Marcelo Serrado recorda morte de Domingos Montagner: 'Mexeu muito comigo'

Marcelo Serrado recordou o momento em que recebeu a notícia da morte do também ator Domingos Montagner.

O que acontece

Os dois artistas trabalhavam juntos na novela "Velho Chico", da Globo. "Acho que o momento mais difícil (da carreira) foi quando eu estava fazendo 'Velho Chico', do Benedito Ruy Barbosa. Estava gravando lá no Rio São Francisco, lá em uma cidade chamada Piranhas (AL) e eu soube da morte do Domingos Montagner, gravando. Eu tinha acabado de gravar no rio com o Marcos Palmeira e tive que lidar com aquela situação toda. Aquilo mexeu muito comigo", lamentou, em participação no programa "Provoca", de Marcelos Tas.

Serrado lembrou também de como a notícia foi um baque não somente para ele, mas para toda a equipe da novela. "Aquilo foi devastador para todos nós que éramos amigos dele, mas devastador para mim, de estar ali, vivendo aquilo. Não queria ter vivido aquilo ali. Foi extremamente traumático. Uma coisa inexplicável", lamentou.

Marcelo precisou fazer terapia para superar o incidente fatal. "Um dia antes a gente estava tomando cerveja em um boteco com os amigos, com todo mundo da novela. Ali fi um divisor de águas na minha vida, no sentido de: 'Caraca, que vida é essa? Que coisa inexplicável que a vida nos traz'", concluiu.

Domingos Montagner morreu em 2016, durante as gravações de "Velho Chico". O ator interpretava o protagonista da novela, Santo. Após o término das filmagens, ele almoçou e decidiu tomar banho de rio com a colega de elenco Camila Pitanga. Durante o mergulho, no entanto, não voltou à superfície. Equipes de buscas localizaram o corpo do ator de 54 anos metros à frente, preso nas pedras, perto da Usina de Xingó, na Região de Canindé de São Francisco, divisa entre Sergipe e Alagoas.

Deixe seu comentário

Só para assinantes