PUBLICIDADE
Topo

TV e Famosos

Sem Dilma e com recesso parlamentar, Globonews cai 35% em julho

"Sem Fornteiras" é um dos melhores programas do canal Globonews - Reprodução
"Sem Fornteiras" é um dos melhores programas do canal Globonews Imagem: Reprodução
Ricardo Feltrin

Ricardo Feltrin é colunista do UOL desde 2004. Trabalhou por 21 anos no Grupo Folha, como repórter, editor e secretário de Redação, entre outros cargos.

09/08/2016 10h06Atualizada em 09/08/2016 10h06

A suspensão dos trabalhos na Câmara e no Senado no mês passado, aliada à ausência de maiores desdobramentos da Lava-Jato e com Dilma afastada da Presidência foram fatores que afundaram a audiência do canal Globonews no mês passado.

Dados consolidados de audiência medidos pela Kantar Ibope mostram que o canal de notícias da Globosat despencou: depois de passar quatro meses como o terceiro canal mais visto da TV por assinatura, no mês passado a Globonews passou para o 13º lugar.

De abril para julho, a Globonews perdeu 35% em audiência no país: passou de 0,80 para 0,52 ponto, segundo o Painel Nacional de Televisão.

No PNT cada ponto de audiência equivale a cerca de 240 mil domicílios.

Apesar disso, a audiência do canal Globosat ainda é mais de quatro vezes maior que seu concorrente direto, a Bandnews, que está na 40ª posição, com apenas 0,12 ponto de audiência. 

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

TV e Famosos