PUBLICIDADE
Topo

Elton John em Paris, Billie Eilish em Nova York: astros mobilizados pelo planeta

Multidão assiste ao Global Citizen Live no Campo de Marte, em Paris - Bertrand Guay/AFP
Multidão assiste ao Global Citizen Live no Campo de Marte, em Paris Imagem: Bertrand Guay/AFP

Da AFP

Em Paris

25/09/2021 17h52

Elton John, intérprete de "Rocket Man" em Paris, deu o pontapé hoje a uma série de shows mundiais, com Billie Eilish em Nova York e Stevie Wonder em Los Angeles, em apoio a um planeta ameaçado, em um festival organizado pela ONG Global Citizen.

Sozinho ao piano no palco no Campo de Marte, em Paris, vestindo um terno verde e com a Torre Eiffel ao fundo, Elton John deu o tom deste evento mundial, alternando temas como "Tiny Dancer", "This is Your Song", "Rocket Man" e "Afyer All", em dueto com Charlie Puth (single de seu próximo álbum), com mensagens humanitárias.

O artista de 74 anos, que manteve a apresentação antes de uma cirurgia no quadril que vai atrasar sua turnê mundial, defendeu no microfone que "ninguém seja abandonado" neste período de crise sanitária e pediu "um acesso igualitário" às vacinas em todo o mundo.

Todas as entradas, gratuitas, foram distribuídas, segundo a organização.

Para consegui-las, bastava inscrever-se no site da Global Citizen e apoiar a ação da ONG, assinando petições ou compartilhando mensagens nas redes sociais, destinadas a pressionar os grandes do mundo.

Segundo os organizadores, os temas selecionados são "mudanças climáticas, igualdade nas vacinas e fome".

"É uma loucura estar aqui"

Com voz impecável e com seus emblemáticos óculos de lentes rosadas, Elton John se apresentou perante cerca de 20 mil pessoas na capital francesa.

"Faz tempo que sou Global Citizen, me inscrevi [...] Tinha poucas esperanças, mas consegui minha entrada porque tinha o número de pontos necessários, fazendo ações pelo planeta e ações pela pobreza", explicou à AFP em Paris Ewan Cardoso, de 23 anos, que trabalha com o conserto de carros. "Sobretudo, assinei petições", contou.

Para conseguir sua entrada para o show parisiense, Tani, de 26 anos, enviou e-mails e tuitou a favor "do acesso igualitário à educação e de igualdade às mulheres". Tanto ela quanto seus três amigos foram ao Campo de Marte para ver "Ed Sheran e, sobretudo, Elton John".

Assim como Tani, Ewan Cardoso também estava entusiasmado com a presença de Elton John. "Está aqui [...] e não é certo que possa dar show depois. é uma loucura que esteja aqui", declarou.

Como o Live Aid em 1985

Assim como o Live Aid, show beneficente realizado em 1985 em várias cidades do mundo por iniciativa de Bob Geldorf para combater a fome na Etiópia (e no qual também participou Elton John), os espetáculos também são programados em outras cidades.

Em Nova York, no Central Park, vão se apresentar Coldplay, Jennifer Lopez e Lizzo. O príncipe Harry e sua esposa Meghan devem comparecer ao concerto.

Por sua vez, o Greek Theatre de Los Angeles receberá Adam Lambert, Demi Lovato e ONEREPUBLIC.

Também serão organizadas apresentações para a televisão, como as de Andrea Bocelli a partir da Toscana e do BTS, de Seul.

Do Brasil, o DJ Alok lançou mensagens nas redes da Global Citizen, alertando para a situação na Amazônia.

Os shows estão disponíveis na Apple Music, Apple TV App, YouTube, Twitter, assim como por canais de TV de diferentes emissoras (TF1/TMC na França, TV Azteca no México, BBC no Reino Unido, ABC, ABC News Live, iHeartRadio, Hulu, The Roku Channel, FX e Time nos Estados Unidos).

Por trás deste evento está a Global Citizen, uma ONG que se descreve como um "movimento de cidadãos comprometidos", liderada por Hugh Evans, um australiano "prodígio no mundo da filantropia", segundo o The New York Times.

A Global Citizen está sempre presente nos grandes eventos, como durante o "Vax Live", na primavera em Los Angeles, um concerto a favor da vacinação contra a covid-19 (e contra a desinformação).

Na ocasião, Jennifer Lopez e Foo Fighters subiram ao palco enquanto o presidente dos EUA, Joe Biden, o papa Francisco, os atores Ben Affleck e Sean Penn, entre outros, enviaram mensagens de vídeo.