PUBLICIDADE
Topo

Itália anuncia data para reabrir cinemas e teatro em áreas de menor risco

26/02/2021 20h20

Roma, 26 fev (EFE).- A Itália reabrirá seus cinemas e teatros, a partir do dia 27 de março, nas áreas com menor risco de contágio do coronavírus, conforme anunciou nesta sexta-feira o ministro da Cultura, Dario Franceschini, após obter a aprovação dos técnicos que assessoram o governo.

A comissão técnica e científica acatou hoje o pedido de Franceschini de reabertura de cinemas e teatros, mas uma série de critérios de segurança devem ser respeitados, que agora terão de ser estipulados pelo governo em decreto.

O ministro disse que estes espaços culturais abrirão a partir de 27 de março, Dia Mundial do Teatro, e que os museus também poderão reabrir no fim de semana, com reserva prévia.

Na última quarta, Franceschini transmitiu aos assessores científicos uma série de protocolos para obter permissão para reabrir o mais rápido possível cinemas, teatros e salas de concerto.

A reabertura só será possível naquelas consideradas "zonas amarelas", áreas do território italiano com menor risco de contágio, como a capital, Roma, onde as limitações são menores.

Os cinemas e teatros devem reduzir significativamente sua capacidade e o uso de máscaras será obrigatório.

Após quase um ano fechado devido à pandemia - exceto no período entre 15 de junho e 26 de outubro - os cinemas tentam evitar a falência. Durante todo este tempo, deixaram de receber 60 milhões de pessoas em suas salas, representando um prejuízo de 420 milhões de euros (cerca de R$ 2,8 bilhões) na bilheteria.

Teatros e óperas, que estão com as cortinas fechadas pela mesma época, tiveram que se reinventar nesses meses de confinamento e poltronas vazias para sobreviver.

As infecções por coronavírus na Itália continuam aumentando e nas últimas 24 horas foram confirmadas 20.499 novos casos e 253 mortes, segundo o último boletim do Ministério da Saúde.

No total, 2.888.923 pessoas foram infectadas desde o início da emergência sanitária, há um ano.