Conteúdo publicado há 28 dias

Neto de Luiz Gonzaga diz que Juliette não tem autorização para mudar música

Daniel Gonzaga, neto de Luiz Gonzaga, publicou um vídeo nas redes sociais dizendo que Juliette não recebeu autorização da família Gonzaga para adaptar músicas do avô. Ela lançou, no último dia 14 de junho, a faixa "Vem Galopar", uma adaptação de "Pagode Russo".

O que aconteceu

Daniel compartilhou um vídeo em seu perfil no Instagram, alegando que a família de Luiz Gonzaga não autorizou o uso da faixa. No entanto, a música é de propriedade da gravadora Universal Music.

Ele ainda alega que a faixa havia sido pleiteada para ser gravada por Anitta. "Então não há uma autorização formal da família Gonzaga. A autorização é deles [Universal] e eles fazem o que eles quiserem".

Daniel continuou seu desabafo sobre o uso da música do avô: "Eu sou contra as gravadoras fazerem o que querem. É claro que o direito é delas, mas há um direito moral. E mudar a música de João Silva, pelo que eu vi, eu achei um pouco de falta de respeito. Então, vocês façam o que vocês quiserem, só não digam que a família autorizou."

O outro lado

Em nota, a equipe de Juliette alega que a cantora respeita a obra de Luiz Gonzaga e João Silva, um dos autores da música, e solicitou à Universal Publishing que as famílias Gonzaga e Silva autorizassem o lançamento. "A Publishing garantiu à Juliette que a família de Luiz Gonzaga e João Silva havia autorizado o lançamento da música, não havendo qualquer restrição quanto a isso. A editora também afirmou à cantora que familiares ouviram o resultado e que gostaram da versão."

A nota continua: "Juliette afirma que não é ela a responsável pelos trâmites legais que envolvem a liberação de fonogramas. Com absoluto respeito aos familiares e à obra de Luiz Gonzaga e João Silva, a cantora lamenta e se coloca à disposição para entender e dialogar com todos os envolvidos."

Ligação para Juliette

Após a repercussão, Daniel retornou às redes sociais para informar que conversou por telefone com Juliette. "Conversei com Juliette agora. Pactuamos algo importante hoje sobre a cultura nacional. Esse jogo é muito maior do que a gente. Não é sobre nós. É sobre valorização. Ela sabe bem disso. Assim como eu, ela é uma amante da nossa cultura. Sua ajuda é fundamental. Diálogos servem para isso. As autorizações foram trocadas entre editorias. Não é sobre a Juliette. É sobre um mercado que nos mastiga e engole", disse.

Continua após a publicidade

Ele defendeu Juliette e afirmou que a cantora não mentiu. "Ela não mentiu em momento algum e foi muito mulher de ligar no meu telefone e elucidar a questão comigo. Meus respeitos e a minha defesa à amiga Juliette", escreveu.

Deixe seu comentário

Só para assinantes