PUBLICIDADE
Topo

Milhares de pessoas vão a show nos EUA pela 1ª vez após serem vacinados

04/05/2021 02h31

Los Angeles (EUA), 3 mai (EFE).- Milhares de pessoas vacinadas contra a Covid-19 em Los Angeles se reuniram em um grande show que será transmitido no próximo sábado pela televisão e pela internet e do qual participaram o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, o príncipe Harry e o papa Francisco, entre outros.

O "Vax Live", realizado neste domingo, teve organização da Global Citizen e foi o primeiro grande evento musical realizado nos EUA desde o início da pandemia. Jennifer Lopez, J Balvin, Foo Fighters, H.E.R. e Eddie Vedder também se apresentaram.

"A vacina deve ser entregue a todos e em todos os lugares. Não podemos descansar até chegar a cada esquina", declarou Harry no palco.

A organização não confirmou o total de participantes presentes no SoFi Stadium, em Inglewood, no condado de Los Angeles, embora as normas atuais de capacidade para pessoas vacinadas permitissem o acesso a 40 mil pessoas.

O evento arrecadou US$ 53 milhões, a maioria doados por empresas, para estender a campanha de vacinação em países desfavorecidos, e os organizadores garantiram que mais ajuda chegará durante esta semana.

"Recebam a visita deste velho que não dança nem canta", saudou o papa Francisco em uma mensagem de vídeo na qual pediu "um fim temporário dos direitos de propriedade" para expandir a fabricação de vacinas contra a Covid e impulsionar um sistema econômico mais justo.

A cantora Selena Gomez foi a anfitriã do show, que ela mesma promoveu há algumas semanas com mensagens a vários líderes mundiais pedindo uma distribuição equitativa de imunizantes.

Como tal, os presidentes da França, Emmanuel Macron, e da Espanha, Pedro Sánchez, assim como a líder da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, também participaram do vídeo, unindo as suas mensagens às de estrelas de Hollywood como Ben Affleck e Sean Penn.

Os organizadores exigiram que o público, composto em sua maioria por trabalhadores de serviços essenciais, apresentasse prova de vacinação.

A Global Citizen já organizou em 2020 o megaevento de solidariedade virtual One World: All Home, juntamente com a Organização Mundial da Saúde, que arrecadou US$ 127 milhões para combater a crise causada pelo coronavírus.