Conteúdo publicado há 25 dias

A Dona do Pedaço: escritor perde processo em que acusava a Globo de plágio

A Justiça do Rio de Janeiro negou recurso a um escritor que acusava a Globo de ter plagiado o enredo da novela "A Dona do Pedaço".

O que aconteceu

Arlindo José de Freitas Ribeiro acusou a Globo e Walcyr Carrasco de plágio. Para ele, o enredo da novela é uma cópia de seu livro "Orient Express - sonhar não é proibido", que também tem um casal que se separa e se reencontra anos depois. Segundo o colunista Ancelmo Gois, do jornal O Globo, Arlindo pedia uma indenização de R$ 500 mil.

Para o tribunal, esse tema não é suficiente para configurar plágio. "Ao comparar integralmente as obras verifica-se que as essências criativas não possuem nenhuma identidade, apesar de o tema principal estar presente nas duas", afirmou o perito responsável por analisar as duas obras.

O perito listou outras obras em que essa história está presente. Ele citou "O Amor nos Tempos do Cólera", de Gabriel García Márquez, "Persuasão", de Jane Austen, "Travessuras da Menina Má", de Mario Vargas Llosa, e "Desesperadamente Giulia" de Sveva Casati Modignani.

A Globo e o advogado do escritor foram procurados pela reportagem. Este texto será atualizado quando houver resposta.

Deixe seu comentário

Só para assinantes