PUBLICIDADE
Topo

Ricardo Feltrin

Lista: Veja 7 seriados adolescentes e muito fofos do Disney+

O elenco da série "Boa Sorte, Charlie"; primeira das quatro temporadas está no Disney+ - Divulgação
O elenco da série "Boa Sorte, Charlie"; primeira das quatro temporadas está no Disney+ Imagem: Divulgação
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

19/11/2020 00h09

Na coluna de hoje vamos listar sete seriados adolescentes que você precisa assistir no Disney+, novo serviço de streaming que acaba de estrear no Brasil.

Todos os seriados estão disponíveis para os assinantes do acervo inicial da Disney (tão inicial que está gerando muitas críticas entre assinantes).

Vamos a um pequeno resumo de cada um:

7 - Não Fui Eu ("I Didn´t It"), 2 temporadas

Esse é um dos raríssimos casos em que a Disney cancelou um seriado após duas temporadas —diz a lenda, por falta de público. Por tradição a empresa faz sempre 4 temporadas de qualquer produção. Nem mais, nem menos. Em "Não Fui Eu" são cinco amigos bagunceiros, ultra-competitivos e também cínicos e trapalhões. Começou bem, mas a direção da Disney fez uma mudança brusca na estrutura da trama após o primeiro ano. Apesar do cancelamento, há episódios memoráveis nas duas temporadas disponíveis. Entre eles, "O Cara Novo", "O Desafio do Telefone" (episódio é hilário e genial) e "Lindy Mete o Nariz (1ª); e na 2ª temporada temos "Festa do Pijama", "Um Cãozinho para Lindy" e "Elogio Acima das Meninas".

6 - Austin & Ally (idem), 4 temporadas

Doce e divertido, seriado conta a história de uma menina cantora, mas muito tímida que, enquanto sonha com uma carreira nos palcos, também trabalha na loja de instrumentos do pai (é a atriz Laura Marano, de "Bad Hair Day"). Além dela há o cantor e compositor pop (e muito autoconfiante) Austin (Ross Lynch). Ally e Austin decidem se unir numa parceria, mas sempre alguma coisa atrapalha. Geralmente ou a culpa é da melhor amiga de Ally (a preguiçosa Trish), ou do melhor amigo de Austin (o estabanado Dez).

5 - Hannah Montana (idem), 4 temporadas

Este é um seriado que poderia ter sido estendido por até 10 temporadas, caso a Disney quisesse. É a história da jovem cantora Miley Stewart (ou Cyrus), que é famosíssima em sua terra, o Tennessee, mas completamente desconhecida na nova cidade em que vai morar na Califórnia. O pai de Miley, Bill Ray, também trabalha na produção. É um dos maiores sucessos da Disney até hoje.

4 - Jessie (idem), 4 temporadas

A estrela é Debby Ryan (da polêmica "Insatiable", da Netflix). Aqui ela interpreta uma babá texana que vai morar em Manhattan para cuidar de três crianças adotadas por um casal de cineastas. O sonho de Jessie mesmo é ser atriz, mas ela fica ocupada demais com as crianças, que são umas pestes. Entre elas está o saudoso Cameron Boyce (1999-2019). Jessie ainda enfrenta o despeito e a preguiça de Bertram, o mordomo da família, que abriga ainda um imenso animal de estimação: um lagarto varano-malaio de dois metros, a Sra. Kipling.

3 - Os Feiticeiros de Waverly Place (Wizards of Waverly Place) 4 temporadas

De longe um dos mais adoráveis já feitos pela Disney. Acabou em 2012 mas até hoje tem fãs no mundo todo. No dia da estreia do serviço Disney+ no Brasil (17), o seriado virou um dos temas mais comentados do Twitter. "Feiticeiros..." conta a saga dos Russo, uma família de feiticeiros que esconde seus poderes dos vizinhos e toca um restaurante fast-food em Nova York. A estrela é Selena Gomez, e os melhores momentos são seus embates com o irmão mais velho, Justin. Mais uma vez: é uma pena que só foram 4 temporadas.

2 - Liv & Maddie (idem), 4 temporadas

Uma das grandes injustiças da história do Emmy Awards foi jamais ter indicado a atriz Dove Cameron por seu incrível trabalho duplo neste seriado. Dove interpreta as gêmeas Liv —uma atriz teen que explodiu em Hollywood, mas voltou para cidade natal de Wisconsin— e Maddie, sua irmã nerd, competitiva, meio caipira e adoradora de basquete. A atuação de Dove é absolutamente fantástica e o espectador muitas vezes até esquece que ali há apenas uma atriz atuando. Liv & Maddie ainda têm mais dois irmãos malucos, geniais e problemáticos, Joey e Parker (que perfurou toda a casa com túneis), além de pais superprotetores —e que são professores na mesma escola dos filhos. Criação de John D. Beck and Ron Hart, "Liv & Maddie" merece estar no panteão das melhores séries teens da TV.

1 - Boa Sorte, Charlie ("Good Luck, Charlie"), 4 temporadas

Na opinião desta coluna, o melhor seriado já feito pela Disney até hoje: o elenco mais sintonizado, engraçado e as tramas mais inteligentes. Os textos dos episódios são o que há de melhor no humor (inofensivo) norte-americano. Lamentavelmente o Disney+ só colocou por enquanto a 1ª das 4 temporadas. O seriado conta a história da família Duncan, que mora do Colorado. O pai, Bob, foi doidão nos anos 70, mas hoje é só o pacato dono de uma empresa exterminadora de insetos e pragas (que no Colorado podem ser gigantescos). A mãe, Amy, é enfermeira, ensimesmada, sonha em trabalhar na TV, mas tem tantos filhos que é obrigada a virar dona de casa em tempo integral. A garota Teddy (Bridget Mendler) parece ser a única pessoa sensata na casa, mas também faz muita asneira. Em cada episódio Teddy grava um vídeo para ser visto por sua irmãzinha caçula no futuro. Charlie, a bebezinha dos Duncan, tanto pode ser fofa como uma peste. "Boa Sorte Charlie" conta ainda com uma das melhores e mais engraçadas coadjuvantes da Disney, a vizinha rabugenta Sra. Debney, que é infernizada pelo maligno e insidioso Gabe Duncan. Nota: Sra Debney definitivamente merecia um seriado só dela.

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook, Instagram e site Ooops

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL