PUBLICIDADE
Topo

Ricardo Feltrin

Suspeita de coronavírus: Sikêra Jr. continua afastado da RedeTV

Sikêra Jr passou mal ao vivo ontem durante o "Alerta Nacional" - Reprodução/Rede TV
Sikêra Jr passou mal ao vivo ontem durante o "Alerta Nacional" Imagem: Reprodução/Rede TV
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

Colunista do UOL

23/04/2020 17h28

O polêmico apresentador Sikêra Jr, que apresenta o programa "Alerta Nacional", da RedeTV, é suspeito de ser mais uma vítima do coronavírus,

No entanto, até o momento da publicação deste texto, ele vinha se recusando a fazer o exame que poderia confirmar —ou não— a doença. Ao entrar no ar por telefone, nesta quinta, disse ter feito um "teste rápido" e que não acusou a doença.

No entanto, segundo o protocolo, o teste rápido só tem eficiência se for feito de cinco a sete dias após os sintomas, que é quando os "marcadores" da doença aparecem.

Ele não apresentou o programa nesta quinta, mas a RedeTV e a TV A Crítica, de Manaus, esperaram até o último segundo para tomar a decisão.

A coluna apurou, porém, que na emissora em Manaus o clima nesta quinta-feira é de pânico.

Isso porque o âncora interagiu ontem com dezenas de pessoas, quando já apresentava sinais de que não estava bem. Ele chegou a falar no ar que estava se sentindo mal e pediu à diretora para ir embora.

Hoje, no entanto, disse que já se sentia melhor —embora continuasse com alguns sintomas.

Ele entrou por telefone ao vivo no programa e disse que espera voltar na próxima segunda-feira.

Até então havia temor que executivos das duas TVs desconsiderassem seu estado e permitissem a ele trabalhar.

Nesse caso, se estivesse (ou estiver) mesmo com a doença, se tornaria um vetor de contágio.

Segundo fontes na TV A Crítica, ouvidas sob anonimato, ele apresentava ontem todos os sintomas comuns do coronavírus (tosse, febre, dor de cabeça e falta de ar).

Passou mal ao vivo e foi substituído às pressas.

A notícia sobre o mal-estar foi antecipada ontem pelo colunista Leo Dias, do UOL.

Além dos sintomas o jornalista mora em Manaus, que é proporcionalmente a cidade brasileira mais afetada do país pela doença até o momento.

Um dos motivos para a recusa em fazer o exame era, segundo as fontes da coluna, teimosia: bolsonarista, tem sido um dos principais defensores do fim da quarentena e da reabertura do comércio no país, e não quer dar o braço a torcer

Vem sofrendo duras críticas por causa disso, inclusive de colegas de outros veículos, como de Zé Eduardo, da RecordTV (TV Itapoan) em Salvador.

Ricardo Feltrin no Twitter, Facebook, Instagram e site Ooops