Conteúdo publicado há 20 dias

'A Casa do Dragão': o que a cena dos gêmeos tem a ver com Sansa Stark?

O episódio de "A Casa do Dragão" que foi ao ar neste domingo (23) teve mais uma cena muito aguardada pelos fãs dos livros: a luta entre os gêmeos Erryk e Arryk Cargyll.

Atenção: este texto contém spoilers do segundo episódio da segunda temporada de 'A Casa do Dragão'
Atenção: este texto contém spoilers do segundo episódio da segunda temporada de 'A Casa do Dragão' Imagem: Arte UOL

Nos livros, a história dos gêmeos é uma fixação de Sansa. A personagem, que viveu cerca de duzentos anos depois de Arryk e Erryk, tem uma visão específica desse capítulo da história de Westeros: "Sansa tem um olhar muito romântico dos dois duelando por horas, como se fosse a luta de 'A Princesa Prometida'. Na realidade, deve ter sido muito mais brutal e pesado", explica o showrunner Ryan Condal em entrevista ao site The Hollywood Reporter.

Contada como um livro de história, a obra "Fogo e Sangue" apresenta diferentes versões da luta. "Tentamos identificar o fio condutor. Tem uma versão em que eles se amaldiçoam e ficam chamando um ao outro de 'traidor'. Isso não se parecia com os personagens que criamos. Temos essas duas pessoas que se encontraram em lados opostos desse conflito, sem saber o que fazer com o seu juramento", diz Condal. Em nenhuma versão contada nos livros, Rhaenyra está presente no confronto — esse foi um acréscimo dos criadores da série.

Acho que é mais trágico ver esses dois irmãos se encontrando num combate até a morte enquanto tentam honrar seu juramento. Ryan Condal, showrunner de 'A Casa do Dragão'

A versão em que Sansa acredita é contada pelo Grande Meistre Munkun. Para ele, os irmãos se encontraram e trocaram declarações de amor antes de sacarem as espadas. Eles lutaram por uma hora na frente de espectadores que não intervieram por não conseguirem diferenciá-los. Segundo Munkun, os gêmeos "morreram nos braços um do outro com lágrimas nas faces".

Luke e Elliott Tittensor interpretam Arryk e Erryk Cargyll em 'A Casa do Dragão'
Luke e Elliott Tittensor interpretam Arryk e Erryk Cargyll em 'A Casa do Dragão' Imagem: Divulgação

O bobo da corte Cogumelo conta outra versão dos fatos. O personagem, conhecido por sempre dar uma versão mais ousada da história, diz que Rhaenyra não era o alvo do ataque: Criston Cole teria ordenado que Arryk matasse os filhos dela, Jacaerys and Joffrey. Segundo ele, o duelo dos irmãos durou "meros momentos", enquanto eles acusavam um ao outro de traição. Erryk é o primeiro a dar um golpe mortal, mas Arryk consegue revidar com uma facada na barriga do irmão. Enquanto Arryk morre rapidamente, Erryk passa dias agonizando e amaldiçoando o irmão gêmeo. Em nenhuma das versões Erryk tira a própria vida, como aconteceu na série.

Continua após a publicidade

Em entrevista a Splash, o elenco comentou o fato de o livro mostrar diferentes versões dos fatos. "Foi isso o que aprendemos com a história: ela pode ser manipulada. Nossa série é a verdade por trás do livro. Preenchemos esses momentos, essas motivações que talvez você não ache no livro. É muito especial, dá pra sentir que tem algo poderoso acontecendo enquanto trabalhamos nessa série", disse Ewan Mitchell, que interpreta Aemond Targaryen.

É um mérito dos nossos roteiristas incríveis, o fato de conseguirmos preencher essas lacunas. Nós vemos um panorama completo do que aconteceu, o que permite que o público decida sozinho quem quer apoiar. Tom Glynn-Carney, intérprete de Aegon, em entrevista a Splash

Deixe seu comentário

Só para assinantes