Conteúdo publicado há 28 dias

Lula no Dia do Cinema: 'Artista, cinema e novela não é pra ensinar putaria'

O presidente Lula (PT) marcou presença no Rio de Janeiro, nesta quarta-feira (19), para participar de ato em homenagem ao Dia do Cinema Brasileiro e anunciou investimento de R$ 1,6 bilhão no setor audiovisual.

O que aconteceu

Presidente da República lamentou que passou 1 ano e 7 meses de sua gestão reformulando o que o antigo governo "desmanchou". "Você pode falar 'não vi ainda' e não viram mesmo, porque você não come a jabuticaba no dia que você planta. Você planta, aduba, joga água e espera um tempo para colher. Este ano é o ano da colheita e a gente vai fazer neste país as políticas que queremos construir. Ela começa com um ato como esse."

Lula garantiu que investimento em cultura é por entender que a arte tem poder de transformar o Brasil. "Sou da turma em que artista, cinema e novela não é pra ensinar putaria. É pra ensinar cultura, é pra contar ensinar história, é pra contar narrativas. Não pra dizer que queremos ensinar as crianças coisas erradas".

Nós só queremos fazer aquilo que se chama arte. Quem não quiser entender o que é arte, dane-se, porque nós queremos muita arte, muita cultura e muita disposição das pessoas participarem.
Lula

Presidente pediu para que o movimento contracultura seja confrontado por espalhar fake news sobre investimentos na arte. "Não podemos ter medo de fazer esse debate. Muitas vezes aparecem um maluco aí falando bobagem, gritando e xingando e a gente fica quieto. Não, nós temos que defender os nossos direitos."

Lula enfatizou a relevância do cinema para a cultura e a economia brasileira. "Precisamos que a cultura se transforme numa indústria que gere oportunidades de desenvolvimento para milhões de pessoas. E o cinema é parte importante da formação da identidade do nosso país. Cada filme brasileiro é uma janela para nossa alma. Nosso cinema é um reflexo do nosso espírito resiliente e criativo do humor, a crítica social, ele é a força narrativa da existência cultural. O cinema ensina cultura."

Streaming

Ainda no evento, Lula cobrou os ajustes para regulamentar o setor de streaming. "Eu acho que a gente tem condições de fazer uma regulamentação para que esse país seja livre, soberano, dono do seu nariz, dono da sua arte e do seu futuro."

Deixe seu comentário

Só para assinantes