Gravadora do Bon Jovi é acusada de vender autógrafos falsos; entenda

A gravadora da banda Bon Jovi foi acusada de vender cópias autografadas do novo álbum Forever com assinaturas falsas.

Alguns fãs alegam que os autógrafos de Jon Bon Jovi nos folhetos internos foram criados usando uma técnica de caneta automática, um modelo mecânico, e não foram assinados fisicamente pelo próprio cantor.

A Universal Music Group foi alvo de postagens iradas nas redes sociais e ainda não se posicionou sobre o caso.

O Autograph Live - site que ajuda colecionadores a identificar assinaturas reais e falsas - contém um tópico no qual pelo menos seis modelos de caneta automática foram identificados, todos reproduzidos mecanicamente.

Kevin Keating, o principal autenticador de autógrafos do Professional Sports Authenticator (PSA), confirmou ao portal Cllct que alguns dos autógrafos são falsos, devido a tremores que costumam ser detectados nesse tipo máquina.

Jon Bon Jovi ainda não se manifestou a respeito. No mês passado, ele compartilhou uma foto onde se prepara para assinar algumas cópias do disco.

Forever é o primeiro álbum desde que o cantor passou por uma cirurgia para atrofia das cordas vocais, o que obrigou o grupo a cancelar a turnê de 2022.