PUBLICIDADE
Topo

EUA tenta devolver ao Iraque tabuleta cuneiforme de 3.500 anos

27/07/2021 21h06

Washington, 28 Jul 2021 (AFP) - Uma tabuleta de 3.500 anos de antiguidade que relata a "Epopeia de Gilgamesh" e que esteve no Museu da Bíblia de Washington pode ser devolvida ao Iraque depois que um juiz justificou sua apreensão nesta terça-feira (27).

O precioso fragmento, que narra uma sequência da epopeia na escritura cuneiforme acádia, é um dos muitos objetos antigos do Iraque e do Oriente Médio colecionados por David Green, o bilionário proprietário da rede Hobby Lobby.

Foi apreendido pelo Departamento de Justiça americano em 2019, dois anos depois de Green inaugurar o museu dedicado à história cristã antiga no Washington.

Segundo o Departamento de Justiça, a Hobby Lobby comprou a tabuleta de 15,2 cm por 12,7 cm, conhecida como a "Tabuleta do Sonho de Gilgamesh", de uma prestigiada casa de leilões em 2014 por 1,67 milhão de dólares.

Originalmente tinha sido levada ilegalmente aos Estados Unidos em 2003 por um comerciante que a comprou em Londres de um conhecido comerciante jordaniano de antiguidades do Oriente Médio.

Foi comercializada várias vezes em seguida com cartas falsas que simulavam uma procedência legal.

Em 2014, a Hobby Lobby organizou a compra da tabuleta em Nova York, mas realizou a transação em Oklahoma para evitar os impostos sobre as vendas, segundo o Departamento de Justiça.

A empresa a doou, então, à coleção do Museu da Bíblia, e desde que a tabuleta foi apreendida em 2019, o Departamento de Justiça tentou encontrar seus proprietários legítimos.

"Este confisco representa um marco importante no caminho para devolver esta rara e antiga obra-prima na literatura mundial ao seu país de origem", disse a promotora americana Jacquelyn Kasulis, do distrito leste de Nova York.

"Este escritório está comprometido com a luta contra a venda no mercado negro de bens culturais e o contrabando de objetos saqueados", disse em um comunicado.

A tabuleta é apenas uma das milhares de peças de origem iraquiana, em sua maioria tabuletas cuneiformes e selos com 3.000 a 4.000 anos de antiguidade, que foram apreendidas da Hobby Lobby e do Museu da Bíblia para serem repatriados ao Iraque.

O Departamento de Justiça informou que foram saqueados no Iraque e comercializados ilegalmente por traficantes de Israel e dos Emirados Árabes Unidos.

pmh/to/yo/lm/mvv