PUBLICIDADE
Topo

Alibaba obtém aval para entrar na bolsa de Hong Kong

20/10/2020 21h46

Pequim, 21 Out 2020 (AFP) - O braço financeiro da gigante do comércio online Alibaba recebeu na segunda-feira a autorização dos reguladores chineses para ser cotada em Hong Kong, segundo informação publicada em meios digitais, em mais um passo para a realização da provável maior Oferta pública inicial (IPO) da história.

O Ant Group espera obter 35 bilhões de dólares através da venda maciça de ações em uma oferta simultânea no centro financeiro de Hong Kong e na nova plataforma Star Market, de Xangai, criada em 2019, informou a agência Bloomberg, citando fontes não identificadas.

A empresa busca, assim, obter esta quantia, que superaria os 29,4 bilhões de dólares, captados pela Saudi Aramco em dezembro passado, em Riade.

A empresa gerencia o Alipay, sistema dominante de pagamentos online na China, no qual o dinheiro vivo, os cheques e as cartas de crédito há tempos perderam espaço para os aplicativos e os dispositivos de pagamento online.

Em setembro, a bolsa de Xangai deu sua autorização para a transação, o que significa que a empresa com sede em Hangzhou (leste da China) só requer uma aprovação da Comissão Reguladora Chinesa de Valores (CSRC).

Em sua apresentação, em agosto, Ant destacou que usará o procedimento para ampliar seus pagamentos transfronteiriços e melhorar suas capacidades de pesquisa e desenvolvimento.

A decisão de não fazer a venda em Nova York representa uma forte perda para os mercados nova-iorquinos e ocorre em um momento de intensificação da vigilância dos Estados Unidos sobre as empresas tecnológicas chinesas.

Muitas companhias chinesas de alto nível, especialmente as do setor tecnológico, migraram para Hong Kong devido à tensão entre Estados Unidos e China.

A introdução na bolsa da Ant também é um golpe para Hong Kong, na medida em que faz crescer a preocupação sobre as possíveis consequências da imposição de uma nova lei de segurança nacional na cidade.

ehl-je/wai/eg/mb/mvv