicou nota sobre possível processo do jornalista Evaristo Costa contra a CNN Brasil, mas a informação foi desmentida por ele próprio . Pedimos que, por favor, você corrija a informação."

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook, Instagram e site Ooops